Variável BY Draconis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Variáveis BY Draconis são estrelas variáveis da sequência principal dos últimos tipos espectrais, geralmente K e M. O nome provém do arquétipo para esta categoria de sistema de estrelas variáveis, BY Draconis. Elas exibem variações em sua luminosidade devido à rotação da estrela, juntamente com manchas estelares e alguma outra atividade cromosférica. As flutuações de brilho resultantes são geralmente de menos de 0,5 magnitude. As curvas de luz das variáveis BY Draconis são quase periódicas, com período próximo à taxa de rotação média da estrela. A curva de luz é irregular ao longo da duração do período e muda ligeiramente de forma de um período para outro. Para a estrela BY Draconis, a forma da curva de luz durante um período permaneceu similar por um mês.[1]

Algumas estrelas próximas dos tipos K e M que são variáveis BY Draconis são a Estrela de Barnard, a Estrela de Kapteyn, 61 Cygni, Ross 248, Lacaille 8760, Lalande 21185 e Luyten 726-8. Ross 248 foi a primeira variável BY Draconis a ser descoberta, tendo a variabilidade sido identificada por Gerald E. Kron em 1950. A variabilidade da própria BY Draconis foi descoberta em 1966 e estudada em detalhe por Sugainov no período 1973-1976.[2]

Prócion, que é muito mais brilhante que o Sol e tem um tipo espectral F5 IV/V, também é indicada como uma variável BY Draconis.[3] Prócion é pouco usual por dois motivos: ela está saindo da sequência principal para a fase subgigante e está a meio caminho entre a queima PP e a queima CNO, o que significa que ela é intermediária entre ter uma camada externa convectiva e não convectiva. Qualquer dos motivos poderia explicar as manchas estelares maiores do que o normal.

Algumas dessas estrelas podem exibir erupções, resultando em variações adicionais do tipo UV Ceti.[4] Da mesma forma, os espectros de variáveis BY Draconis (particularmente em suas linhas H e K) são similares a estrelas RS CVn, que são outra classe de estrelas variáveis que têm cromosferas ativas.[5]

Referências

  1. Lopez-Morales, Mercedes; Morrell, N. I.; Butler, R. P.; Seager, S. (2006), «Limits to Transits of the Neptune-mass planet orbiting Gl 581», Publications of the Astronomical Society of the Pacific, 118 (849), Bibcode:2006PASP..118.1506L, arXiv:astro-ph/0609255Acessível livremente, doi:10.1086/508904, BY Draconis variable. This type of variable is characterized by quasiperiodic photometric variations over time scales from less than a day to months, and amplitudes ranging from a few hundredths of a magnitude to 0.5 mags. 
  2. Hoffmeister; et al. (1984), Veranderliche Stern, Springer 
  3. Schaaf (2008), The Brightest Stars, Wiley 
  4. Schrijver, Carolus J.; Zwaan, Cornelis (2000), Solar and stellar magnetic activity, ISBN 0-521-58286-5, Cambridge astrophysics series, 34, Cambridge University Press, p. 343 
  5. Jaschek, Carlos; Jaschek, Mercedes (1990), The Classification of Stars, ISBN 0-521-38996-8, Cambridge University Press, p. 374 

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

  • Samus N.N., Durlevich O.V., et al. Combined General Catalog of Variable Stars (GCVS4.2, 2004 Ed.)
  • Schaaf, Fred, The Brightest Stars, Wiley, 2008