Variação anatômica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Variação anatômica de acordo a raça, alguma vacas apresentam o processo corneal(chifre) e outras são desprovidas

Na anatomia humana, o termo variação anatômica se refere a uma estrutura anatômica não-patológica que é diferente do que é observado na maioria das pessoas.

a estrutura e a arquitetura ou características morfológicas dos animais não são padronizadas,ocorre uma variação.

Variação anatômica de acordo o biotipo

Fatores gerais de variação[1][editar | editar código-fonte]

Idade[editar | editar código-fonte]

existem diferenças entre o recém nascido comparado a um individuo adulto, um bom exemplo disso é a ausência de calcificação de alguns ossos no indivíduo jovem, que quando atinge uma certa idade se fusiona.

Sexo[editar | editar código-fonte]

essa característica é facilmente detectável, os órgãos genitais e o osso pélvico são exemplos.

Raça[editar | editar código-fonte]

é demonstrado nas peculiaridades de diferentes raças de caninos, o formato do cranio,os pêlos.

Biótipo[editar | editar código-fonte]

estar relacionado aos atributos físicos do corpo: alto e baixo, gordo e magro.

Evolução[editar | editar código-fonte]

Em um processo evolutivo ocorre algumas mudanças, o Homo sapiens aumentou sua altura eo formato do cranio dentre outras.

Referências

  1. «isbn:8520413528 - Pesquisa Google». books.google.com.br. Consultado em 2016-06-30.