Vasco Esporte Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vasco
Nome Vasco Esporte Clube
Alcunhas Clube da Cruz de Malta
Fundação 15 de agosto de 1931 (86 anos)
Estádio Não tem
Localização Aracaju (SE)
Brasil Brasil
Mando de jogo em Batistão
Capacidade (mando) 14.000
Presidente Jailson Trindade Oliveira
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo

O Vasco Esporte Clube é um clube de futebol brasileiro, sediado em Aracaju, capital do estado de Sergipe, sendo um clube alvinegro (preto e branco).

História[editar | editar código-fonte]

O Vasco foi fundado em 15 de agosto de 1931, como Vasco da Gama Futebol Clube, por comerciários e bancários, em reunião ocorrida na residência de Abdias Bezerra. Seu primeiro presidente foi Eurípedes Machado de Oliveira, conhecido como "Boquinha", que também atuou na primeira equipe formada pelo clube. A primeira sede situava-se nos fundos dos Correios, na época localizado na Praça Fausto Cardoso.

Na década de 1930, o Vasco tinha o Paulistano Futebol Clube como seu principal rival e em 1944, sagrou-se campeão citadino invicto e campeão estadual. No ano seguinte, foi vice-campeão, enquanto que, a partir de 1946, passou a adotar a atual denominação: Vasco Esporte Clube.

Em 1966, o clube foi despejado por ordem judicial de sua sede, na rua de São Cristóvão. No ano seguinte, durante a presidência de Alceu Gonçalves de Oliveira, foi iniciada a construção da sede própria. A obra seria inaugurada um ano mais tarde, durante a gestão de Wilson Queiroz.

Em 1984, o Vasco foi declarado de utilidade pública pela Câmara Municipal de Aracaju, através da Lei nº 967/84.[1] Em 1987, venceu o quadrangular decisivo, que incluía Itabaiana, Confiança e Estanciano e conquistou o último de seus quatro títulos estaduais. Sua última participação no Campeonato Sergipano ocorreu em 1999.

O clube também dedicou-se à prática de outros esportes, entre eles o voleibol, o basquete e o futebol de salão. Neste último, foi bicampeão invicto do Torneio Sergipe-Bahia.

A Glória de 87[editar | editar código-fonte]

O dia 23 de agosto de 1987 está gravado para o Vasco de Aracaju como o mais importante da história do clube. Pela primeira vez, a equipe conquistava o título de campeã sergipana da era profissional. O jogo decisivo foi contra o Confiança, time bem mais tradicional e que buscava o bicampeonato. Naquele tempo, os estaduais eram bem mais longos, tinham turnos, returnos, quadrangulares, fases intermináveis até se conhecer o campeão.

Os vascaínos entraram na competição com grandes pretensões, pois nas últimas temporadas a campanha era sempre respeitável, com o time quase experimentando o gostinho do título. No primeiro turno, a equipe ficou com a segunda colocação, e foi mantendo o bom aproveitamento até conseguir vaga no quadrangular final, ao lado de Confiança, Itabaiana e Estanciano. Teve alguns tropeços nas primeiras rodadas para Tricolor e Canarinho, mas arrancou para o título.

Na rodada decisiva, Itabaiana e Estanciano empataram na Serra em 1 a 1, resultado que favorecia o Vasco. Para o Confiança, só a vitória passava a interessar no Batistão. O público era de 3.472 pagantes para ver um confronto que ganhou ares de clássico, tamanha a tensão. A primeira polêmica ocorreu ainda na etapa inicial. O Vasco abriu o placar aos 31 minutos, com Quinha. Jogadores e comissão técnica proletários reclamaram de impedimento, porém o gol foi validado.

No segundo tempo o Vasco ampliou e se aproximou ainda mais do título. Zé Raimundo, artilheiro do time na competição, foi quem marcou. O Confiança buscou a reação e chegou a diminuir com Audair. Antes do fim da partida, houve uma confusão generalizada, quatro jogadores foram expulsos pelo árbitro Antônio Vieira de Góis, dois de cada lado. Os vascaínos conseguiram administrar a vantagem até o final e confirmaram o título. No resumo da campanha, em 35 jogos, venceu 12, empatou 14 e perdeu 9 partidas. Marcou 33 gols e sofreu a mesma quantidade.

Time de Valor[editar | editar código-fonte]

O Vasco de Aracaju ficou reconhecido no futebol sergipano por ser um dos clubes que mais revelou jogadores, que em seguida, brilharam em outros clubes. Geraldo foi o maior exemplo disso. O time campeão de 87 era formado por grandes craques: Pimenta, Missinho, Careca, Quinha, Reginaldo Ramos e Zé Raimundo brilharam com a camisa cruz-maltina.

Reginaldo Ramos foi um dos grandes personagens da conquista estadual. Ele foi revelado pelo Itabaiana, mas se destacou no Vasco também. Depois disso, foi campeão no Sergipe e bicampeão estadual pelo Vitória.

Carivaldo, O presidente[editar | editar código-fonte]

Antes de passar 25 anos à frente da Federação Sergipana de Futebol, José Carivaldo de Souza viveu um período vitorioso como presidente do Vasco. Era ele o mandatário do clube na conquista estadual de 1987. Depois daquele título, ele se projetou no futebol local até conseguir se eleger para o cargo mais importante da FSF, assumindo a presidência e ficando na função por 25 anos.

Carivaldo de Souza dedicou boa parte da vida ao Vasco. Inclusive teve um filho que jogou no clube. Ricardo Souza conquistou três títulos sergipanos pelos juniores. Um deles, no próprio ano de 87. Depois disso, chegou ao Vasco do Rio de Janeiro. Em Sergipe, conquistou também títulos estaduais por Confiança e Sergipe.

Os tempos de glória do Vasco ficaram no passado. Hoje, a realidade é outra. O time encerrou as atividades no futebol, e a sede social atualmente é usada basicamente para a realização de shows populares. Porém, a estrutura esportiva está abandonada. Quadras, campos de futebol e piscinas acumulam lixo e estão muito danificados[2].

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais[editar | editar código-fonte]

(1944, 1948, 1953, 1987)
(1992)
  • Sergipe Torneio Início: 2
(1947 e 1961)

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

Artilharia
Atleta Competição Ano Gols
Florisvaldo Sergipe Campeonato Sergipano 1978 Gol marcado 30
Zé Raimundo Sergipe Campeonato Sergipano 1985 Gol marcado 14

Desempenho em competições oficiais[editar | editar código-fonte]

Campeonato Sergipano
Ano 1930 1931 1932 1933 1934 1935 1936 1937 1938 1939
Pos.
Ano 1940 1941 1942 1943 1944 1945 1946 1947 1948 1949
Pos.
Ano 1950 1951 1952 1953 1954 1955 1956 1957 1958 1959
Pos.
Ano 1960 1961 1962 1963 1964 1965 1966 1967 1978 1969
Pos.
Ano 1970 1971 1972 1973 1974 1975 1976 1977 1978 1979
Pos.
Ano 1980 1981 1982 1983 1984 1985 1986 1987 1988 1989
Pos.
Ano 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999
Pos.

Presidentes[editar | editar código-fonte]

  • Eurípedes Machado de Oliveira
  • Roberto Garcia
  • Álvaro Ferreira da Silva
  • Fernando Madureira
  • João Álvares Pereira
  • Félix D'Ávila
  • Manuel Nicanor do Nascimento
  • José Samuel de Almeida
  • Alceu Gonçalves de Oliveira
  • Wilson Queiroz
  • José Fagundes de Lima
  • Jailson Trindade Oliveira

Referências

  1. LEI Nº 967/84 de 24 de abril de 1984 Câmara Municipal de Aracaju, acessado em 19 de julho de 2010
  2. Há 30 anos, Vasco era campeão estadual no Rio e em Sergipe globoesporte.com/se, acessado em 14 de janeiro de 2017
Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.