Vasiliy Kulkov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Vasiliy Kulkov
Владимир Кульков
Vasiliy Kulkov Владимир Кульков
Kulkov em 2007
Informações pessoais
Nome completo Vassily Sergeyevich Kulkov
Data de nasc. 11 de junho de 1966
Local de nasc. Moscou, União Soviética
Nacionalidade russo
Falecido em 10 de outubro de 2020 (54 anos)
Altura 1,80 m
Informações profissionais
Posição Zagueiro/Volante
Clubes de juventude
Dínamo de Moscou
Clubes profissionais
Anos Clubes
1984–1985
1986
1986–1987
1988
1989–1991
1991–1994
1994–1995
1995–1997
1996
1997–1998
1999
1999–2000
2001
Dínamo Kashira
Spartak Moscou (reservas)
Krasnaya Presnya
Spartak Ordzhonikidze
Spartak Moscou
Benfica
Porto
Spartak Moscou
Millwall (emp.)
Zenit
Krylya Sovetov
Alverca
Shatura
Seleção nacional
1989–1991
1992
1992–1995
União Soviética
CEI
Rússia

Vassiliy Sergeyevich Kulkov - em russo, Владимир Серге́евич Кульков (Moscou, 11 de junho de 196610 de outubro de 2020[1]) foi um futebolista russo.[2]

Carreira em clubes[editar | editar código-fonte]

Kulkov destacou-se, em 17 anos como jogador profissional, atuando por Spartak Moscou e Benfica. Jogou também por Dínamo Kashira, Krasnaya Presnya, Spartak Ordzhonikidze, Porto, Millwall (empréstimo), Zenit, Krylya Sovetov e Alverca.

Encerrou a carreira em 2001, aos 35 anos de idade, no Shatura, clube amador de seu país.

Pós-aposentadoria[editar | editar código-fonte]

Encerrada a carreira de jogador, Kulkov trabalhou como auxiliar-técnico de Anatoliy Byshovets no Marítimo e também exerceu o cargo no Tom Tomsk.

Foi também assistente no Khimki e no Lokomotiv Moscou. Desde 2009, Kulkov é auxiliar-técnico na equipe reserva do Spartak.

Seleções[editar | editar código-fonte]

Pela Seleção Soviética, Kulkov fez sua estreia em julho de 1989, contra a Alemanha Ocidental,[3] mas não foi convocado por Valeriy Lobanovs'kyi para jogar a Copa de 1990. Pelo Exército Vermelho, jogou 20 partidas.

Em 1992, fez uma única partida pela Seleção da CEI, porém uma lesão o impediu de atuar na Eurocopa.

Chegou a ser pré-selecionado para jogar a Copa de 1994, porém considerou os métodos de Pavel Sadyrin ultrapassados e, juntamente com outros 6 atletas, exigiria sua demissão: Igor Shalimov (Inter de Milão), Igor Dobrovolskiy (Spartak Moscou), Sergey Kiryakov (Karlsruher), Andrey Ivanov (Spartak Moscou), Andrey Kanchelskis (Manchester United) e Igor Kolyvanov (Foggia). Eles também estariam descontentes com o dinheiro oferecido pela federação russa como prêmio pela classificação.[4] Sem os "rebeldes", a Rússia caiu na primeira fase, apesar da goleada por 6 a 1 sobre Camarões, marcada pelos recordes de Oleg Salenko e Roger Milla.

Kulkov também perdeu a chance de defender seu país na Eurocopa de 1996, devido a uma lesão. Pela Seleção Russa, o volante atuou em 21 jogos e marcou 5 gols.

Morte[editar | editar código-fonte]

Kulkov morreu em 10 de outubro de 2020.[5]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Скончался бывший футболист «Спартака» и сборной России Василий Кульков» (em russo). 10 de outubro de 2020. Consultado em 10 de outubro de 2020 
  2. «Vasily KULKOV» (em russo). Rusteam. Consultado em 6 de junho de 2016 
  3. «Vasiliy Sergeevich Kulkov – International Appearances». RSSSF. Consultado em 8 de janeiro de 2013 
  4. Rússia (junho de 1994). Placar n. 1095. Editora Abril, pp. 34-37
  5. «Скончался бывший игрок «Спартака» и сборной России Василий Кульков». Sport Express (em russo). 10 de outubro de 2020. Consultado em 10 de outubro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de RússiaSoccer icon Este artigo sobre futebolistas russos é um esboço relacionado ao projeto desporto. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.