Veículos derivados do Ônibus Espacial

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Comparação dos veículos: Saturno V, Ônibus Espacial, Ares I, Ares IV e Ares V.

Veículos derivados do Ônibus Espacial, (em inglês Shuttle-Derived Launch Vehicle ou SDV) é um termo usado para descrever uma linha de conceitos que foram estudados para criar veículos lançadores a partir dos componentes, da tecnologia e infraestrutura, criados para o programa do Ônibus Espacial.[1][2]

Esses veículos fizeram parte dos planos da NASA, várias vezes no passado. No final das décadas de 80 e de 90, a NASA estudou formalmente um veículo destinado exclusivamente ao transporte de cargas, o Shuttle-C, que deveria servir para o reabastecimento da Estação Espacial Internacional.[1][3]

Em 2005, a NASA decidiu prosseguir com o desenvolvimento dos projetos do Ares I e do Ares V, ambos baseados em componentes do Ônibus Espacial ligeiramente modificados, para missões destinadas a Lua e a Marte.[1][4]

A agência também estudou o projeto de um terceiro veículo, o Ares IV. Em Abril de 2011, o veículo escolhido pela NASA, para a função, acabou sendo o Space Launch System (SLS).[1][5]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d Mark Wade. «Shuttle». Encyclopedia Astronautica. Consultado em 30 de julho de 2019 
  2. Tariq Malik (30 de junho de 2006). «NASA Names Rockets for Moon and Mars Missions». Space.com. Consultado em 30 de julho de 2019 
  3. «Shuttle-Derived Heavy Lift Launch Vehicle» (PDF). NASA. 17 de junho de 2009. Consultado em 30 de julho de 2019 
  4. Jonathan Amos (8 de fevereiro de 2011). «New rocket could lift astronauts». BBC. Consultado em 30 de julho de 2019 
  5. Stephen Clark (27 de maio de 2016). «Details of Orbital ATK's proposed heavy launcher revealed». Spaceflight Now. Consultado em 30 de julho de 2019 
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.