Vega (Street Fighter)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde setembro de 2018). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Vega
Informações gerais
Nome no Japão Barurogu Explicação (バルログ)
Série Street Fighter
Primeiro jogo Street Fighter II (1991)
Informações pessoais
Terra natal Flag of Spain.svg Espanha
Afiliação Shadaloo
Arma Garra de metal
Estilo(s) de luta Ninjutsu espanhol (スペインニンジュツ, Supein Ninjutsu?)

Vega é um personagem fictício pertencente à série de jogos de luta Street Fighter, tendo sua primeira aparição como vilão não jogável em Street Fighter II, lançado pela Capcom em 1991 para arcade. Vega é caracterizado principalmente por sempre usar uma máscara branca que lhe cobre apenas o rosto, portar uma garra de aço e usar calças de toureiro nas cores roxa e amarela e seu estilo de luta é vagamente baseado em Zipota e Savate misturado com ninjutsu japonês. O personagem é descrito como extremamente narcisista, acreditando que todos que não são belos devem morrer e jamais deixaria viver alguém que superasse sua beleza. É considerado um dos maiores vilões dos jogos feitos pela Capcom e da história dos jogos de luta.[carece de fontes?]

História[editar | editar código-fonte]

Vega nasceu em uma família privilegiada da Catalunha, na Espanha. Por razões desconhecidas, o status financeiro de sua família diminuiu, forçando a mãe de Vega a contrair dívidas. Mais maduro, Vega estudou touradas, uma tradição cultural de seu país. Depois, ele foi para o Japão e aprendeu ninjutsu, um estilo que ele acreditava se adequar à sua graça e agilidade naturais. Juntando as touradas com o ninjutsu, Vega entrou em uma gaiola de combate de um circuito, e rapidamente se tornou um dos melhores lutadores. Um dia, enquanto lutava, o padrasto de Vega matou sua mãe, porém acabou assassinado pelo próprio Vega. O incidente afetou sua mente, e ele desenvolveu uma dupla personalidade: nobre e honrado durante o dia, e sádico assassino à noite.

Devido à natureza cruel de Vega, o líder criminoso conhecido como M. Bison recrutou Vega como um de seus guardas pessoais na Shadaloo, ao lado do ex-boxeador Balrog e do ex-rei do Muay Thai, Sagat. Vega cumpria suas missões de assassinato tão bem, que foi associado à Cammy e às Dolls, assassinas da Shadaloo. Apesar de sua capacidade de gerar combates ferozes e brutais, Vega não conseguiu proteger o projeto secreto de Bison, o Psycho Drive.

Depois do jogo Super Street Fighter II Turbo, Vega realizou aparições em jogos não-canônicos à série e também em jogos que, apesar de realizados após Super Street Fighter II Turbo, antecederam cronologicamente este jogo, jogos estes que pertencem à série Street Fighter Zero. Depois retornou à série original no jogo Street Fighter IV.

Aparência[editar | editar código-fonte]

Ilustrações antigas sugerem que Vega se pareceria mais com um cavaleiro medieval trajando uma armadura. Essa idéia foi descartada porque Street Fighter é um jogo de luta com participantes de todo o mundo, mas não de todas as épocas. Apesar disso, alguns detalhes de Vega são originários dessa primeira idéia: a máscara e suas garras.

Vega é um dos poucos lutadores de Street Fighter que constantemente porta uma arma, e é o único personagem a fazê-lo em Street Fighter II. Essa garra é útil para os combates, e é do mesmo tipo usado por Geki no Street Fighter original.

Vega não esconde sua identidade durante todo o tempo. Ele remove sua máscara depois de lutas, durante a sua vitória. A máscara, na verdade, é para proteger a face de Vega de cicatrizes ou esmagamentos, já que é bastante narcisista. Em Street Fighter 2, suas garras podem ser arrancadas pelo oponente ao diferir um golpe especial, nisso, Vega não a recupera mais e passa a dar socos, como os demais lutadores. Em Street Fighter Alpha 3, não só suas garras são arrancadas, como também sua máscara, porém de uma forma mais fácil, sendo que as mesmas ficam ao chão, possibilitando a Vega usá-las novamente.

Vega tem uma tatuagem de cobra roxa em seu peito, e círculos em seu braço. Isto mostra que Vega é um vilão para o público japonês, pois tatuagens são geralmente usadas por membros da Yakuza, a máfia nipônica.

Troca do nome[editar | editar código-fonte]

Com a chegada do jogo Street Fighter II às Américas, a Capcom teve medo de ser processada judicialmente pelo pugilista norte-americano Mike Tyson, pela semelhança do nome original e aparência do personagem M. Bison para com o famoso pugilista.[1] Então, o departamento de marketing da Capcom sugeriu as seguintes mudanças, aceitas posteriormente:[1]

  • O boxeador americano, Mike Bison, foi rebatizado Balrog.
  • O lutador espanhol de arena com garra e máscara, Balrog, chamou-se Vega.
  • O chefe da Shadaloo, Vega, foi denominado M. Bison.

Em discussões entre jogadores japoneses e ocidentais, a fim de evitar confusões quanto a estes personagens, adotou-se um esquema onde o chefe da Shadaloo é citado como "ditador", o lutador espanhol é mencionado como "garra" e o pugilista americano é chamado "boxeador".

Referências

  1. a b Atkins, Barry; Krzywinska, Tanya (1 de novembro de 2007). Videogame, Player, Text (em inglês). Manchester, Inglaterra: Manchester University Press. 264 páginas. ISBN 0719074010