Venâncio Augusto Deslandes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Venâncio Augusto Deslandes ComTEComAGOAGCAMSMMMPMMMPCE (Lisboa, 8 de Maio de 1909 — 1985) foi um General piloto-aviador da aeronáutica militar português.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho do Coronel Alberto Augusto da Silva Deslandes, Comendador da Ordem Militar de Avis de Portugal a 15 de Fevereiro de 1919,[2] e de sua mulher Maria da Glória Rodrigues.

Tirou o Curso Secundário no Colégio Militar, e o Curso de Cavalaria na Escola Militar, em 1928. Foi promovido a Alferes a 1 de Novembro de 1928, e serviu na Cavalaria até 1935, ano em que passou para a Aeronáutica, depois de ter concluído o respectivo curso na Escola Militar de Aeronáutica.[3]

Casou a 14 de Setembro de 1939 com Inês de Vera de Carvalho Caldeira da Borralha (Águeda, Borralha, Casa da Borralha, 30 de Maio de 1912 - ?), filha do 2.º Conde da Borralha (antes Visconde da Borralha), da qual teve duas filhas e dois filhos.

Foi Professor Adjunto das 16.ª, 17.ª e 18.ª cadeiras, de 1940 a 1947, e Professor Catedrático da 17.ª cadeira de 1948 a 1950, da Escola do Exército, foi eleito Deputado da Assembleia Nacional na VI Legislatura,[4] e foi Subsecretário de Estado da Defesa Nacional e Embaixador de Portugal em Madrid, Espanha.

Comandou a Base Aérea N.º 2, de 1951 a 1953, e foi Professor Eventual do curso de Altos Comandos no Instituto de Altos Estudos Militares.[4]

Atingiu o posto de General de Aeronáutica da Força Aérea Portuguesa a 15 de Março de 1958,[1] desde 1958 que desempenhou o cargo de Subchefe do Estado Maior da Força Aérea,[4] e foi nomeado, em Junho de 1961, 117.º Governador-Geral e Comandante-Chefe das Forças Armadas em Angola, no início da Guerra Colonial, por Adriano Moreira, Ministro do Ultramar àquela data.

O General Deslandes assumiu funções quando o terrorismo da UPA assolava ainda o Norte de Angola. Controlada a situação, e concluída a reocupação de todo o Norte, o General Deslandes lançou um vasto plano de fomento para Angola que incluia a criação de uma Universidade em Luanda. O sucesso da sua administração e a sua iniciativa encontraram forte resistência no Ministro do Ultramar, Adriano Moreira, que em breve o demitirá.

De 16 de Agosto de 1968 a 4 de Setembro de 1972 o General Deslandes ocupou o cargo de 6.º Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas de Portugal.[5]

Foi irmão do Capitão Luís Valentim Deslandes ou Luís Valentino Deslandes, Cavaleiro da Ordem Militar de Avis de Portugal a 25 de Fevereiro de 1938, Oficial da Ordem Militar de Cristo de Portugal a 24 de Novembro de 1944, Cruz de 1.ª Classe com Distintivo Branco da Ordem do Mérito Militar de Espanha a 26 de Agosto de 1948, Cavaleiro da Ordem de Isabel a Católica de Espanha a 12 de Junho de 1950 e Comendador da Ordem Militar de Avis de Portugal a 18 de Julho de 1957,[6][7] e do Major Manuel Venâncio Deslandes, Oficial da Ordem Militar de Avis de Portugal a 5 de Outubro de 1931 e Comendador da Ordem Militar de Avis de Portugal a 11 de Outubro de 1945.[8]

Foi cunhado de Júlio Carlos Alves Dias Botelho Moniz.

Condecorações[9][10][editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Vários. Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira. [S.l.]: Editorial Enciclopédia, L.da. pp. Volume 39 (Apêndice). 467 
  2. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Alberto Augusto da Silva Deslandes". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 26 de fevereiro de 2015 
  3. Vários. Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira. [S.l.]: Editorial Enciclopédia, L.da. pp. Volume 39 (Apêndice). 467-8 
  4. a b c d e f g h i j k Vários. Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira. [S.l.]: Editorial Enciclopédia, L.da. pp. Volume 39 (Apêndice). 468 
  5. «EMGFA». www.emgfa.pt. Consultado em 10 de fevereiro de 2017 
  6. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Luiz Valentim Deslandes". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 26 de fevereiro de 2015 
  7. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Luís Valentino Deslandes". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 26 de fevereiro de 2015 
  8. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Manuel Venâncio Deslandes". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 26 de fevereiro de 2015 
  9. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Venâncio Augusto Deslandes". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 26 de fevereiro de 2015 
  10. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Estrangeiras». Resultado da busca de "Venâncio Augusto Deslandes". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 26 de fevereiro de 2015 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Álvaro Rodrigues da Silva Tavares
Alto Comissário e Governador-Geral de Angola
19611962
Sucedido por
Silvino Silvério Marques
Precedido por
Manuel Gomes de Araújo
Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas
16 de Agosto de 1968 – 4 de Setembro de 1972
Sucedido por
Francisco da Costa Gomes
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre História de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre relações internacionais, diplomacia ou sobre um diplomata é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.