Mercado Ver-o-Peso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Ver-o-Peso)
Ir para: navegação, pesquisa
Mercado Ver-o-Peso.

O Mercado Ver-o-Peso é um mercado situado na cidade brasileira de Belém, no estado do Pará, estando localizada na Avenida Boulevard Castilho Franca, Cidade Velha, às margens da baía do Guajará. Ponto turístico e cultural da cidade, é considerada a maior feira ao ar livre da América Latina. O mercado do ver-o-peso abastece a cidade com variados tipos de gêneros alimentícios e ervas medicinais do interior paraense, fornecidos principalmente por via fluvial. Foi candidato a uma das 7 Maravilhas do Brasil. Inaugurado em 1901, é um dos mercados públicos mais antigos do Brasil.[1]

História[editar | editar código-fonte]

No século XVII, onde hoje funciona o Mercado Ver-o-Peso, numa área que era formada pelo igarapé do Piri, os portugueses instalaram um posto de fiscalização e tributos dos gêneros trazidos para a sede das capitanias (Belém-PA). Este posto foi denominado Casa de Haver o Peso[2] [3] , que também tinha como atividade o controle do peso dos produtos comercializados. No início do século XIX, o igarapé Piri foi aterrado e, na sua foz, foi construída a doca do Ver-o-Peso.

Embora a cidade estivesse abalada pela revolta popular denominada Cabanagem (1835-1840), a Casa de Haver o Peso funcionou até meados do ano de 1839. Em outubro deste mesmo ano, a repartição foi extinta e a Casa foi arrendada e destinada à venda de peixe fresco.

Em 1847, com o término do contrato de arrendamento, a Casa foi demolida e iniciada a construção dos Mercados de Peixe e de Carne, este último também conhecido como Mercado Municipal ou Mercado Bolonha, uma vez que sua edificação foi feita pelo engenheiro Francisco Bolonha.

No Ciclo da Borracha, entre o final do século XIX e começo do século XX, a cidade de Belém teve grande importância comercial, principalmente para o cenário internacional. Neste período, também se pode registrar mudanças urbanísticas. Importantes edificações foram erguidas, entre as quais, o Palácio Lauro Sodré, o Theatro da Paz, o Palácio Antônio Lemos e o Mercado Ver-o-Peso.

A construção do Mercado de Ferro, como inicialmente era conhecido o Mercado Ver-o-Peso, foi autorizada pela lei municipal nº 173, de 30 de dezembro de 1897, e sua edificação, com o projeto de Henrique La Rocque, teve início no ano de 1899. Toda a estrutura de ferro do Mercado foi trazida da Europa seguindo a tendência francesa de art nouveau da belle époque. Foi inaugurado em 1901.[4]

O mercado faz parte de um complexo arquitetônico e paisagístico que compreende uma área de 35 mil metros quadrados, com uma série de construções históricas, dentre elas o Mercado de Ferro, o Mercado da Carne, a Praça do Relógio, a Doca, a Feira do Açaí, a Ladeira do Castelo e o Solar da Beira e a Praça do Pescador. O conjunto foi tombado pelo IPHAN, em 1977.

Referências

  1. [http://www.ufpa.br/pphist/estudosamazonicos/arquivos/artigos/1%20-%20VI%20-%205%20-%202011%20-%20Jorge_Aline.pdf Ver-o-Peso da cidade: O mercado, a carne e a cidade no final do século XIX] (PDF) Universidade Federal do Pará. Visitado em 13 de dezembro de 2012.
  2. "AVER, e deriv. V. Haver. [...] §. Aver de peso: fazenda, effeito, genero, que se vende a peso, ou medido; v. g. arroz, legumes, azeites; e se achão na Casa do aver do peso, onde estavão balanças publicas, e medidas, para servirem aos que compravão, e vendião. [...] (do Francez avoir du poids) [...]". SILVA, Antonio de Moraes, Diccionario da lingua portugueza, p. 239. Lisboa. 1813.
  3. "Já em tempo d'El Rei D. Affonso V, á libra romana de 12 onças, até então conhecida em Portugal, foi substituído o arratel de Colonha ou libra de 16 onças; e para conferência regularmente uniforme d'esse novo peso, nas compras e vendas dos generos d'importação e d'exportação, foi admitida a norma de conferimento geralmente conhecida em todas as cidades hanseaticas com o nome de — avoir du poids, que temos traduzido e conservado em o de ver o peso, ver do peso, e que deve ser haver de peso; por ser esta phrase a formula por que começa a breve, mas muito authentica certidão que se dava do peso dos generos, quando verificado nesse officio publico." Memoria sobre as Medidas e o Peso de Portugal comparadamente com as Medidas e o Peso actuaes da França, in Annaes das sciencias, das artes, e das letras; por huma sociedade de portuguezes residentes em Parîs. Tomo V, parte segunda, p. 37. Paris, 1819.
  4. Mercado Ver-o-Peso, Belém, Pará Basilio.fundaj.gov.br.