Vera Cruz (Rio Grande do Sul)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Vera Cruz
"Capital das Gincanas"
Bandeira de Vera Cruz
Brasão de Vera Cruz
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 7 de junho
Fundação 30 de janeiro de 1959 (58 anos)
Gentílico vera-cruzense
Prefeito(a) Guido Hoff (PSB)
(2017–2020)
Localização
Localização de Vera Cruz
Localização de Vera Cruz no Rio Grande do Sul
Vera Cruz está localizado em: Brasil
Vera Cruz
Localização de Vera Cruz no Brasil
29° 42' 54" S 52° 30' 21" O29° 42' 54" S 52° 30' 21" O
Unidade federativa  Rio Grande do Sul
Mesorregião Centro Oriental Rio-grandense IBGE/2008[1]
Microrregião Santa Cruz do Sul IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Santa Cruz do Sul, Rio Pardo, Candelária, Vale do Sol, Sinimbu
Distância até a capital 167 km
Características geográficas
Área 309,620 km² [2]
População 25 338 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 81,84 hab./km²
Altitude 68 m
Clima subtropical Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,791 elevado PNUD/2000[4]
PIB R$ 294 016,516 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 12 404,71 IBGE/2008[5]
Página oficial

Vera Cruz é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul.

História[editar | editar código-fonte]

A origem de Vera Cruz remonta ao ano de 1850, com a chegada dos primeiros imigrantes alemães. Foi chamada no início por Faxinal de Dona Josefa em 1858 e em 1881 já estavam delimitadas 100 colônias da então Linha Dona Josefa. Mais ao Sul, demarcaram-se 15 lotes coloniais e o núcleo urbano na Linha Vila Thereza. Então, Linha Dona Josefa e a Linha Vila Thereza passam a constituir o distrito denominado de Vila Tereza, pela lei provincial nº 1814, de 28-06-1889, e ato municipal nº 10, de 03-02-1896, subordinado ao município de Santa Cruz.

Pelo decreto estadual nº 7199, de 31-03-1938, o distrito de Vila Tereza passou a denominar-se Tereza. Logo ficou assim: Vila Tereza para Tereza alterado, pelo decreto citado.

O distrito de Tereza torna-se município em 1959, pela Lei estadual nº 3697, de 30 de Janeiro do mesmo ano, com a denominação de Vera Cruz.Fonte-IBGE

Geografia[editar | editar código-fonte]

Vera Cruz situa-se na região do Vale do Rio Pardo. Localiza-se a uma latitude 29º42'53" sul e a uma longitude 52º30'20" oeste, estando a uma altitude de 68 metros.

Possui uma área de 310,00 km² e sua população estimada em 2007 era de 24.983 habitantes.[Fonte:IBGE-Censo 2007]

Dados[editar | editar código-fonte]

  • Moradores por domicílio (média): 3,3
  • Zona rural: 3,4
  • Zona urbana: 3,2
  • Domicílios com moradores: 6.383
  • Domicílios vagos: 471
  • Densidade demográfica: 72,70 hab/km
  • Origem da população: predominantemente de origem alemã
  • Religiões predominantes: católica e evangélica
  • População estimada: 24.983 habitantes. [Fonte:IBGE]

Limites[editar | editar código-fonte]

É limitado a norte por Sinimbu, a leste por Santa Cruz do Sul, a sul por Rio Pardo e a oeste por Vale do Sol e Candelária.

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Economia[editar | editar código-fonte]

Indústria e comércio[editar | editar código-fonte]

Vera Cruz conta com 70 estabelecimentos industriais, cadastrados em 49 diferentes tipos de atividades, e 570 estabelecimentos comerciais, trabalhadores autônomos e serviços, distribuídos em 130 atividades diferentes.

Agricultura[editar | editar código-fonte]

Produz milho, tabaco, mandioca, arroz irrigado, feijão, batata-inglesa, soja, cana-de-açúcar, amendoim, arroz sequeiro.

Pecuária[editar | editar código-fonte]

Criam-se bovinos, suínos, frangos, equinos e ovinos.

Pontos turísticos[editar | editar código-fonte]

  • Caixa-d’água (Centro)
  • Casa de cultura (Centro)
  • Túnel verde (Centro)

Política[editar | editar código-fonte]

Depois de emancipada, Vera Cruz teve como 1º e 3º prefeito Nestor Frederico Henn. Os demais administradores foram João Carlos Rech, Guido Hoff, Ivênio Roque Mueller, Haroldo Genehr, Valdomiro Luiz da Rocha, Heitor Petry e Rosane Petry.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE. «Área territorial oficial». Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]