Vera Janacópulos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Vera Janacópulos
Informação geral
Nascimento 20 de dezembro de 1892
Local de nascimento Petrópolis
Morte 05 de dezembro de 1955 (62 anos)
Ocupação(ões) cantora lírica, educadora
Extensão vocal soprano

Vera Janacópulos (Petrópolis, 20 de dezembro de 1886?/[1]ou 1892[2]- Rio de Janeiro, 05 de dezembro de 1955) foi uma soprano brasileira popular no começo do século XX.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Vera Janacópulos nasceu em Petrópolis, em 1892. De ascendência grega, era sobrinha do político Pandiá Calógeras. Após a morte da mãe, Vera é levada para Paris com a irmã Adriana , futuramente escultora.[3] Em Paris, Janacopoulos estudou violino com o compositor romeno George Enescu, mas abandonou o instrumento para se dedicar ao canto.

Em 1914, Janacópulos se apresenta pela primeira vez em um recital de canto, juntamente com Madalena Tagliaferro. A soprano teve uma carreira de sucesso se apresentando em diversos países da Europa (Alemanha, Bélgica, Holanda, França, Espanha, Itália, Suiça), América do Norte ( Estados Unidos) e do Sul (Argentina e Brasil) e na Ásia ( Java, Sumatra e Célebes). Interpretou obras de, entre outros compositores, Igor Stravinski, Sergei Prokofiev(com quem adaptou sua ópera O Amor das Três Laranjas), Darius Milhaud, Manuel de Falla e Heitor Villa-Lobos, sendo divulgadora da obra do compositor brasileiro no exterior.[4]

Janacópulos volta ao Brasil definitvamente em 1940, estabelecendo-se em São Paulo, onde foi programadora da Rádio Gazeta por oito anos.[5] Também foi professora de canto, onde deu aulas de dicção na Escola de Arte Dramática.[6]

Morte[editar | editar código-fonte]

Janacópulos morreu no Rio de Janeiro,em 5 de dezembro de 1955.[7]

Homenagens[editar | editar código-fonte]

Um busto de Vera Janacópulos, esculpido em 1958 por sua irmã Adriana, adorna a Praça Paris, no Rio de Janeiro.[8] O acervo da cantora está arquivado na biblioteca do centro de Letras e Artes da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro ( UNIRIO); um auditório da instituição também leva seu nome.[9]

Referências

  1. Schumaher, Maria Aparecida (1 de outubro de 2000). Dicionário mulheres do Brasil: De 1500 até a atualidade - Biográfico e ilustrado. [S.l.]: Zahar. ISBN 9788537802151 
  2. a b «Artistas inesquecíveis - Vera Janacópulos | Movimento.com». Movimento.com. 7 de abril de 2017 
  3. «Construções do feminino nos anos». www.labrys.net.br. Consultado em 19 de agosto de 2017 
  4. Assumpção, Maurício Torres (25 de agosto de 2014). A história do Brasil pelas ruas de Paris. [S.l.]: LEYA BRASIL. ISBN 9788577344840 
  5. «A emissora de elite | Revista Pesquisa Fapesp». Consultado em 19 de agosto de 2017 
  6. Silva, Armando Sérgio da (1989). Uma oficina de atores: a Escola de Arte Dramática de Alfredo Mesquita. [S.l.]: EdUSP. ISBN 9788531400087 
  7. «:::[ DocPro ]:::». memoria.bn.br. Consultado em 19 de agosto de 2017 
  8. «Inventário dos Monumentos RJ». www.inventariodosmonumentosrj.com.br (em inglês). Consultado em 19 de agosto de 2017 
  9. «Acervos Especiais — Biblioteca Central». www.biblioteca.unirio.br. Consultado em 19 de agosto de 2017