Vernáculo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Wikcionário
O Wikcionário possui o verbete vernáculo.

Vernáculo, nome dado à língua nativa de um país ou de uma localidade.

O termo tem origem no latim vernaculum, proveniente de verna: assim era denominado o escravo nascido na casa do senhor.

Séculos atrás os estudos científicos, filosóficos ou religiosos publicados na Europa Ocidental eram tipicamente escritos em latim. Já os trabalhos escritos em uma língua local, como o italiano, o espanhol ou o alemão eram denominados de escritos em vernáculo.

Língua vernacular e língua litúrgica

Pode-se referir a uma língua vernacular em contraste com uma língua litúrgica, como exemplo, até o início da década de 1960 os católicos romanos de rito latino assistiam a missas celebradas em latim, ao invés do idioma de seus países ou regiões. Até hoje, a igreja copta celebra suas liturgias em língua copta. Já a Igreja Ortodoxa Etíope celebra liturgias na língua ge'ez.

A Reforma Protestante pregava a leitura vernacular da Bíblia e de outros escritos religiosos em detrimento da leitura ortodoxa da Igreja. Já a igreja católica romana só permitiu o uso de línguas vernáculas em suas liturgias a partir da década de 1960, com o Concílio Vaticano II.

Atualmente, a expressão vernacular tem sido usada em publicações nas quais se busca reproduzir a linguagem coloquial da classe média ou trabalhadora. Em alguns casos, isto significa a inclusão de gírias ou de expressões coloquiais regionais.

No Direito brasileiro, em todos os termos e atos de processo é obrigatório o uso do vernáculo.