Vestidos de Espaço

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Vestidos de Espaço foi uma banda "descartável", idealizada em 1988 pelos integrantes dos Titãs (Branco Mello, Arnaldo Antunes e Charles Gavin) em parceria com Paula Toller do Kid Abelha, Jorge Mautner e Liminha.[1]

A banda foi criada para provar que, com uma boa divulgação e letras apelativas, qualquer armação poderia vender bem e entrar nas paradas de sucessos. Por isso a alcunha de "banda descartável".[2]

O primeiro e único trabalho da banda foi um compacto simples com duas músicas: "Pipi Popô" e "A Marcha do Demo" - esta última está presente numa coletânea dos Titãs chamada E-Collection.[3] Ambas músicas fizeram relativo sucesso[4], com "Pipi Popô" chegando a tornar-se uma febre no carnaval de 1989. Nos créditos do compacto não constavam os nomes dos integrantes e sim o pseudônimo de Pepino Carnale, suas identidades somente foram reveladas depois da banda já ter desaparecido.[5]

Referências

  1. books.google.com.br/ "Livro BRock" - Por Arthur Dapieve
  2. vejario.abril.com.br/ As muitas caras musicais de Arnaldo Antunes
  3. cliquemusic.uol.com.br/ E-Collection - Titãs
  4. revistaquem.globo.com/ Paula Toller aos 50
  5. pagina3.com.br/ Por que música ruim faz sucesso?

Ligações externas[editar | editar código-fonte]