Viaduto Latif Sebba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde dezembro de 2018). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Viaduto Latif Sebba
Nome oficial Viaduto Latif Sebba
Data de abertura 2007
Comprimento total 45 metros
Maior pilar 4,6 m
Geografia
Via 1 via Avenidas 85
Cruza Avenidas 85
Localização Goiânia, Goiás

Localizado onde era a antiga Praça Latif Sebba popularmente conhecida como Praça do Ratinho, no cruzamento das Avenidas 85, D e Rua 87 entre os setores Marista, Oeste e Sul, se tornou em um novo marco urbano de Goiânia.

O projeto nasceu do arquiteto goiano Marco Antonio Amaral, o projeto é composto por um monumento e uma passagem de nível com duas pistas e uma altura de 4,6 metros da laje até o chão, para uma possível melhoria do tráfego da região, conhecido popularmente como Viaduto do Ratinho, sua construção teve início em agosto de 2007 e foi concluído no final do mesmo ano. Teve seu custo em torno dos 7,3 milhões, e foi construído em cerca de 120 dias pela empresa Planex Engenharia Ltda.

Monumento[editar | editar código-fonte]

O monumento é uma referência aos primórdios da urbanização de Goiânia e suas três pontas estão direcionadas para as áreas que a cidade mais cresceu e está em contínuo crescimento que são as regiões Leste, Oeste e Sul.

O monumento é formado por três pirâmides irregulares de 56 metros de altura, está direcionado para diferentes direções, com uma estrutura tubular em aço e revestida por varias chapas metálicas perfuradas, são esses prismas que compõem o Monumento da Praça Lattif Sebba.

Os prismas ou torres, por seu formato pontiagudo e triangular, se apóiam em interseção, ou seja, uma na outra para garantir estabilidade, e pesam cerca de 20 toneladas. Cada uma das três bases recebeu cerca de 18 parafusos de reforço, cada um com cerca de uma polegada. A escolha certa do aço possibilitou distintos efeitos, de acordo com o período diurno. As chapas refletem a claridade com o sol. À noite, chamando ainda mais a atenção, devido a ter doze refletores internos que iluminam os prismas, devido ao efeito das chapas perfuradas e com a luminosidade de oito refletores externos.