Viagens na Minha Terra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikisource
O Wikisource contém fontes primárias relacionadas com Viagens na Minha Terra
Viagens na Minha Terra
Autor(es) Almeida Garrett
Idioma português
País  Portugal
Localização espacial Vale de Santarém
Editora Typ. Gazeta dos Tribunais
Formato 17 cm
Lançamento 1846
Páginas 2 volumes

Viagens na Minha Terra é um livro da autoria de Almeida Garrett; obra na qual se misturam o estilo digressivo da viagem real (que o autor fez de Lisboa a Santarém) e a narração novelesca em torno de Carlos e Joaninha.

Relevância[editar | editar código-fonte]

O livro Viagens na Minha Terra, publicado em volume em 1846, é o ponto de arranque da moderna prosa literária portuguesa: pela mistura de estilos e de gêneros, pelo cruzamento de uma linguagem ora clássica ora popular, ora jornalística ora dramática, ressaltando a vivacidade de expressões e imagens, pelo tom oralizante do narrador, Garrett libertou o discurso da pesada tradição clássica, antecipando o melhor que a este nível havia de realizar Eça de Queirós. Viagens na Minha Terra é talvez a obra mais importante do Romantismo português[1].

Mas a obra vale também pela análise da situação política e social do país e pela simbologia que Frei Dinis e Carlos representam: no primeiro é visível o que ainda restava de positivo e negativo do Portugal velho, absolutista; o segundo representa, até certo ponto, o espírito renovador e liberal. No entanto, o fracasso de Carlos é em grande parte o fracasso do país que acabava de sair da guerra civil entre miguelistas e liberais e que dava os primeiros passos duma vivência social e política em moldes modernos.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Conto "A Menina dos Rouxinóis[editar | editar código-fonte]

  • Frei Dinis - frade austero absolutista, último guardião do Convento de São Francisco de Santarém
  • Carlos - lutou pelos ideais do liberalismo e tornou-se barão. É filho natural de Frei Dinis e seu inimigo.
  • Velha cega - avó de Joaninha e Carlos
  • Joaninha - de olhos verdes
  • Georgina - rival de Joaninha pelo amor de Carlos

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Revista COLÓQUIO/Letras n.º 51 (Setembro de 1979). As Viagens na Minha Terra e a Menina dos Rouxinóis, pág. 15.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]