Vickers Virginia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Virginia
Bombardeiro
Virginia X em 1922
Descrição
Tipo / Missão Bombardeiro noturno pesado
País de origem  Reino Unido
Fabricante Vickers Limited
Quantidade produzida 124
Desenvolvido de Vickers Vimy
Primeiro voo em 24 de novembro de 1922 (100 anos)
Introduzido em 1924
Aposentado em 1941
Variantes Ver texto
Tripulação 4
Especificações (Modelo: Virginia X)
Dimensões
Comprimento 15,93 m (52,3 ft)
Envergadura 26,72 m (87,7 ft)
Altura 5,54 m (18,2 ft)
Área das asas 202,3  (2 180 ft²)
Alongamento 3.5
Peso(s)
Peso vazio 4 377 kg (9 650 lb)
Peso carregado 7 983 kg (17 600 lb)
Propulsão
Motor(es) 2 x motores a pistão Napier Lion VB W12 refrigerados a água
Potência (por motor) 580 hp (433 kW)
Performance
Velocidade máxima 174 km/h (94,0 kn)
Alcance bélico 1 585 km (985 mi)
Teto máximo 4 200 m (13 800 ft)
Armamentos
Metralhadoras / Canhões 3 x metralhadoras Vickers de calibre .303 303 in (7 700 mm)
Bombas Até 1 360 kg (3 000 lb)
Notas
Dados de: The British Bomber since 1914[nota 1]

O Vicker Virginia foi um bombardeiro noturno pesado da Força Aérea Real, desenvolvido do antecessor Vickers Vimy.

Design e desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Os trabalhos no Virginia começaram em 1920, em substituição ao antecessor recordista Vickers Vimy. Dois protótipos foram encomendados em 13 de janeiro de 1921 e outros dois protótipos em setembro de 1922.[nota 2] O Virginia era muito similar ao Vimy mas notavelmente em seu nariz a posição do artilheiro da metralhadora era mais baixa, com essa modificação o piloto tinha um campo de de visão mais amplo que no Vimy, além disso sua envergadura tinha 6 metros (19,7 pés) a mais e o comprimento tinha 3 metros (9,84 pés) a mais também. O Virginia era motorizado por dois exemplares do motor Napier Lion que possuíam 580 horses power (433 quilowatts) em sua última versão de produção.Ver texto

Histórico operacional[editar | editar código-fonte]

O primeiro esquadrão de Virginia Mk I foi formado em 1924. Apesar de sua performance medíocre, a aeronave serviu na linha de frente até 1938, quando foi substituído pelos novos bombardeiros Vickers Wellington, Handley Page Hampden e Armstrong Whitworth Whitley. Designs como o Fairey Hendon e o Handley Page Heyford complementaram em vez de substituírem o Virginia.

A última variante toda em metal foi o Virginia Mark X e que foi o mais numeroso bombardeiro da RAF até que o Handley Page Heyford foi introduzido em 1934. Depois de sua obsolescência técnica como um bombardeiro o Virginia foi utilizado para perfis de reconhecimento aéreo e treinamento de paraquedistas, com rampas de salto instaladas entre as nacelas do motor.

Variantes[editar | editar código-fonte]

  • Type 57 Virginia Mk I – Modelo inicial com um protótipo construído com dois motores a pistão Napier Lion de 450 hp (336 kW) cada.
  • Type 96 Virginia Mk I – O primeiro protótipo o Type 57 remotorizado com dois motores a pistão Rolls-Royce Condor com 650 hp (485 kW) cada.
  • Type 115 Virginia Mk VIII – O modelo Type 96 com aumento de fuselagem, uma nova fuselagem frontal e posições de armas.
  • Type 129 Virginia Mk VII – O modelo Type 115 que foi convertido no protótipo do modelo VII.
  • Type 76 Virginia Mk II – Segundo protótipo do Virginia com motores Napier Lion e fuselagem do nariz aumentada. Um construído.
  • Type 79 Virginia Mk IIIBiplano bombardeiro noturno pesado bimotor para a Força Aérea Real, motorizado com dois motores a pistão Napier Lion II de 468 hp (349 kW) equipado com duas posições de controle. Seis construídos.
  • Type 99 Virginia Mk IV – Biplano bombardeiro noturno pesado bimotor similar ao Virginia Mk II mas com equipamento adicional.
  • Type 100 Virginia Mk V – Biplano bombardeiro noturno pesado bimotor equipado com um terceiro leme central na unidade da cauda. Vinte e dois construídos.
  • Type 108 Virginia Mk VI – Biplano bombardeiro noturno pesado bimotor. Introduziu revisões nas dobras das asas e na rigidez. Vinte e cinco construídos.
  • Type 112 Virginia Mk VII – Biplano bombardeiro noturno pesado bimotor. Nariz redesenhado, fuselagem traseira aumentada e asas recuadas. Onze construídos e mais 38 conversões.
  • Type 128 Virginia Mk IX – Biplano bombardeiro noturno pesado bimotor. Introduzidos slats automáticos, freios nas rodas e uma nova posição de metralhadora na cauda. Oito construídos e mais 27 conversões.
  • Type 139 Virginia Mk X – Biplano bombardeiro noturno pesado bimotor. Incorporada uma estrutura toda em metal. Cinquenta construídos e 53 conversões.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento relacionado

Notas

  1. Mason 1994, p. 145.
  2. Jarrett Aeroplane Monthly Maio de 1993, p. 25.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Mason, Francis K. The British Bomber since 1914. London: Putnam, 1994. ISBN 0-85177-861-5.
  • Jarrett, Philip. "By Day and by Night:Vickers Virginia". Aeroplane Monthly, Maio de 1993, Vol 21 No 5, Issue No 241. ISSN 0143-7240. pp. 24–29, 45.