Victor Franz Hess

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Se foi redirecionado(a) para esta página e não é a que procura, consulte: Hess (desambiguação).
Victor Franz Hess Medalha Nobel
Descoberta dos raios cósmicos
Nascimento 24 de junho de 1883
Waldstein
Morte 17 de dezembro de 1964 (81 anos)
Mount Vernon
Nacionalidade Austríaco, estadunidense
Cidadania Estados Unidos, Áustria
Etnia Austríacos
Cônjuge Marie Bertha Warner Breisky, Elizabeth M. Hoenke
Alma mater Universidade de Graz
Ocupação físico, professor
Prêmios Prêmio Lieben (1919), Nobel prize medal.svg Nobel de Física (1936)
Empregador Universidade de Viena, Universidade de Innsbruck, Universidade de Graz, Universidade Fordham
Instituições Universidade de Graz, Academia de Ciências da Áustria, Universidade de Innsbruck, Universidade Fordham
Campo(s) Física

Victor Franz Hess (Waldstein, 24 de junho de 1883Mount Vernon, 17 de dezembro de 1964) foi um físico austríaco-norte-americano, e ganhador do Prêmio Nobel de física que descobriu os raios cósmicos.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

De 1901 a 1905, Hess foi estudante de graduação na Universidade de Graz e continuou seus estudos de pós-graduação em física até receber seu doutorado em 1910. Ele trabalhou como assistente de Stefan Meyer no Instituto de Pesquisa do Rádio, Academia de Ciências de Viena, de 1910 a 1920.[1]

Raios cósmicos[editar | editar código-fonte]

Entre 1911 e 1913, Hess realizou o trabalho que lhe rendeu o Prêmio Nobel de Física em 1936. Por muitos anos, os cientistas ficaram intrigados com os níveis de radiação ionizante medidos na atmosfera. A suposição na época era que a radiação diminuiria à medida que a distância da Terra, a fonte então assumida da radiação, aumentasse. Os eletroscópios usado anteriormente deu uma medida aproximada da radiação, mas indicou que em maior altitude na atmosfera o nível de radiação pode realmente ser maior do que no solo. Hess abordou esse mistério primeiro aumentando muito a precisão do equipamento de medição e depois levando pessoalmente o equipamento para cima em um balão. Ele mediu sistematicamente a radiação em altitudes de até 5,3 quilômetros (3,3 milhas) durante 1911-1912. Os vôos ousados ​​eram feitos tanto de dia quanto à noite, com risco significativo para si mesmo.[2]

O resultado do trabalho meticuloso de Hess foi publicado nos Anais da Academia de Ciências de Viena, e mostrou que o nível de radiação diminuiu até uma altitude de cerca de 1 quilômetro (0,6 mi), mas acima disso o nível aumentou consideravelmente, com a radiação detectada a 5 km (3,1 milhas), sendo cerca de duas vezes ao nível do mar.[3] Sua conclusão foi que havia radiação penetrando na atmosfera vinda do espaço sideral, e sua descoberta foi confirmada por Robert Andrews Millikan em 1925, que deu à radiação o nome de "raios cósmicos". A descoberta de Hess abriu as portas para muitas novas descobertas em partículas e física nuclear.  Em particular, tanto o pósitrone o múon foram descobertos pela primeira vez em raios cósmicos por Carl David Anderson. Hess e Anderson dividiram o Prêmio Nobel de Física de 1936.[2]

Publicações[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Victor F. Hess, Physicist, Dies; Shared the Nobel Prize in 1936; Was Early Experimenter on Conductivity of Air—Taught at Fordham Till 1958». The New York Times (em inglês). 19 de dezembro de 1964. ISSN 0362-4331. Consultado em 26 de junho de 2022 
  2. a b Angelo, Joseph A (2004). Nuclear Technology. Greenwood Press. pp. 121–124. ISBN 1-57356-336-6. Victor Franz Hess was born on the 24th of June, 1883, in Waldstein Castle, near Peggau in Steiermark, Austria. His father, Vinzens Hess, was a forester in Prince Öttingen-Wallerstein's service and his mother was Serafine Edle von Grossbauer-Waldstätt.
  3. VF Hess (1912). "Über Beobachtungen der durchdringenden Strahlung bei sieben Freiballonfahrten (tradução em inglês)". Physikalische Zeitschrift . 13 : 1084-1091. arXiv : 1808.02927

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
James Chadwick
Nobel de Física
1936
com Carl David Anderson
Sucedido por
Clinton Joseph Davisson e George Paget Thomson


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.