Victoria Duval

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tenista Victoria Duval
Duval WM16 (28340186281).jpg
Victoria Duval em 2016
País  Estados Unidos
Data de nascimento 30 de novembro de 1995 (23 anos)
Local de nasc. Miami
Altura 1,75 m
Treinado por Nick Bollettieri
Profissionalização 2012
Mão Destra (revés duas mãos)
Prize money U$ 395,177
Simples
Vitórias-Derrotas 118–86
Títulos 1 ITF
Melhor ranking nº 87 (2014)
Ranking atual simples nº 199 (2018)
Open da Austrália 1R (2016)
Roland Garros Q1 (2014)
Wimbledon 2R (2014)
US Open 2R (2013)
Duplas
Vitórias-Derrotas 17–10
Títulos 2 ITF
Melhor ranking nº 383 (2014)
Última atualização em: 13 de julho de 2018.

Victoria Duval (Miami, 30 de novembro de 1995) é uma tenista americana. Descendente de haitianos, ela é treinada por Nick Bollettieri.[1]

Filha de um médico, Victoria viveu até os sete anos no Haiti. Ali, em uma ocasião, chegou a ser mantida refém durante horas por criminosos que invadiram a casa de uma tia. Durante o Sismo do Haiti de 2010, seu pai foi uma das milhares de vítimas, soterrado nos escombros do hospital em que trabalhava, mas sobreviveu.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

2012[editar | editar código-fonte]

Duval iniciou sua carreira profissional em maio de 2012. Tendo perdido apenas um set na primeira rodada, ela chegou na decisão de um torneio na Carolina do Sul, mas acabou sendo superada por Louisa Chirico. Com mais alguns bons resultados, a jovem jogadora recebeu um convite para jogar no US Open, em Nova York, onde acabou sendo derrotada na primeira rodada pela belga Kim Clijsters, por 2 sets a 0, com parciais de 6-3 e 6-1.[3]

2013[editar | editar código-fonte]

Depois de passar pela fase de classificação do US Open, Duval causou surpresa na primeira rodada da chave principal quando derrotou a australiana Samantha Stosur, por 2 sets a 1, com parciais de 5–7, 6–4, 6–4. Stosur era cabeça de chave número 11 e havia sido campeã da competição em 2011.[4] A jovem jogadora, no entanto, acabou sendo eliminada já na segunda rodada diante da experiente Daniela Hantuchova, que venceu a partida por 2 seta a 0, parciais de 6-2 e 6-3.[5]

Estatísticas da carreira[editar | editar código-fonte]

Finais do circuito ITF[editar | editar código-fonte]

$100,000
$75,000
$50,000
$25,000
$15,000
$10,000

Simples[editar | editar código-fonte]

No. Título Data Torneio Superfície Adversária Resultado
1. Vice-campeã maio 2012 Estados Unidos Sumter, CS, Estados Unidos Dura Estados Unidos Louisa Chirico 4–6 3–6
2. Campeã Novembro 2013 CanadáToronto, Canadá Dura Hungria Tímea Babos 7–5, ret.
3. Vice-campeã Abril 2014 Estados UnidosDothan, Estados Unidos Saibro Estados Unidos Grace Min 3–6, 1–6
4. Vice-campeã Setembro 2017 Estados UnidosLubbock, Estados Unidos Dura Rússia Alisa Kleybanova 0–6, 2–6
5. Vice-campeã Outubro 2017 Estados UnidosMacon, Estados Unidos Dura Eslováquia Anna Karolína Schmiedlová 4–6, 1–6

Duplas[editar | editar código-fonte]

No. Título Data Torneio Superfície Parceira Adversárias Resultado
1. Vice-campeã Outubro 2011 Porto Rico Bayamon, Porto Rico Dura Allie Kiick África do Sul Chanel Simmonds
Croácia Ajla Tomljanovic
3–6 1–6

Referências

  1. ITF Tennis. «Victoria DUVAL» (em inglês). Consultado em 28 de agosto de 2013 
  2. «Victoria Duval: from Haitian hostage to Flushing Meadows darling» (em inglês). The Guardian. 28 de agosto de 2013. Consultado em 29 de agosto de 2013 
  3. «Clijsters stretches US Open winning streak to 22» (em inglês). AP. Consultado em 28 de agosto de 2013 
  4. «American teen Victoria Duval stuns 2011 US Open champ Sam Stosur in 1st round» (em inglês). Washington Post. Consultado em 28 de agosto de 2013 
  5. Stefan Bondy. «Victoria Duval's fairy tale comes to an end, falls to Daniela Hantuchova in second round of U.S. Open» (em inglês). New York Dailt News. Consultado em 30 de agosto de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]