Vidya Balan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Vidya Balan
Nascimento 1 de janeiro de 1979 (41 anos)
Bombaim
Cidadania Índia
Cônjuge Siddharth Roy Kapur
Alma mater Universidade de Bombaim
Ocupação atriz e modelo
Início da atividade 1995
Prêmios
Religião hindu

Vidya Balan (Bombaim, 1 de janeiro de 1979) é uma atriz indiana.[1][2] Conhecida por ter sido pioneira em uma mudança na interpretação de mulheres no cinema hindi com seus papéis em filmes liderados por mulheres, ela recebeu vários prêmios, incluindo um National Film Award e seis Filmfare Awards. Foi premiada com o Padma Shri pelo Governo da Índia em 2014.

Vidya aspirou a uma carreira no cinema desde tenra idade e teve seu primeiro papel como atriz no seriado de 1995 Hum Paanch. Enquanto cursava mestrado em sociologia pela Universidade de Mumbai, ela fez várias tentativas malsucedidas de iniciar uma carreira no cinema e apareceu em comerciais de televisão e vídeos musicais. Ela estreou no cinema estrelando o filme bengali Bhalo Theko e recebeu elogios por seu primeiro filme em hindi, o drama Parineeta. Isso foi seguido por sucessos comerciais em Lage Raho Munna Bhai (2006) e Bhool Bhulaiyaa (2007), mas seus papéis nas comédias românticas Heyy Babyy (2007) e Kismat Konnection (2008) tiveram críticas negativas.

Vidya se estabeleceu estrelando cinco sucessos comerciais consecutivos, o que também ganhou seu reconhecimento crítico e premiado. Estes foram o drama Paa (2009), a comédia negra Ishqiya (2010), os thrillers No One Killed Jessica e Kahaani (2012) e a biografia The Dirty Picture (2011). A última delas ganhou o National Film Award de Melhor Atriz. Ela seguiu sua carreira com uma série de filmes que tiveram um desempenho ruim nas bilheterias. Mas isso mudou quando ela estrelou como radialista em Tumhari Sulu (2017) e cientista em Mission Mangal (2019). Este último classifica como seu lançamento de maior bilheteria.

Vidya também promove causas humanitárias e apóia o empoderamento das mulheres. Ela é membro do Conselho Central Indiano de Certificação de Filmes e apresenta um programa de rádio. Inicialmente, ela recebeu críticas por seu peso flutuante e senso de vestir, mas depois foi creditada na mídia por sua inconvencionalidade. Vidya é casada com o produtor de cinema Siddharth Roy Kapur.

Elogios[editar | editar código-fonte]

Entre os prêmios de cinema de Vidya estão o National Film Award de Melhor Atriz por The Dirty Picture (2011);[3] e seis Filmfare Awards: Melhor Estreia Feminina por Parineeta (2005);[4] Melhor Atriz por Paa (2009),[4] The Dirty Picture (2011),[5] Kahaani (2012),[6] e Tumhari Sulu (2017);[7] e Critics Award de melhor atriz por Ishqiya (2010).[5]

Por suas tentativas de empoderar as mulheres, Vidya foi premiada com o Prabha Khaitan Puraskar 2012 pela Câmara de Comércio de Calcutá. Ela foi a mais jovem recebedora do prêmio.[8]

Referências

  1. «This Is Real Age Of Vidya Balan And Not What Wikipedia Is Saying». Yahoo Lifestyle. 6 de dezembro de 2016. Consultado em 6 de dezembro de 2016. Arquivado do original em 6 de dezembro de 2016 
  2. «Madhuri is my inspiration in life: Vidya Balan». CNN-IBN. 6 de janeiro de 2012. Consultado em 13 de outubro de 2012. Cópia arquivada em 20 de abril de 2012 
  3. «National Awards: Vidya Balan gets best actress for 'The Dirty Picture'». CNN-IBN. Consultado em 30 de setembro de 2012. Cópia arquivada em 3 de julho de 2012 
  4. a b «Vidya Balan: Awards & nominations». Bollywood Hungama. Consultado em 23 de julho de 2010. Cópia arquivada em 9 de abril de 2010 
  5. a b «Vidya Balan — Awards». Bollywood Hungama. Consultado em 25 de agosto de 2010. Cópia arquivada em 29 de janeiro de 2012 
  6. «Filmfare Awards: All the action from the awards night». CNN-IBN. 21 de janeiro de 2013. Consultado em 21 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 21 de janeiro de 2013 
  7. «63rd Jio Filmfare Awards 2018: Vidya Balan wins the Best Actor In A Leading Role (Female) award». The Times of India. 21 de janeiro de 2018. Consultado em 21 de janeiro de 2018. Cópia arquivada em 21 de janeiro de 2018 
  8. «Vidya Balan bags another award, but not for a film!». Daily News and Analysis. 1 de junho de 2012. Consultado em 24 de setembro de 2012. Arquivado do original em 10 de junho de 2014. (pede subscrição (ajuda)) 

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

  • Baliga, Shashi (2 de dezembro de 2011). «Vidya gets dirty... and how!». The Hindu. Consultado em 8 de janeiro de 2012. Arquivado do original em 8 de janeiro de 2012 
  • Roy, Priyanka (3 de dezembro de 2011). «Bombaat!». The Telegraph. Consultado em 11 de janeiro de 2012 
  • Janardhan, Arun (2 de março de 2012). «Why everybody loves Vidya». Hindustan Times. Consultado em 17 de outubro de 2012 
  • Singh, Raghuvendra (23 de abril de 2012). «The Artist». Filmfare. Consultado em 24 de setembro de 2012 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Vidya Balan
Ícone de esboço Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.