Viking (satélite)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Viking
O satélite artificial Viking sendo montado acima do adaptador do Ariane 1, Novembro de 1985.
Descrição
Website Viking Sweden
Duração da missão 01 ano e 2 meses
Propriedades
Massa 286 kg
Baterias 12 Ah Ni-Cd 114 watts
Missão
Data de lançamento 22 de Fevereiro de 1986, 0144:35 UT
Veículo de lançamento Ariane 1
Local de lançamento Guiana Francesa Centro Espacial de Kourou
Desativação 12 de Maio de 1987


Viking foi o primeiro satélite artificial sueco, desenvolvido para estudar processos físicos envolvendo plasmas na magnetosfera e na ionosfera da Terra. Foi lançado por um veículo lançador Ariane 1, juntamente com o satélite francês SPOT 1, em 22 de fevereiro de 1986. Suas operações foram encerradas em 12 de maio de 1987.

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O Viking foi lançado através do Centro Espacial de Kourou, pelo veículo lançador Ariane 1. O espaço no interior com o SPOT dentro do foguete era limitado, e o satélite teve que ser resistente para suportar o estresse mecânico do lançamento. Por isto, o satélite foi desenhado com o formato de um disco achatado octagonal, com 50 centímetros de altura e 1,9 metro de diâmetro, pesando 286 quilos, fora 60 quilos de material científico.[1][2]

A interface mecânica para adaptação dentro da área de carga do Ariane foi alterada, o que exigiu alterações mínimas no projeto do satélite do programa SPOT.

Logo após o Ariane 1 proceder à liberação do SPOT, o Viking ativou seu próprio mecanismo de propulsão que o colocou em uma órbita polar diferente. Uma vez em órbita, quatro cabos de 40 metros foram desenrolados para fora em uma direção radial, a partir da borda do disco do satélite.[3]

Também, duas hastes rígidas de quatro metros foram estendidas na direção axial. Cada uma tinha um sensor em sua extremidade, formando três pares ortogonais. Juntas elas podiam medir o campo elétrico em três direções. Outras hastes contendo outros tipos de sensores e antenas também foram estendidas para fora do corpo do satélite.

Fim da missão[editar | editar código-fonte]

Após 1 ano e 2 meses de pesquisas, o satélite teve suas operações encerradas em 12 de maio de 1987. O Viking realizou pesquisas sobre processos físicos envolvendo plasmas na magnetosfera e na ionosfera terrestre.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • «VIKING - Sweden's first satellite». Consultado em 12 de Outubro de 2016. 
  • «Viking (Sweden)». Consultado em 12 de Outubro de 2016. 
  • «VIKING - Sweden's first satellite». Consultado em 12 de Outubro de 2016.