Viktor Borisovich Sochava

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Viktor Borisovich Sochava
Виктор Борисович Сочава
V. B. Sochava en 1965.
Nascimento 20 de junho de 1905
São Petersburgo
Morte 29 de dezembro de 1978 (73 anos)
Nacionalidade Rússia Russo
Ocupação Professor, geógrafo e geobotânico.
Magnum opus Introdução à Teoria dos Geossistemas
Título Doutor em ciências biológicas , recebido em 1935
correspondente da Academia de Ciências da URSS, recebido em 1958
acadêmico da Academia de Ciências da URSS , recebido em 1968

Viktor Borisovich Sochava (Виктор Борисович Сочава, em russo) (São Petersburgo, 20 de junho de 1905 - 29 de dezembro de 1978) foi um geógrafo e geobotânico russo, trabalhou como cientista da paisagem (landchaftoved) e foi fundador da escola de geografia da Sibéria, tendo proposto a teoria do geossistema como uma reformulação das teorias da paisagem de Lev S. Berg, Humboldt e Vasily Dokuchaev nas bases da Teoria geral de sistemas.

Biografia[editar | editar código-fonte]

  • Nasceu em 20 de junho de 1905 na aldeia Pargalova, próximo à São Petersburgo. Estudou no ginásio de Petrogrado e Kiev.
  • Em 1921 entrou para o Instituto de Agricultura de Petrogrado, onde manteve contato com Vladimir Sukachev e Vladimir Leontyevich Komarov, dois dos mais eminentes biogeógrafos russos, que influenciariam bastante seu trabalho.
  • Em 1925 torna-se assistente sênior do departamento de ecologia e geografia do Instituto de Agricultura de Petrogrado.
  • Entre 1926 e 1938 realiza inúmeras expedições às regiões do Ural polar, Chukotka, Kolyma, Primoriie, Amur, entre outras. Trabalhou como chefe de equipes de campo e gestor dos setores de geobotânica e alimentos do Instituto de criação de renas do ártico.
  • Em 1935 recebeu o grau de Doutor em ciências biológicas em função das diversas publicações resultantes das expedições.
  • Entre 1938 e 1942 torna-se professor associado do Departamento de geobotânica da Universidade Estatal de São Petersburgo.
  • Entre 1928 e 1950 trabalhou como professor palestrante no Instituto A. I. Herzen de Pedagogia de Leningrado, tornando-se posteriormente, chefe do departamento.
  • Em 1944 recebe o título de professor.
  • Em 1955 assina "a carta dos trezentos", que pedia ao governo da então URSS, a demissão de T.D. Lysenko e alguns de seus aliados da diretoria de Ciências Agrárias da Academia de Ciências da URSS. Lysenko e seus aliados gozavam de apoio de líderes do partido comunista e não admitiam pontos de vista diversos daqueles que divulgava. Os opositores de Lysenko eram banidos e isolados, sendo inclusive eliminados fisicamente.
  • Em 1958 torna-se membro correspondente da Academia de Ciências da URSS.
  • Em 1959 assume a diretoria do Instituto de Geografia da Sibéria e do Extremo Oriente da URSS, em Irkustk, permanecendo no cargo até 1976. Sob sua liderança o Instituto torna-se referência mundial em geografia. Em 2005 o Instituto passa a ser denominado Instituto Viktor B. Sochava de Geografia da Sibéria e do Extremo Oriente.
  • Em 1968 torna-se acadêmico da Academia de Ciências da URSS.
  • Passou os últimos anos de sua vida (1976-1978) em Komarov. Durante este período resumiu suas atividades à criação de um novo direcionamento de pesquisas na geografia: a teoria do geossistema.
  • Morre em 29 de dezembro de 1978, alguns meses após a publicação de seu livro "Introdução à Teoria dos Geossistemas".

Ligações externas[editar | editar código-fonte]