Viktoria Brejneva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Viktoria Petrovna Brezhneva (em russo: Викто́рия Петро́вна Бре́жнева; 1908–1995[1]) foi a esposa do político soviético e Secretário-Geral de longa data, Leonid Brezhnev. Ela era a mãe de Yuri Brejnev e Galina Brejneva.


Biografa[editar | editar código-fonte]

Nascida em 1908 como Viktoria Denisova (Дени́сова).[1] O historiador Robert Service alega que ela era de origem judaica, isto é contestado, no entanto. [2] Conheceu Leonid Brezhnev, pela primeira vez em 1925. Demorou algum tempo, mas depois de três anos de namoro, Brezhnev e Viktoria se casaram em 1928. No ano seguinte, Viktoria deu à luz sua primeira filha, Galina. Quatro anos mais tarde, o seu segundo filho nasceu, Yuri.[3] O relacionamento de Victoria com Brezhnev foi descrito como "antiquado" e "sem exagero ser chamado de delicado". [4]

De acordo com as memórias dos parentes de Brejnev, foi Viktoria que gradualmente foi infectada pelo amor às coisas materiais de Brezhnev.[5] Durante o Secretariado-Geral de Brezhnev, Viktoria permaneceu à margem; ela não gostava de atrair a atenção do público[3]. Sua última aparição em público foi no funeral de estado de Brezhnev. [4] Quando Brezhnev morreu em 1982, Viktoria viveu por mais 13 anos, morrendo depois de lutar durante vários anos contra o diabetes. [3] Residiu no antigo apartamento de Brezhnev pelo resto de sua vida. Sua própria filha, Galina, não apareceu para o funeral.[4]

Referências