Vila Alpina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Vila Alpina
Bairro de São Paulo Bandeira da cidade de São Paulo.svg
Dia Oficial 03 de setembro
Fundação 3 de setembro de 1921 (101 anos)
Imigração predominante  Itália
Flag of Spain.svg Espanha
 Rússia
 Bielorrússia
 Hungria
 Polónia
 Ucrânia
 Chéquia
 Croácia
 Sérvia
 Grécia
 Eslovênia
 Eslováquia
 Bulgária
Roménia
Distrito Vila Prudente
Subprefeitura Vila Prudente
Região Administrativa Sudeste

A Vila Alpina é um bairro no distrito de Vila Prudente , na cidade de São Paulo.[1] O bairro chamado de Vila Alpina, antes Villa Alpina e antes ainda de Vila Toni recebeu esta denominação pelo fato de estar situado sobre uma montanha e por ter uma forte predominância de imigrantes europeus, estabelecendo uma relação com os Alpes, a maior cadeia montanhosa da Europa.

Matriz Paroquial Nossa Senhora do Carmo[editar | editar código-fonte]

No dia 8 de dezembro de 1946, os padres Oblatos assumem a Paróquia Nossa Senhora do Carmo tendo a presença do Cardeal Arcebispo de São Paulo, Dom Carlos Carmelo de Vasconcelos Mota. Sob a invocação da padroeira Nossa Senhora do Carmo - pródiga em espalhar bênçãos e graças - teve início a nova paróquia, tendo como seu primeiro vigário o Revmo. Padre João Lyons, O.M.I., que tomando posse a 15 de dezembro de 1.946, iniciou seu apostolado no meio dos habitantes de Vila Alpina. Auxiliaram-no também os Revmos Padres Guilherme Lindekugel e Jaime Nickerson, O.M.I. Batalhadores do amor à Deus e ao próximo, levaram ao povo de Vila Alpina uma vida espiritual intensa. Esta igreja foi erguida graças a uma terra doada pelo Dr. Vicente Giacaglini, que era muito devoto a santa. Esta foi benzida pelo Cardeal no dia 13 de março de 1.949.

Paróquia Nossa Senhora do Carmo - Praça Coronel Melo Gaia, s/nº, Vila Alpina.

Igreja Nossa Senhora do Carmo, edifício de grande importância e destaque no bairro.

Atualidade[editar | editar código-fonte]

No bairro estão localizados o Hospital Estadual de Vila Alpina, o Cemitério da Vila Alpina e o Crematório Municipal Doutor Jayme Augusto Lopes, que é atualmente o único crematório da capital paulista. Apesar de referência, ambos estão situados entre o Jardim Independência, no distrito do São Lucas e o Jardim Avelino, bairros vizinhos.[2]

A Vila Alpina junto à Vila Bela e Vila Zelina formam a maior colônia de imigrantes russos de São Paulo e se tornam perceptíveis esses traços na população local e na arquitetura das residências e igrejas ortodoxas que compõem a paisagem do bairro.

Praça Coronel Mello Gaia, mais conhecida por Largo de Vila Alpina, com destaque para a Igreja Nossa Senhora do Carmo.
Portão de entrada do Crematório Doutor Jayme Augusto Lopes, o primeiro crematório público de São Paulo e do Brasil.

Localização[editar | editar código-fonte]

Faz limite com o distrito de São Lucas, e está situado próximo à cidade de São Caetano do Sul. Seu principal ponto de comércio é a Rua Costa Barros, a qual tem início nos arredores do Largo da Vila Alpina, no alto do bairro, e fim a apenas alguns metros da divisa com São Caetano do Sul, já no bairro Olaria.[3]

A Vila Alpina tem a oeste sua divisa com a Vila Bela (Vila Prudente) e a Vila Lúcia (arredores da Vila Zelina), a noroeste com o Jardim Avelino, a norte com o Jardim Independência (São Paulo), a nordeste com a Vila Macedópolis, a leste com o Parque São Lucas, a sudeste com a Vila Califórnia e o Sítio da Figueira, a sul com o bairro da Fundação (São Caetano do Sul), já na cidade de São Caetano do Sul e a sudoeste com o Jardim Ibitirama. Dista-se do Marco zero da cidade de São Paulo a 11 Km.

Vista da Vila Alpina para o bairro da Vila Bela (Vila Prudente) e para a cidade de São Caetano do Sul ao fundo.
Panorama da divisa entre os bairros da Vila Alpina e Vila Bela (Vila Prudente), com a cidade de São Caetano do Sul em segundo plano.
Divisa da Vila Alpina com o Jardim Independência (São Paulo), a norte do bairro.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]