Vila Formosa (bairro de São Paulo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Vila Formosa
Bairro de São Paulo Bandeira da cidade de São Paulo.svg
Dia Oficial 12 de outubro[1]
Fundação 1923 (99 anos)
Distrito Vila Formosa
Subprefeitura Aricanduva
Região Administrativa Leste

Vila Formosa é um bairro pertencente ao distrito homônimo de Vila Formosa situado na Zona Leste no município de São Paulo.[2]

Mesmo possuindo prédios antigos como na Rua Dom Estevão Pímentel Quintas de Portugal, está cercado por prédios com infraestrutura modernas.

História[editar | editar código-fonte]

O Sitio da Casa Grande foi o nascedouro da Vila Formosa. A família de João Casagrande manteve a propriedade de 1885 até 1911, quando foi vendida para os irmão Jacob. Em 1920 a área foi loteada e recebeu o nome da Formosa, em homenagem ao antigo nome da cidade litorânea de Ilha Bela.

O loteamento foi realizado em 1940 pela Companhia Melhoramentos do Brás. Nessa época pequenas olarias começaram a se fixar pela região, mas a situação financeira não ajudou o empreendimento e os donos optaram por uma solução de marketing – quem comprasse um terreno ganhava 30 mil tijolos. Esse expediente foi muito usado na capital.

Formação[editar | editar código-fonte]

O sonho de construir um bairro urbanizado quase caiu por terra com a instalação de um aterro sanitário que , por anos a fio, envergonhou os moradores. A vizinhança jogava toda sorte de detritos no local, o que perdurou até 1950. Um ano antes – no início de 1949 – o grande Cemitério da Vila Formosa começava a ser implantado.

O crescimento acabou vindo lentamente a partir da década de 1960, (o bairro tornou-se o 46º distrito em 1963, quando foi desmembrado do Tatuapé) e hoje, a Vila Formosa é um dos principais bairros da zona leste, com largas avenidas, ruas arborizadas e um progresso célere graças a investimentos em imóveis de padrão popular e de classe média com bons preços.

Dessa forma, dá para perceber que a Vila Formosa ainda tem para crescer. O bairro é tão famoso que no vizinho distrito de Aricanduva tem um Jardim Vila Formosa.

Infraestrutura Urbana[editar | editar código-fonte]

A Vila Formosa é hoje é uma das regiões mais arborizadas da cidade, contando com mais de cem praças e uma população prioritariamente de classe média.

Possui como uma de suas principais avenidas a Avenida Doutor Eduardo Cotching que conecta o bairro com o Jardim Anália Franco.

O principal centro econômico do bairro está localizado na Praça Doutor Sampaio Vidal, que conta com um posto policial, diversas lojas, pontos de ônibus, bancos e um mini mercado.

Possui duas igrejas, a Igreja de São Benedito Das Vitórias e o Santuário Nossa Senhora do Sagrado Coração, este último, a maior e mais antiga do bairro.

O bairro também conta com o parque CERET fazendo limite com os bairros da Vila Carrão, Jardim Anália Franco e Tatuapé, o Mercado Municipal da Vila Formosa, um dos 14 mercados municipais da cidade e um dos campus da Faculdade Drummond.

Transporte[editar | editar código-fonte]

Atualmente não possui nenhuma estação de metrô.

A estação mais próxima é a Estação Carrão, do distrito vizinho, o Tatuapé, e está localizada há exatos 4 km de distância da Praça Doutor Sampaio Vidal.

Há projetos em curso para a implantação de uma estação do Metrô de São Paulo no bairro, a Estação Vila Formosa, resultado do projeto de prolongação da Linha 2 - Verde.

O bairro é amplamente atendido por linhas de ônibus da SPTrans, em quase toda a sua extensão, cujo principais destinos são a Praça da Sé, no centro da cidade e as estações de metrô do Tatuapé, Belém e Carrão.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Vila Formosa
  2. «Cópia arquivada». Consultado em 26 de fevereiro de 2010. Arquivado do original em 24 de dezembro de 2008 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.