Vila Nova da Barquinha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vila Nova da Barquinha
Brasão de Vila Nova da Barquinha Bandeira de Vila Nova da Barquinha
Brasão Bandeira
Localização de Vila Nova da Barquinha
Gentílico Barquinhense
Área 49,53 km2
População 7 322 hab. (2011)
Densidade populacional 147,83 hab./km2
N.º de freguesias 4
Presidente da
Câmara Municipal
Fernando Freire (PS)[1]
Fundação do município
(ou foral)
1836
Região (NUTS II) Centro
Sub-região (NUTS III) Médio Tejo
Distrito Santarém
Antiga província Ribatejo
Orago Santo António
Feriado municipal 13 de junho
Código postal 2260 Vila Nova da Barquinha
Sítio oficial www.cm-vnbarquinha.pt/
Municípios de Portugal Flag of Portugal.svg

Vila Nova da Barquinha (também conhecida pela forma sincopada de Barquinha) é uma vila portuguesa pertencente ao Distrito de Santarém, região Lisboa e Vale do Tejo e sub-região do Médio Tejo. Pertencia ainda à antiga província do Ribatejo, hoje porém sem qualquer significado político-administrativo.

É sede de um pequeno município com 49,53 km² de área[2] e 7 322 habitantes (2011),[3] [4] subdividido em 4 freguesias.[5] O município é limitado a norte pelos municípios de Tomar e Abrantes, a leste por Constância, a sul pela Chamusca, a sudoeste pela Golegã, a oeste pelo Entroncamento e a noroeste por Torres Novas.

População[editar | editar código-fonte]

Número de habitantes [6]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
3430 3671 3954 4336 4664 5314 5211 6037 7313 6547 6795 8167 7553 7610 7322

(Obs.: Número de habitantes "residentes", ou seja, que tinham a residência oficial neste concelho à data em que os censos se realizaram.)

Número de habitantes por Grupo Etário [7]
1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
0-14 Anos 1481 1565 1624 2704 3561 1502 1631 1815 1952 1283 1034 1002
15-24 Anos 793 1090 1045 2206 2926 2060 939 805 1266 1181 936 675
25-64 Anos 1763 2039 2147 3652 5637 3035 3317 3340 3947 3959 4085 3823
= ou > 65 Anos 245 256 307 401 632 466 660 835 1002 1130 1555 1822
> Id. desconh 31 1 72 49 18

(Obs: De 1900 a 1950 os dados referem-se à população "de facto", ou seja, que estava presente no concelho à data em que os censos se realizaram. Daí que se registem algumas diferenças relativamente à designada população residente)

Freguesias[editar | editar código-fonte]

Freguesias do concelho de Vila Nova da Barquinha.

O concelho de Vila Nova da Barquinha está dividido em 4 freguesias:

Geminações[editar | editar código-fonte]

História[editar | editar código-fonte]

O concelho foi criado em 1836 por desmembramento do antigo concelho da Atalaia.

Ocupação humana[editar | editar código-fonte]

Em 2007, foi identificado, no sítio da Ribeira da Atalaia, por um grupo de cientistas, vestígios de ocupação humana (Neandertal), datados de há 300 mil anos (Paleolítico Inferior). A datação foi processada pelo método de luminescência. Foram encontradas ferramentas de seixos lascados. São dos vestígios mais antigos que há conhecimento em Portugal. Neste local, os vestígios têm uma abrangência temporal que vai dos 300 anos até aos 24 mil anos.[10]

Pontos de interesse[editar | editar código-fonte]

Entre os pontos de interesse no concelho podem destacar-se: Castelo de Almourol; Igreja Matriz da Atalaia; Barquinha Parque / Parque de Escultura Contemporânea Almourol; Galeria do Parque; Centro Integrado de Educação em Ciências.[11]

Igreja Matriz de Tancos[editar | editar código-fonte]

Dedicada a N. ª Sr. ª da Conceição, foi construída no século XVI, possuindo uma ampla abóbada de caixotões e azulejos do século XVII e retábulo de talha maneirista, enquadrando pinturas da época. Enquadra-se num cenário de encanto, tendo o Tejo e o Castelo de Almourol como "pano de fundo". É considerada monumento de interesse público.

Centro de Interpretação de Arqueologia do Alto Ribatejo[editar | editar código-fonte]

É a única infra-estrutura do género em Portugal. Situado em Vila Nova da Barquinha, este espaço destinado à população jovem e estudantil dispõe de uma exposição permanente, onde está representado o espólio arqueológico do Ribatejo Norte.

O Centro de Interpretação de Arqueologia do Alto Ribatejo - CIAAR - foi criado por uma parceria entre a Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha e diversas ONGs de Investigação e Património em estreita relação com o sector de Arqueologia e Pré-História do Instituto Politécnico de Tomar.

Praça de Touros[editar | editar código-fonte]

É a segunda mais antiga de Portugal. Foi construída no Século XIX, no ano de 1853, sendo palco de pelo menos uma Corrida de Touros realizadas anualmente. Situa-se junto à Estação de Caminhos-de-ferro de Vila Nova da Barquinha.

Museu 21[editar | editar código-fonte]

Museu Etnográfico 21, situado na freguesia de Vila Nova da Barquinha, onde é possível encontrar diversas peças em cerâmica, fotografias, postais, artesanato e outros.[12] Infelizmente, devido à morte do gerente e fundador deste Museu, o local encontra-se encerrado e para venda. [13]

Galeria do Parque[editar | editar código-fonte]

Localizada nos Paços do Concelho de Vila Nova da Barquinha, a Galeria apresenta exposições temporárias. Entre as mostras realizadas contam-se as de Pedro Valdez Cardoso, Daniel Barroca, Rui Sanches[14] , de alunos finalistas do curso de Artes Plásticas, Pintura e Intermédia da Escola Superior de Tecnologia de Tomar do IPT[15] , etc.

Galeria de Santo António[editar | editar código-fonte]

Esta galeria está localizada numa antiga pré-escola recentemente reabilitada para dar lugar a esta linda galeriaem plena zona histórica Barquinhense, próxima do Barquinha Parque, dos Paços do concelho e dos melhores restaurantes da região.

Barquinha Parque / Parque de Escultura Contemporânea Almourol[editar | editar código-fonte]

O Barquinha Parque foi inaugurado em Julho de 2005. Desde essa data tornou-se num ícone de Vila Nova da Barquinha, sendo hoje um local de eleição dos habitantes do concelho e da região para passar os seus tempos livres. Projetado pela dupla de Arquitectos Paisagistas – Hipólito Bettencourt e Joana Sena Rego, conquistou o Prémio Nacional de Arquitectura Paisagista 2007, na categoria "Espaços Exteriores de Uso Público".[16]

Através de uma parceria com a Fundação EDP e com co-financiamento do QREN (Quadro de Referência Estratégico Nacional), em 2012 foi criado, pela Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, o Parque de Escultura Contemporânea, na sede do Concelho. A seleção de artistas esteve a cargo de João Pinharanda e inclui autores cujo trabalho se desenvolveu entre a década de 1960 e a atualidade: Alberto Carneiro; Ângela Ferreira; Carlos Nogueira; Cristina Ataíde; Fernanda Fragateiro; Joana Vasconcelos; José Pedro Croft; Pedro Cabrita Reis; Rui Chafes; Xana (Alexandre Barata); Zulmiro de Carvalho. No momento presente as obras localizam-se nos sete hectares do Barquinha Parque.[17]

Infra-estruturas[editar | editar código-fonte]

Ensino[editar | editar código-fonte]

Centro Escolar de Vila Nova da Barquinha
Centro Escolar de Vila Nova da Barquinha

O Conselho tem ensino Pré-escolar; 1º, 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico; Ensino Secundário.[18]

O atual Centro Escolar de Vila Nova da Barquinha (1.º Ciclo) foi construído nos terrenos do antigo Campo de Jogos de Vila Nova da Barquinha, na Rua D. Maria II (junto à antiga Estrada Nacional 3), com projeto de arquitetura de Aires Mateus, tendo sido financiado pelos fundos comunitários através do QREN. Na Escola D. Maria II são ministrados o 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico e o Ensino Secundário.[19]

Transportes[editar | editar código-fonte]

Ferroviários[editar | editar código-fonte]

O concelho de Vila Nova da Barquinha é servida pelos serviços de Regionais da CP que servem a linha da Beira Baixa, possuindo estação em Vila Nova da Barquinha, apeadeiro em Tancos e ainda estações em Almourol, e Praia do Ribatejo - Constância.[20]

Rodoviários[editar | editar código-fonte]

A exploração dos autocarros está a cargo da empresa Rodoviária do Tejo que presta serviço na região.

Auto-estrada & Vias principais[editar | editar código-fonte]

O concelho e servido por duas auto-estradas:

Por um IC:

E cinco estradas nacionais:

Aeródromo[editar | editar código-fonte]

Existe um aeródromo no concelho, de características militares (Base aérea de Tancos)[21] , próximo das localidades de Tancos e Praia do Ribatejo.

Entretenimento[editar | editar código-fonte]

Perspetiva sobre uma parte do espaço onde decorreu as principais festas do concelho em 2013

Festas do concelho[editar | editar código-fonte]

As principais festas do concelho normalmente decorrem no mês de junho.
Em 2013 as mesmas decorreram entre o dia 8 e 13 de junho sob o título "Vila Nova da Ciência e da Arte"[22] [23] [24] . Em 2014 as mesmas decorrem entre 12 e 15 de junho sob o título "28.ª Feira do Tejo | Festas do Concelho 2014", no Parque de Escultura Contemporânea Almourol, haverá tasquinhas e expositores de artesanato para além de decorrerem nesse espaço muitas outras atividades indicadas no programa do evento. Outros eventos decorrerão em outras partes do concelho.[25] Em 2015, estas foram denominadas de "Feira do Tejo" e trouxeram à região nomes como o Miguel Araújo e os Virgem Suta entre os dias 9 e 14 de junho.[26]

Desporto & Aventura[editar | editar código-fonte]

Existe no concelho alguma oferta a nível desportivo e de aventura com o Clube Náutico Barquinhense (Canoagem, Rafting, Paintball, Rappel, Slide), Pára Clube Nacional “Os Bóinas Verdes” (Pára-quedismo, Balonismo, Equitação, Mergulho), Grupo de Cicloturismo Barquinhense (Ciclismo), Diver Almourol (Canoagem, BTT, Paintball, Arborismo, Rappel, Slide, Caça ao tesouro, Escalada, Orientação, Insufláveis, Kartcross, 4x4), Clube União Recreio Moita Norte e o União Desportiva Atalaiense (futebol).[27] [28]


Revista Municipal "Barquinha Viva"[editar | editar código-fonte]

A Revista Municipal “Barquinha Viva” foi publicada pela primeira vez em dezembro de 1999 e é desde então a publicação oficial do Município, com o objetivo de informar sobre a atividade desenvolvida pela autarquia, funcionando em simultâneo como repositório da história do concelho. A publicação tem como principal público-alvo os munícipes do concelho de Vila Nova da Barquinha, mas dirige-se também aos potenciais moradores, investidores e turistas. Em 2014, com a publicação do número 31, passou a ter formato exclusivamente digital, podendo ser consultada na plataforma ISSUU.

A presença nas novas tecnologias[editar | editar código-fonte]

Facebook[editar | editar código-fonte]

O município de Vila Nova da Barquinha tem uma forte presença nesta rede social com posts diários sobre os mais variados temas.

Website[editar | editar código-fonte]

A Câmara Municipal lançou recentemente um novo website onde pode pesquisar as mais variadas informações, desde as atas das assembleias municipais aos restaurantes e hotéis onde pode pernoitar.

Serviço de Informação por SMS[editar | editar código-fonte]

Há algum tempo que o município dispões de um serviço de informação por SMS, onde os subscritores podem receber no seu telemóvel gratuitamente os eventos ou informações relativas à operação do concelho. A adesão é feita enviando um SMS para o número 926612791, com o nome e apelido, seguido da palavra ADERIR*.


Aplicação Mobile[editar | editar código-fonte]

Disponível desde julho de 2015, esta aplicação permite a qualquer pessoa conhecer interativamente os pontos de interesse do concelho, os locais onde pode dormir, comer...

O download pode ser feito gratuitamente na App Store, Google Play ou Windows Phone Store ou em www.descubra.pt.

Referências

  1. Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha (15 de maio de 2007). "Câmara Municipal - pelouros". 15 de maio de 2007. Consult. 11 de janeiro de 2014. 
  2. Instituto Geográfico Português (2013). "Áreas das freguesias, municípios e distritos/ilhas da CAOP 2013" (XLS-ZIP). Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP), versão 2013. Direção-Geral do Território. Consult. 28/11/2013. 
  3. INE. Censos 2011 Resultados Definitivos – Região Centro. Lisboa: Instituto Nacional de Estatística, 2012. p. 121. ISBN 978-989-25-0184-0 ISSN 0872-6493 Página visitada em 27/07/2013.
  4. INE (2012). "Quadros de apuramento por freguesia" (XLSX-ZIP). Censos 2011 (resultados definitivos). Tabelas anexas à publicação oficial; informação no separador "Q101_CENTRO". Instituto Nacional de Estatística. Consult. 27/07/2013. 
  5. Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro: Reorganização administrativa do território das freguesias. Anexo I. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Suplemento, de 28/01/2013.
  6. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  7. INE - http://censos.ine.pt/xportal/xmain?xpid=CENSOS&xpgid=censos_quadros
  8. a b c d Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha (20 de julho de 2010). "Geminações". 20 de julho de 2010. Consult. 1 de junho de 2013. 
  9. a b c d Associação Nacional de Municípios Portugueses. "Geminações de Cidades e Vilas". Consult. 1 de junho de 2013. 
  10. Marta Ferreira dos Reis (Público) (3 de agosto de 2007). "Arqueólogos descobrem objectos com 300 mil anos e fogueira com 24 mil anos". 3 de agosto de 2007. Consult. 1 de junho de 2013. 
  11. O Templário. Barquinha já tem posto de turismo. [S.l.]: Intermagia Comunicação, Unipessoal, Lda, 15 de junho de 2013. 14 p. 112.546
  12. Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha. "Museus". Consult. 15/7/2015. 
  13. "Moradia - T5 - Venda - Vila Nova da Barquinha, Vila Nova da Barquinha - 122411028-170". www.remax.pt. Consult. 2015-07-15. 
  14. "Rui Sanches na Galeria do Parque, em Vila Nova da Barquinha". Fundação EDP. Consult. 18-02-2014. 
  15. "Exposição na margem do Tejo em Vila Nova da Barquinha". Jornal Abarca. Consult. 18-02-2014. 
  16. "Barquinha Parque, Prémio Nacional de Arquitectura Paisagista 2007". Barquinha, Município. Consult. 01-10-2013. 
  17. Pinharanda, João – Almourol: Parque de Escultura Contemporânea, Vila Nova da Barquinha. Vila Nova da Barquinha: Fundação EDP; Barquinha, Município, 2012. ISBN 978-972-95634-6-1
  18. Estela M. Rocha da Silva. "Carta Educativa do Conselho de Vila Nova da Barquinha" (PDF). 
  19. "O NOVO PARQUE ESCOLAR" (PDF). Barquinha viva. Consult. 07-04-2014. 
  20. Antero Pires. "Linha da Beira Baixa - Estações e Apeadeiros". Consult. 15 de junho de 2013. 
  21. Júlio Cesar. "Aerodromos em Portugal". Consult. 15 de junho de 2013. 
  22. Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha (22 de maio de 2013). "Vila Nova da Ciência e da Arte". 22 de maio de 2013. Consult. 1 de junho de 2013. 
  23. Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha (22 de maio de 2013). "Vila Nova da Ciência e da Arte" (PDF). 22 de maio de 2013. Consult. 1 de junho de 2013. 
  24. Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha (5 de junho de 2007). "Eventos". 5 de junho de 2007. Consult. 1 de junho de 2013. 
  25. Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha (16 de maio de 2014). "28.ª Feira do Tejo". 16 de maio de 2014. Consult. 27 de maio de 2014.  Texto " Festas do Concelho 2014" ignorado (Ajuda)
  26. Basso, Persio. "Notícias". www.cm-vnbarquinha.pt. Consult. 2015-07-15. 
  27. Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha. "Turismo". 5 de junho de 2007. Consult. 15 de junho de 2013. 
  28. Portal Nacional (Webdados - Tecnologias de Informação, Lda.). "Clubes Desportivos no concelho de Vila Nova da Barquinha, Desporto, Empresas". Consult. 15 de junho de 2013. 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Vila Nova da Barquinha


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Concelhos do Distrito de Santarém Mapa do distrito de Santarém
Abrantes
Alcanena
Almeirim
Alpiarça
Benavente
Cartaxo
Chamusca
Constância
Coruche
Entroncamento
Ferreira do Zêzere
Golegã
Mação
Ourém
Rio Maior
Salvaterra de Magos
Santarém
Sardoal
Tomar
Torres Novas
Vila Nova da Barquinha
Abrantes
Alcanena
Almeirim
Alpiarça
Benavente
Cartaxo
Chamusca
Constância
Coruche
Entroncamento
Ferreira do Zêzere
Golegã
Mação
Ourém
Rio Maior
Salvaterra de Magos
Santarém
Sardoal
Tomar
Torres Novas
Vila Nova da Barquinha