Vincenzo Consolo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vincenzo Consolo
Nascimento 18 de fevereiro de 1933
Sant'Agata di Militello, Itália
Morte 21 de janeiro de 2012 (78 anos)
Milão, Itália
Nacionalidade Itália Italiano
Ocupação Escritor
Prémios Prémio União Latina de Literaturas Românicas (1994)

Vincenzo Consolo (Sant'Agata di Militello, 18 de fevereiro de 1933 - Milão, 21 de janeiro de 2012) foi um escritor siciliano.[1]

Bibliografia (romances e contos)[editar | editar código-fonte]

  • La ferita dell'aprile, romanzo, Milano: Mondadori, 1963; Torino: Einaudi, 1977
  • Per un po' d'erba ai limiti del feudo, conto em Narratori di Sicilia, organizado por Leonardo Sciascia e S. Guglielmino, Milano: Mursia, 1967
  • Il sorriso dell'ignoto marinaio, romanzo, Torino: Einaudi, 1976; Milano: Mondadori, 1987
  • Un giorno come gli altri, conto em Racconti italiani del Novecento, organizado por Enzo Siciliano, Milano: Mondadori, 1983
  • Lunaria, racconto teatrale, Torino: Einaudi, 1985; Milano: Mondadori, 1996
  • Retablo, romanzo, Palermo: Sellerio, 1987
  • Le pietre di Pantalica, racconti, Milano: Mondadori, 1988
  • Catarsi, conto publicado no volume Trittico com La panchina de Gesualdo Bufalino e Quando non arrivarono i nostri de Leonardo Sciascia e A. di Grado, Catania: Sanfilippo, 1989
  • Nottetempo, casa per casa, romance, Milano: Mondadori, 1992
  • Nerò metalicò, Il Melangolo, 1994
  • Fuga dall’Etna, Donzelli, 1993
  • L’olivo e l’olivastro, Milano: Mondadori, 1994
  • Lo Spasimo di Palermo, Milano: Mondadori, 1998
  • Di qua dal faro


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências