Vinlândia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mapa da viagem a Helulândia, Marclândia e Vinlândia
Reconstrução actual de uma aldeia viquingue em L'Anse aux Meadows, no Canadá

Vinlândia ou Vinland (em nórdico antigo Vínland ou Vinland; em latim medieval Winland) foi o nome dado pelos nórdicos a uma região indeterminada da costa do Nordeste do Canadá, durante a Era Viquingue e a Idade Média - abrangendo a ilha da Terra Nova, o Golfo de São Lourenço, e os territórios de Nova Brunsvique e da Nova Escócia . [1] [2] [3]

Nome e etimologia[editar | editar código-fonte]

A Vinland é citada pela primeira vez na década de 1070 pelo historiador alemão Adão de Bremen, usando o termo Winland numa frase em latim: “... insulam quae dicitur Winland...”.[4] No Livro dos Islandeses do século XII, Ari Þorgilsson cita a descoberta da Vinlândia: “... er Vínland hefir byggt ok Grænlendingar kalla Skrælingja..” [5] Na Saga dos Groenlandeses, do século XIII, está que Leif Eriksson deu o nome “Vínland” a esta terra: “... ok gaf Leifr nafn landinu eftir landkostum ok kallaði Vínland...“.[6] Historiadores e linguistas divergem sobre os termos Vínland-Viinland-Vinland, apontando possíveis significados diferentes. A interpretação Vínland, Terra das Vinhas ou Terra do Vinho, parece todavia ser a mais frequente.[7]

Em textos em português é usado Vinland e Vinlândia.

Presença dos viquingues na América do Norte[editar | editar código-fonte]

Por volta do ano 1 000, uma expedição liderada por Leif Eriksson achou a Helulândia ("Terra das Rochas lisas"), seguindo depois para sul e encontrando a Marclândia ("Terra das Florestas"), e finalmente continuando ainda mais para sul e chegando à Vinlândia (talvez "Terra das Vinhas" ou "Terra dos Prados"). Nesta região, os viquingues estabeleceram uma base de inverno chamada Leifsbudir, localizada na costa norte da ilha da Terra Nova, e presumivelmente situada no local da atual L'Anse aux Meadows. A ocupação de Leifsbudir foi precária e durou apenas um curto espaço de tempo, mas representou o primeiro contacto colonizador conhecido da Europa com a América, cerca de 500 anos antes das viagens de Cristóvão Colombo e Pedro Álvares Cabral. [2] [8] [9]

Fontes históricas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Vinland» (em sueco). Nationalencyklopedin (Enciclopédia Nacional Sueca). Consultado em 25 de outubro de 2018. 
  2. a b Birgitta Wallace. «Vinland» (em inglês). Encyclopædia Britannica ( Enciclopédia Britânica). Consultado em 25 de outubro de 2018. 
  3. «Vinland» (em francês). Encyclopédie Larousse (Enciclopédia Larousse). Consultado em 25 de outubro de 2018. 
  4. Henrikson, Alf; Björn Berg (1963). «Upptäckten av Island». Svensk historia (História sueca) (em sueco). Estocolmo: Bonnier. p. 52, 1054. 1062 páginas. ISBN 91-0-055344-1 
  5. Ari Þorgilsson. «6. Frá Grænlands byggð.» (em nórdico antigo). Heimskringla. Consultado em 25 de outubro de 2018. 
  6. Geraldine Barnes. Winland&f=false «Viking America: The First Millennium» (em inglês). Google Books. Consultado em 25 de outubro de 2018. 
  7. Birgitta Linderoth Wallace. «Westward Vikings: The Saga of L'Anse Aux Meadows» (em inglês). Historic Sites Association of Newfoundland and Labrador, 2006. Consultado em 25 de outubro de 2018. 
  8. Birgitta Wallace. «Expéditions vikings» (em francês). L'Encyclopédie canadienne (Enciclopédia Canadiana). Consultado em 25 de outubro de 2018. 
  9. «Vikings na América». Infopédia. Consultado em 25 de outubro de 2018. 
  10. «Adam Of Bremen» (em inglês). Encyclopædia Britannica - Enciclopédia Britânica. Consultado em 25 de outubro de 2018. 
  11. Henrikson, Alf; Björn Berg (1963). «Upptäckten av Island». Svensk historia (História sueca) (em sueco). Estocolmo: Bonnier. p. 52, 1054. 1062 páginas. ISBN 91-0-055344-1 
  12. Ari Þorgilsson. «6. Frá Grænlands byggð.» (em nórdico antigo). Heimskringla. Consultado em 25 de outubro de 2018. 
  13. Geraldine Barnes. Winland&f=false «Viking America: The First Millennium» (em inglês). Google Books. Consultado em 25 de outubro de 2018. 
  14. Geraldine Barnes. «Viking America: The First Millennium» (em inglês). Google Books. Consultado em 29 de outubro de 2018. 
  15. Fridtjof Nansen. «In Northern Mists» (em inglês). Google Books. Consultado em 25 de outubro de 2018. 
  16. A.M Reeves, N.L. Beamish e R.B. Anderson. «WINELAND IN THE ICELANDIC ANNALS.» (em inglês). The Norse Discovery of America, p. 103 e 106. Consultado em 25 de outubro de 2018. 
  17. TO Marcondes de Souza. «"A carta náutica de 1424 da Biblioteca da Universidade de Minnesota e o suposto descobrimento pré-colombiano da América."». Sociedade de Estudos Históricos de São Paulo, do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo; Revista de História 12.26 (1956): 291-312. Consultado em 25 de outubro de 2018. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Vinlândia