Virgil Thomson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Virgil Thomson
Nascimento 25 de novembro de 1896
Kansas City
 Estados Unidos
Morte 30 de setembro de 1989 (92 anos)
Nova Iorque
 Estados Unidos
Ocupação Compositor e Crítico
Prémios Prémio Pulitzer de Música (1949)

National Book Critics Circle Award (1981)

Virgil Thomson (Kansas City, 25 de novembro de 1896 - Nova Iorque, 30 de setembro de 1989) foi um compositor e crítico estadunidense.[1][2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Depois da Primeira Guerra Mundial, ele entrou na Universidade Harvard com a intenção de se tornar um pianista e organista.

Em 1921, estudou com Nadia Boulanger em Paris, onde conheceu o grupo francês conhecido como Les Six, quando já dentro desse começou a compor.

Ainda na França conheceu Gertrude Stein, com quem desenvolveu as óperas Four Saints in Three Acts (1928), e The Mother of Us All (1946).[1]

De volta a Nova Iorque, trabalhou como crítico de música no New York Herald Tribune.[1]

Em 1988 recebeu a Medalha Nacional de Artes.[3]

Obras[editar | editar código-fonte]

Entre outras obras estão: A música cinematográfica do documentário The Plow That Broke the Plains(1936) e do filme Louisiana Story (1949).[1]

Referências

  1. a b c d «Virgil Thomson (1896-1989)» (em inglês). virgilthomson.org. Consultado em 28 de novembro de 2016. 
  2. John Rockwell (1 de outubro de 1988). «Virgil Thomson, Composer, Critic and Collaborator With Stein, Dies at 92» (em inglês). The New York Times. Consultado em 28 de novembro de 2016. 
  3. «National Medal of Arts» (em inglês). nea.gov. Consultado em 28 de novembro de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]