Virgin Atlantic

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Virgin Atlantic Airways Limited
Virgin Atlantic International Limited
IATA VS
ICAO VIR
Indicativo de chamada VIRGIN
Fundada em 1984
Principais centros
de operações
Heathrow
Gatwick
Manchester
Programa de milhagem Flying Club
Serviço VIP Virgin Atlantic Clubhouse
Frota 44
Destinos 33
Companhia
administradora
Virgin Group
Sede Crawley, Inglaterra, Reino Unido
Pessoas importantes Richard Branson
Sítio oficial virginatlantic.com

A Virgin Atlantic é uma das maiores companhias aéreas do Reino Unido, com a sua matriz em Crawley, West Sussex, Inglaterra. A companhia aérea foi fundada em 1984 como a British Atlantic Airways, e foi originalmente planejado por seus cofundadores Randolph Campos e Alan Hellary para voar entre Londres e as Ilhas Malvinas.

A Virgin Atlantic é especializada em voos intercontinentais de longo curso a partir das suas bases (hubs) Londres-Heathrow, Londres-Gatwick e Manchester. É composta por uma frota de 50 aviões e voa para 31 destinos na América do Norte, Ásia e África.[1] Pertence ao grupo Virgin do milionário britânico Richard Branson.

Em 22 de Junho de 1984, efetuou o seu primeiro voo regular entre Gatwick e o Aeroporto de Newark, nos Estados Unidos. A companhia aérea junto com a Virgin Holidays é controlada pela holding Virgin Atlantic Limited, que pertence (51%) ao Grupo Virgin e (49%) ao Delta Air Lines. Administrativamente, é separada de outras companhias aéreas com a marca Virgin.

Em 2012, a Virgin Atlantic carregou 5,4 milhões de passageiros,[2] tornando-se a sétima maior companhia aérea do Reino Unido em termos de volume de passageiros. A companhia aérea opera voos domésticos no Reino Unido desde 31 de Março de 2013.

Frota[editar | editar código-fonte]

Airbus A320 da Virgin Atlantic.

Em junho de 2019, a frota da Virgin Atlantic Airways consistia das seguintes aeronaves:[3]

Frota Virgin Atlantic Airways
Aeronave Quantidade Encomendas
Airbus A330-200 4
Airbus A330-300 8
Airbus A330-900neo 14
Airbus A340-600 5
Airbus A350-1000 12
Boeing 787-9 17
Boeing 747-400 8

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Gregory, Martyn. Dirty Tricks: British Airways' Secret War Against Virgin Atlantic. Nova York: Virgin, 2000. ISBN 0-7535-0458-8
  • Bower, Tom. Branson. UK: Fourth Estate, 2001 ISBN 1-84115-400-8
  • Branson, Richard. Losing my Virginity – The Autobiography. Londres: Virgin Books Ltd, 2006 [2ª reimpressão] ISBN 0-7535-1020-0

Ligações externas[editar | editar código-fonte]