Vitória de França

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Fevereiro de 2019). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Vitória
Retrato por Jean-Marc Nattier, 1748
Casa Bourbon
Nome completo
Vitória Luísa Maria Teresa
Nascimento 11 de maio de 1733
  Palácio de Versalhes, Versalhes, França
Morte 7 de junho de 1799 (66 anos)
  Trieste, Itália
Enterro Basílica de Saint-Denis, Seine-Saint-Denis, França
20 de janeiro de 1817
Pai Luís XV de França
Mãe Maria Leszczyńska
Religião Catolicismo
Assinatura Assinatura de Vitória

Vitória Luísa Maria Teresa de França (Victoire Louise Marie Thérèse; Versalhes, 11 de maio de 1733Trieste, 7 de junho de 1799) foi a sétima criança e a quinta filha do rei Luís XV de França e da rainha Maria Leszczyńska.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Vitória Luísa Maria Teresa nasceu no Palácio de Versalhes. Diferentemente de seus irmãos mais velhos (inclusive de Adelaide, a qual precedeu-a por apenas um ano), Madame Vitória não foi criada na Corte. Em vez disso, ela foi mandada para a Abadia de Fontevraud, onde permaneceu até 1748, quando completou quinze anos de idade. Então, foi-lhe permitido retornar a Versalhes.

Muito próxima à mãe e aos irmãos religiosos, Vitória compartilhava da indignação moral deles perante os casos extraconjugais de seu pai, o qual afastava-se de sua família na medida em que voltava-se mais e mais para Madame de Pompadour e, depois, para Madame du Barry.

Vitória era considerada por muitos a filha mais bonita do rei, porém ela jamais se casou. Em 1753, cogitou-se a possibilidade de ela se casar com o cunhado, Fernando VI da Espanha, cuja esposa achava-se gravemente enferma. A rainha de Espanha, todavia, sobreviveu por mais cinco anos.

Ao começar a Revolução Francesa, estavam vivas apenas ela e sua irmã Adelaide dos dez filhos que Luís XV teve com a rainha. As duas mulheres fugiram da França em fevereiro de 1791, horrorizadas com as novas leis revolucionárias contra a Igreja. Primeiro foram a Turim, onde vivia sua sobrinha Clotilde, irmã de Luis XVI e esposa do principe do Piemonte. Depois foram a Roma, protegidas pelo Papa, que as abrigou no Palácio Farnesio. Com a chegada das tropas francesa, elas se foram para Nápoles, onde reinava uma irmã de Maria Antonieta.

Vitória foi a primeira a morrer com um Câncer de mama. Seus corpos foram repatriados a França por Luis XVIII, outro de seus sobrinhos, e enterrados na Basílica de Saint-Denis.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ancestrais[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Vitória de França
  • Zieliński, Ryszard (1978). Polka na francuskim tronie. Czytelnik.