Viver a Vida (telenovela)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Viver a Vida
Seize the Day (EN)[1]

"Vivir la Vida" (ES)

Viver a Vida (telenovela)
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero crônica do cotidiano
Duração 60 minutos
Criador(es) Manoel Carlos
Elenco
País de origem Brasil
Idioma original português
Episódios 209
Produção
Diretor(es) Jayme Monjardim
Fabrício Mamberti
Câmera multicâmera
Roteirista(s)
Tema de abertura "Sei lá... A Vida tem Sempre Razão", Chico Buarque, Tom Jobim e Miúcha
Exibição
Emissora original TV Globo
Distribuição TV Globo
Formato de exibição 1080i (HDTV)
Transmissão original 14 de setembro de 2009 – 14 de maio de 2010
Cronologia
Caminho das Índias
Passione

Viver a Vida é uma telenovela brasileira produzida pela TV Globo e exibida de 14 de setembro de 2009 a 14 de maio de 2010, em 209 capítulos.[3] Substituiu Caminho das Índias e foi substituída por Passione, sendo a 73ª "novela das oito" exibida pela emissora.

Escrita por Manoel Carlos, com a colaboração de Ângela Chaves, Claudia Lage, Daisy Chaves, Juliana Peres e Maria Carolina, teve direção de Adriano Melo, Teresa Lampreia, Maria José Rodrigues, Leonardo Nogueira, Frederico Mayrink e Luciano Sabino. A direção geral foi de Fabrício Mamberti e Jayme Monjardim, também diretor de núcleo.

Contou com as participações de Alinne Moraes, Mateus Solano, Taís Araújo, José Mayer, Lília Cabral, Giovanna Antonelli, Thiago Lacerda e Bárbara Paz.[2]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Helena (Taís Araújo) é uma modelo de fama internacional, no auge da carreira, mas que resolve largar tudo para se casar com o empresário Marcos (José Mayer), ex-marido de Tereza (Lília Cabral), uma mulher amargurada, que não superou o fim do casamento de trinta anos. Da união de Marcos e Tereza, eles tiveram duas filhas legítimas — a mimada e ambiciosa Luciana (Alinne Moraes) — modelo e rival de Helena nas passarelas — e a ardilosa e arrogante Isabel (Adriana Birolli), enquanto a filha caçula, a doce e bondosa Mia (Paloma Bernardi), foi adotada ainda na infância. O relacionamento de Helena e Marcos não é bem aceito por Tereza, que não se conforma que o ex-marido seguiu a vida após o processo de divórcio e está com uma mulher vinte anos mais jovem que ela. Luciana também não aceita o novo relacionamento do pai, já que terá que aturar sua inimiga como sua madrasta. Durante uma viagem de trabalho na Jordânia, Helena é constantemente provocada por Luciana e decide proibir a enteada de seguir viagem no mesmo carro que ela, obrigando Luciana a seguir viagem em um ônibus. No entanto, o ônibus acaba colidindo durante o trajeto e Luciana é arremessada para fora do veículo, sofrendo um grave impacto e ficando em estado crítico. Ao ser transferida de volta ao Brasil, Luciana descobre que perdeu o movimento dos braços e das pernas com o acidente.

Helena fica arrasada com a tragédia e passa a se culpar pelo ocorrido. Com o acidente, Luciana vê sua vida dar uma reviravolta quando perde o cargo de modelo e passa por uma lenta recuperação dos movimentos do corpo. O acidente também afetou o seu relacionamento com o arquiteto Jorge (Mateus Solano), um homem rígido e integro, que é constantemente pressionado pela mãe, Ingrid (Natália do Vale), que desestimula a relação de Jorge com Luciana por ela ter se tornado tetraplégica — e que, segundo ela, não poderá lhe dar filhos. Mais consciente de seus sentimentos, Luciana descobre que não ama Jorge e decide dar um fim ao relacionamento, mas reencontra o afeto ao se aproximar do irmão gêmeo de Jorge, o neurologista Miguel (Mateus Solano), que se torna seu médico pessoal e seu parceiro, causando desconforto e ira em Jorge, que sempre teve ciúmes do irmão com a namorada e pelo relacionamento com os pais por ser o mais beneficiado. Paralelamente, o relacionamento de Helena e Marcos acaba se deteriorando, tanto pelo acidente de Luciana e pelo aborto espontâneo que Helena sofreu pelo primeiro filho. Marcos se mostra um homem egoísta e possessivo, que não permite que Helena retorne para sua antiga profissão, desejando que ela seja uma dona de casa culta e dedicada. Helena acaba reencontrando os amigos exploradores Bruno (Thiago Lacerda) e Felipe (Rodrigo Hilbert), que conheceu durante a viagem na Jordânia com Luciana. Desde que se conheceram, Bruno se sentiu interessado por Helena e ao reencontra-la, fica ainda mais balançado, enquanto Felipe passa a se relacionar com Renata (Bárbara Paz), ex-namorada de Miguel, uma mulher frustrada que exagera na bebida alcoólica para esquecer os problemas. Durante seu envolvimento com Helena, Bruno descobre que Marcos é seu pai biológico, que no passado abandonou sua mãe, Silvia (Patrícia Naves), uma ex-modelo, grávida e nunca mais entrou em contato, e essa revelação irá balançar a relação de ambos por estarem apaixonados pela mesma mulher. Enquanto isso, Marcos passa a se relacionar em segredo com Dora (Giovanna Antonelli), que se muda para Armação dos Búzios com a filha Rafaela (Klara Castanho) e se torna secretária de Helena, que em paralelo ao caso extraconjugal com Marcos, ela também se relaciona com o argentino Maradona (Mario José Paz).

A trama ainda apresenta outras tramas paralelas. Gustavo (Marcello Airoldi) é um advogado e melhor amigo de Marcos, um homem machista e controlador que sente ciúmes da esposa Betina (Letícia Spiller) e da filha Clarisse (Cecília Dassi), que inicia um namoro com o chef de cozinha Bernardo (Bruno Perillo), um homem bem mais velho que ela. Além disso, Gustavo passa a nutrir sentimentos pela prima de sua esposa, a conceituada jornalista Malu (Camila Morgado), e passa a assedia-la insistentemente. Ellen (Danni Suzuki), médica e uma das melhores amigas de Helena, passa por uma relação tumultuada com o médico Ricardo (Max Fercondini) pela falta de tempo decorrente da profissão e pela indefinição de Ellen quanto a selar um compromisso mais sério. Após os dois terminarem o namoro, o médico assume um relacionamento com Isabel, que vive insultando e provocando Ellen. Ariane (Christine Fernandes), também médica e amiga de Ellen e Helena, passa a cuidar da paciente Marta (Gisela Reimann), que tem câncer, mas se sente balançada ao se apaixonar pelo marido dela, Léo (Leonardo Machado), lutando por manter-se fiel a princípios éticos, mas acaba se relacionando com Jorge, tornando-se alvo das intrigas de Ingrid. Já Alice (Maria Luísa Mendonça), outra amiga de Helena, Ellen e Ariane, é uma mulher solteira de espírito livre que sempre está viajando, mas que acaba se envolvendo com Osmar (Marcelo Valle).[3]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Intérprete[2] Personagem
Taís Araújo Helena Toledo Ribeiro
Alinne Moraes Luciana Saldanha Ribeiro
Mateus Solano Dr. Miguel Guimarães Machado
Jorge Guimarães Machado
José Mayer Marcos Ribeiro
Lília Cabral Tereza Saldanha Ribeiro
Giovanna Antonelli Dora Regina Vitória Campos
Thiago Lacerda Bruno Marcondes Ribeiro
Bárbara Paz Renata Ferreira
Natália do Vale Ingrid Guimarães Machado
Nelson Baskerville Leandro Machado
Letícia Spiller Betina Trindade Araújo Rocha
Marcello Airoldi Gustavo Rocha
Camila Morgado Maria Lúcia Trindade (Malu)
Rodrigo Hilbert Felipe Fagundes Muniz
Maria Luisa Mendonça Alice Soares Gurgel
Adriana Birolli Isabel Saldanha Ribeiro
Paloma Bernardi Mia Saldanha Ribeiro
Christine Fernandes Drª. Ariane Vidigal
Daniele Suzuki Drª. Ellen Murakami Moreira
Marcelo Valle Osmar Gurgel
Mario José Paz José Garcia (Maradona)
Nanda Costa Soraia Vilela
Aparecida Petrowky Sandra Toledo (Sandrinha)
Marcello Melo Jr. Benedito Sampaio (Benê)
Lica Oliveira Edite Toledo
Cris Nicolotti Regina Ferreira
Patrícia Naves Sílvia Marcondes
Max Fercondini Dr. Ricardo Moreira
Priscila Sol Thelma Paixão (Paixão)
Carolina Chalita Suzana
Leonardo Miggiorin Flávio Vilela (Flávinho)
Cláudio Jaborandy Onofre
Cyria Coentro Matilde Vilela
Cecília Dassi Clarisse Trindade Rocha
Bruno Perillo Bernardo Gaudêncio
César Mello Ronaldo
Michel Gomes Paulo Toledo Vicenzo
Luíza Valdetaro Glória Silveira
Carlos Casagrande Carlos Lambertini
Hugo Resende Marcelo (Marcelão)
Gisela Reimann Marta Melo
Rafaela Fischer Raquel
Sandra Barsotti Yolanda Vidigal
Miwa Yanagizawa Tomie Murakami
Cristina Flores Enfª. Vitória
Ana Carolina Dias Carla Vasconsellos (Carú)
Thaíssa Carvalho Aparecida (Cida)
Roberta Almeida Elenice (Nice)
Márcia di Milla Dalva
Gabriela Fércia Vera
Klara Castanho Rafaela Vitória Vilela Garcia
Caio Manhente Gabriel Vidigal Machado

Participações especiais[editar | editar código-fonte]

Intérprete Personagem
Jean Pierre Noher Jean-Marie Clinton
Laércio de Freitas Oswaldo Toledo
Juliana Paiva Diva
Beto Nasci Afonso
Leonardo Machado Leonardo Melo (Léo)
Isabel Melo Lívia Melo
Lionel Fischer Dr. Daniel Moretti Filho
Elizabeth Gasper Dona Telma
Charles Myara Advogado Benê
Rafael Sieg Dr. Gilberto Gonzaga Neto (Neto)
Aline Fanju Myrna
Roberto Birindelli Pepe
Lolita Rodrigues Noêmia Ribeiro
Caetano O'Maihlan Dr. Alexandre Moraes
Angela Barros Drª. Celeste Meira
João Velho Dr. Lauro Muniz
Paulo Lessa Dr. Mário Alves
Mel Fronckowiak Duda
Karina Dohme Ísis
Arieta Corrêa Laura
Antônio Firmino André
Elisa Lucinda Rita
Babu Santana Coisa Ruim
Cléo Ventura Margot
Anthero Montenegro Philip
Hélio Ribeiro Dr. Vicente
Cristina Prochaska Drª. Nina
Lígia Cortez Enfermeira
Thianna Bialli Fanny
Natasha Haydt Anna
Gabz Helena (jovem)
Ana Botafogo Ela mesma
Luiza Brunet Ela mesma
Mila Moreira Ela mesma

Produção[editar | editar código-fonte]

Jerusalém, onde as primeiras cenas da novela foram gravadas.

Manoel Carlos entregou a sinopse da trama no final de 2008, sendo aprovada em janeiro de 2009 para entrar na grade no segundo semestre.[4] As primeiras gravações ocorreram em maio em Israel e na Jordânia, para onde Alinne Moraes, Taís Araújo, Thiago Lacerda, Rodrigo Hilbert, Débora Nascimento e Beto Nasci viajaram.[5] Ao todo foram 46 dias de gravações internacionais.[6] O longo período de gravação fora do país deu-se a dificuldade em produzir a cena em que a personagem Luciana sofria um acidente de ônibus no deserto da Jordânia, contando com uma equipe internacional e equipamento importado para registrar os momentos em diferentes ângulos, dentro e fora do veículo.[7]

Foi a última telenovela de Lolita Rodrigues, que se aposentou da televisão logo depois, dedicando-se apenas ao teatro.[8] Também foi a última telenovela de Cecília Dassi, que desistiu da carreira de atriz para se dedicar a psicologia.[9] A abertura da novela foi feita com faixas multicoloridas percorrendo a tela, simbolizando o "percurso da vida". Depois de alguns capítulos, a abertura foi reformulada e, nessa segunda abertura, apareciam cenas da novela em "janelas" formadas pelas faixas. Depois disso, é formada a palavra "viver", e logo abaixo, em vermelho, aparece "a vida".[10]

Em 2014 o ator estadunidense Matthew McConaughey revelou que era fã da novela e, por ser casado com a modelo brasileira Camila Alves, assistia a trama para melhorar seu aprendizado de língua portuguesa.[11]

Mudança de foco no enredo[editar | editar código-fonte]

Taís Araújo tornou-se a primeira protagonista negra em uma "novela das oito" da TV Globo e também a primeira "Helena negra" da filmografia do autor Manoel Carlos.[12] Porém, após o primeiro mês de exibição, uma pesquisa de opinião encomendada pela emissora apontou uma grande rejeição ao papel de Taís, uma vez que o público atribuía à personagem o fato de Luciana (Alinne Moraes) ter se tornado tetraplégica.[13] Manoel Carlos negou que a rejeição dava-se pela personagem ser negra, admitindo que havia errado na construção do perfil, que acabou criando antipatia por parte do público em vez de humanização e empatia, como ele havia planejado.[14] Devido aos problemas, o triângulo amoroso entre Helena, Bruno (Thiago Lacerda) e Marcos (José Mayer) acabou perdendo força, enquanto o triângulo amoroso entre Luciana e os irmãos gêmeos Jorge e Miguel (Mateus Solano) passaram a ter mais centralidade na trama, fazendo com que o drama da personagem tetraplégica se tornasse a história principal.[15]

Originalmente, Rafaela (Klara Castanho) seria uma antagonista com perfil psicótico, porém o Ministério Público vetou a história temendo que isso interferisse no desenvolvimento da criança, sendo que a personagem acabou se tornando apenas uma garota mimada e rebelde.[16][17] A personagem Dora (Giovanna Antonelli) originalmente também seria uma vilã rival de Helena.[18] Porém o autor não desenvolveu grandes vilanias para a personagem e nem ela ganhou o ódio do publico, pelo contrário, ganhou aprovação.[19]

Escolha do elenco[editar | editar código-fonte]

Originalmente, Manoel Carlos desejava Fernanda Vasconcellos e Thiago Rodrigues novamente nos papéis centrais – ela como Luciana e ele como os irmãos gêmeos Jorge e Miguel – repetindo assim a parceria de Páginas da Vida, porém os dois já haviam sido reservados para Tempos Modernos, curiosamente também como par romântico.[20] Alinne Moraes acabou sendo escalada para o papel de Luciana, retornando a parceria com o autor desde Mulheres Apaixonadas.[21] Mateus Solano, que havia chamado a atenção do autor por seu desempenho no teatro e convidado por ele para protagonizar a minissérie Maysa: Quando Fala o Coração, foi convidado novamente para interpretar os gêmeos.[22] José Wilker interpretaria Marcos, porém acabou sendo substituído sem explicações por José Mayer.[20] O autor desejava ter Lázaro Ramos e Grazi Massafera no elenco em algum personagem, porém ambos já estavam escalados para outros trabalhos.[23][24] Priscila Sol já havia sido reprovada nos testes para Páginas da Vida, Malhação e Sete Pecados antes de conseguir o papel da prostituta Paixão.[25] A atriz também havia feito os testes para a personagem Mia, porém Paloma Bernardi acabou sendo escolhida.[25]

Nikolas Antunes passou nos testes para interpretar Diogo, um rapaz mais jovem que viveria um romance com Tereza (Lília Cabral), porém o personagem acabou sendo cortado da sinopse e nunca entrou na trama, sendo substituído pelo personagem Jean-Marie Clinton, interpretado por Jean Pierre Noher.[26][27][28]

Larissa Queiroz, que interpretaria uma personagem chamada Gilda, também foi cortada antes mesmo de gravar qualquer cena.[27]Débora Nascimento havia sido escalada originalmente para interpretar a modelo Roberta, outra rival da protagonista Helena (Taís Araújo), onde a atriz chegou a viajar para Jerusalém para gravar as primeiras cenas da personagem junto com os outros atores, porém a personagem também foi cortada da trama sem explicações.[29]

Audiência[editar | editar código-fonte]

Viver a Vida estreou com 43 pontos, representando um aumento de seis em comparação com a estreia da novela anterior, Caminho das Índias.[30] A novela fechou a primeira semana de exibição com média de 37 pontos, o melhor início de uma novela do horário desde 2006, com Páginas da Vida, também de Manoel Carlos[31][32] .

Durante sua exibição, porém, a trama teve uma audiência inconstante. Em 21 de outubro de 2009 chegou a marcar 35 pontos, menos que a "novela das sete" Caras e Bocas, que no mesmo dia teve 36[33].

Seu último capítulo marcou o recorde da telenovela ao alcançar uma média de 47 pontos com picos de 52 e 71% de participação.[34]

Viver a Vida teve uma média geral de 36 pontos, dois a menos que Caminho das Índias, se tornando a "novela das oito" de menor audiência da história até então – posto que ficou para Passione meses depois, que acumulou 35.[35] Na ocasião a Folha de S.Paulo notou que a queda gradativa de audiência desde Senhora do Destino, em 2005, não devia-se propriamente às histórias das novelas, mas sim à popularização da internet, que não só apresentava conteúdo mais relevante para os jovens no horário, como também permitia assistir os capítulos online em qualquer dia ou horário.[35] Foi a telenovela recordista da história da TV Globo de renda atraída por publicidade, tanto inseridas no contexto da trama, quanto patrocinadores nos intervalos comerciais.[35]

Reprise[editar | editar código-fonte]

Será reexibida na integra pelo canal de TV por assinatura Viva a partir de 22 de julho de 2024, substituindo América às 22h50, com reprises às 13h50 e maratona aos domingos a partir das 19h.[36]

Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

Nacional 1[editar | editar código-fonte]

Viver a Vida - Nacional
Viver a Vida (telenovela)
Trilha sonora de Vários artistas
Lançamento 2009
Gênero(s) Trilha Sonora
Idioma(s) Português
Formato(s) CD, download digital
Gravadora(s) Som Livre

Capa: Taís Araújo como Helena

N.º TítuloMúsicaPersonagem Duração
1. "A Mulher Que Eu Amo"  Roberto CarlosHelena e Marcos 04:07
2. "Até o Fim"  Maria BethâniaAriane 02:38
3. "Mar e Sol"  Gal CostaHelena 05:29
4. "Sei Lá (A Vida Tem Sempre Razão)"  Tom Jobim & Miúcha Part. Esp.: Chico BuarqueAbertura 02:30
5. "Shimbalaiê"  Maria GadúDora e Rafaela 03:18
6. "Esconderijo"  Ana CañasSandra 04:47
7. "Migalhas"  SimoneRenata 03:52
8. "Gostava Tanto de Você"  Tânia MaraTeresa 03:19
9. "Deve Ser"  Jorge VercilloBruno e Helena 04:14
10. "Gospel"  Raul SeixasMiguel 02:17
11. "Caminhos Cruzados"  Milton Nascimento & Jobim TrioBetina 04:55
12. "Sucedeu Assim"  Tom JobimMarcos 02:30
13. "Vem Pra Cá"  Papas da LínguaPaixão 04:05
14. "Partido Alto"  Cássia EllerSandra e Benê 03:03
15. "Pra Ser Amor (Ao Vivo)"  Ricky VallenFlávio 03:33
16. "Faça Um Pedido"  DaltoGustavo 03:19
17. "Chica Chica Boom Chic"  Bebel Gilberto & Carlinhos BrownMalu 03:01
18. "Baby de Babylon"  Lulu Santos  03:28

Nacional 2[editar | editar código-fonte]

Viver a Vida - Nacional 2
Viver a Vida (telenovela)
Trilha sonora de Vários artistas
Lançamento 2010
Gênero(s) Trilha Sonora
Idioma(s) Português e Inglês
Formato(s) CD, download digital
Gravadora(s) Som Livre

Capa: Mateus Solano como Jorge e Miguel

N.º TítuloMúsicaPersonagem Duração
1. "Mais Alguém"  Roberta Sá  03:57
2. "O Último Pôr do Sol"  LenineLocação: "Búzios" 03:49
3. "Vem Ver"  TamyDora 04:42
4. "The Man I Love"  Caetano VelosoHelena e Marcos 04:06
5. "Presente-Passado"  Isabella TavianiRenata e Miguel 04:01
6. "Somewhere Over The Rainbow"  Melody Gardot  04:30
7. "I Go, I Go"  Léo MaiaIsabel 04:13
8. "A Próxima Vez"  PlaymobilleClarisse 04:03
9. "Meu Pedaço de Saudade"  Vanessa Falabella  03:30
10. "Too Marvelous For Words"  Diana Krall  04:03
11. "Makin' Whoopee"  Louis Armstrong  03:55
12. "Fotografia"  Mariana de Moraes  04:44
13. "Nova Ilusão"  Joyce MorenoEdith e Ronaldo 02:33
14. "Jogo Sujo"  Erasmo CarlosLeandro 03:58

Internacional[editar | editar código-fonte]

Viver a Vida - Internacional
Viver a Vida (telenovela)
Trilha sonora de Vários artistas
Lançamento Outubro de 2009
Gênero(s) Trilha Sonora
Idioma(s) Inglês e Espanhol
Formato(s) CD, download digital
Gravadora(s) Som Livre

Capa: Thiago Lacerda como Bruno

N.º TítuloMúsicaPersonagem Duração
1. "Falling For You"  Colbie CaillatLuciana 03:36
2. "22"  Lily Allen  03:05
3. "I Wanna Know What Love Is"  Mariah CareyLuciana, Jorge e Miguel 03:36
4. "Hush Hush Hush Hush"  Pussycat DollsFestas 04:11
5. "Did It Again"  Shakira  03:11
6. "Heroes & Saints"  Nikolaj GrandjeanBruno 04:42
7. "Lost Inside Your Heart"  Marina Elali e Jon SecadaMia 03:55
8. "I Look To You"  Whitney HoustonLuciana e Miguel 04:25
9. "Head Over Heels"  Alain ClarkEllen e Ricardo 03:17
10. "Do For Love"  Sabrina StarkeRenata 03:30
11. "Let Go"  Mia RoseFestas 03:20
12. "Tu Es Ma Came"  Carla BruniAlice 03:03
13. "My Girl"  Tiago IorcJorge e Luciana 03:29
14. "What The World Need Now Is Love"  TrainchaHelena 03:58
15. "La Llave de Mi Corazón"  Juan Luis GuerraLocação: "Búzios" 03:16

Lounge[editar | editar código-fonte]

Viver a Vida - Lounge
Viver a Vida (telenovela)
Trilha sonora de Vários artistas
Lançamento 2009
Gênero(s) Trilha Sonora
Idioma(s) Inglês e Espanhol
Formato(s) CD, download digital
Gravadora(s) Som Livre

Capa: Alinne Moraes como Luciana

N.º TítuloMúsicaPersonagem Duração
1. "Dante's Prayer"  Loreena McKennitBruno e Helena 04:49
2. "Wish You Were Here"  Bliss  06:22
3. "Uninvited"  Freemasons Feat. Bailey TzukeLocação: "Rio de Janeiro" 03:16
4. "King of Rome"  Pet Shop Boys  05:30
5. "How Many Loves"  Naomi  03:44
6. "My Funny Valentine"  Living Theater Feat. P. MelasDora e Marcos 06:18
7. "Message From The Universe"  Yves CoignetSandra 05:01
8. "Surround Me With Your Love"  3-11 PorterMarcos 04:16
9. "Lover's House"  City Reverb  04:54
10. "A New Planisphere"  Al-pha-x  06:06
11. "Horizon"  Paul Schwartz  04:16
12. "For You To See"  Markus Enochson Feat. MasayaAlice 05:56
13. "Schwere Träume"  Sarah Birmingham  03:20
14. "Pyramid"  Yves Coignet  04:11
15. "Gymnopedies 1"  Natasha Marsh  03:32
16. "Lascia"  Paul Schwartz  03:43
17. "Señorita Bonita"  Tape FiveLuciana 03:46

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Troféu Raça Negra (2009)

Top Of Business (2010)

Super Cap de Ouro

Prêmio TV Press (2009)

Melhores Do Ano - Domingão Do Faustão (2009):

Prêmio Contigo! de TV (2009)

Troféu Imprensa (2010):

Prêmio Melhores da Revista da TV - O Globo

3° Prêmio Quem Acontece (2009):

Prêmio Faz Diferença (2009)

Prémio Tudo De Bom - Jornal O Dia (2010)

Meus Prêmios Nick (2010)

Prêmio UOL e PopTevê de Televisão (2009)

Melhores e Piores - IG (2009)

Prêmio Cariocas do Ano (2010)

Arte Prêmio Qualidade Brasil (2010)

Prêmio Minha Novela

Melhores do ano - site "MdeMulher" (Ed. Abril)

Prêmio Extra de Televisão (2010)

4° Prêmio Quem Acontece (2010)

Prémio Emmy Internacional

Referências

  1. «Seize the Day: because life is worth living.». Estados Unidos: TV Globo Internacional. Consultado em 5 de fevereiro de 2024 
  2. a b c «Viver a Vida (2009)». Teledramaturgia. Consultado em 27 de outubro de 2016 
  3. a b Memória Globo. «Viver a Vida». Consultado em 14 de maio de 2010 
  4. «"Ela parecia 'porra louca', mas não era não", diz autor sobre Maysa». Terra. Consultado em 10 de fevereiro de 2019 
  5. «'Viver a Vida' começa a ser gravada em Jerusalém». Terra. 29 de maio de 2009. Consultado em 23 de julho de 2017 
  6. «Terminam as gravações internacionais da novela "Viver a Vida"». Folha Ilustrada. 3 de julho de 2009. Consultado em 23 de julho de 2017 
  7. «Luciana sofre um acidente de ônibus em "Viver a Vida"». Folha Ilustrada. 3 de novembro de 2009. Consultado em 23 de julho de 2017 
  8. Redação Na Telinha (9 de junho de 2009). «Confira com exclusividade o elenco de Viver a Vida». Na Telinha. Consultado em 1 de julho de 2010 
  9. EGO, Juliana Maselli Do; Rio, no. «Cecília Dassi deixa de lado a carreira de atriz pela Psicologia: 'Apaixonada'» 
  10. Moreira, Paulo Ricardo (20 de maio de 2009). «Elenco da próxima novela de Manoel Carlos embarca para Jerusalém». Jornal do Brasil. Consultado em 1 de julho de 2010 
  11. «Matthew McConaughey é noveleiro e fã de Mateus Solano | E! Online Brasil». E! Online Brasil 
  12. «Manoel Carlos quer Taís Araújo como Helena em sua próxima novela». UOL. 25 de setembro de 2008. Consultado em 23 de julho de 2017 
  13. «Público critica atuação de Taís Araújo na novela das oito». Extra. 15 de outubro de 2009. Consultado em 10 de fevereiro de 2019 
  14. «AUTOR NEGA QUE REJEIÇÃO À HELENA, EM VIVER A VIDA, SEJA RACIAL». Claudia. Consultado em 10 de fevereiro de 2019 
  15. «'Viver a vida': Com Lu, Alinne Moraes roubou o posto de protagonista». Extra. 13 de maio de 2010. Consultado em 10 de fevereiro de 2019 
  16. «Klara Castanho, de 8 anos, será vilã em 'Viver a vida'». Extra. 27 de agosto de 2009. Consultado em 23 de julho de 2017 
  17. «Ministério Público notifica autor de "Viver a Vida" por menina vilã». Folha Ilustrada. 7 de outubro de 2009. Consultado em 23 de julho de 2017 
  18. «Nova novela de Manoel Carlos repete personagens e atores de "Da Cor do Pecado"». UOL. 29 de março de 2009. Consultado em 5 de junho de 2020 
  19. «Giovanna Antonelli se surpreende ao saber que mulheres aprovam Dora, de "Viver a Vida"». UOL. 1 de fevereiro de 2010. Consultado em 5 de junho de 2020 
  20. a b «Viver a Vida: Fernanda Vasconcellos não fala nadinha». Estrelando. Consultado em 10 de fevereiro de 2019 
  21. «Alinne Moraes viverá deficiente em novela de Manoel Carlos, diz jornal». O Tempo. 20 de abril de 2009. Consultado em 10 de fevereiro de 2019 
  22. «Canal Zap: ator de "Maysa" estará na nova novela de Manoel Carlos». UOL. 23 de janeiro de 2009. Consultado em 10 de fevereiro de 2019 
  23. «Grazi Massafera está fora de Viver a Vida». Clic RBS. Consultado em 10 de fevereiro de 2019 
  24. «Manoel Carlos quer Taís Araújo e Lázaro Ramos na mesma novela». Revista Quem. Consultado em 10 de fevereiro de 2019 
  25. a b «No ar como a sofrida Paixão de 'Viver a vida', a paulistana Priscila Sol mostra que é o oposto de sua personagem». Extra. 6 de dezembro de 2009. Consultado em 10 de fevereiro de 2019 
  26. «Nikolas Antunes é o gato de Lília Cabral em 'Viver a vida'». Extra. 19 de outubro de 2009. Consultado em 21 de maio de 2018 
  27. a b «Os personagens sumidos de Viver a Vida». Clic RBS. Consultado em 10 de fevereiro de 2019. Arquivado do original em 22 de junho de 2013 
  28. «Rede TV! comemora furo de reportagem». Folha de São Paulo. 4 de março de 2010. Consultado em 17 de maio de 2024 
  29. Redação Terra (10 de maio de 2010). «Veja os atores escalados que ficaram de fora de 'Viver a Vida'». Terra Notícias. Consultado em 1 de julho de 2010. Arquivado do original em 13 de maio de 2010 
  30. «'Viver a Vida' estreia com audiência superior a 'Caminho das Índias'». Área Vip. 15 de setembro de 2009. Consultado em 26 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 17 de maio de 2024 
  31. Jardim, Lauro (21 de setembro de 2009). «Bom início». Revista Veja Online. Consultado em 1 de julho de 2010. Arquivado do original em 1 de janeiro de 2010 
  32. «Viver a Vida». Direção Geral de Comercialização. Consultado em 24 de abril de 2011 
  33. «Ibope: Caras & Bocas supera Viver a Vida». Estrelando. 23 de outubro de 2009. Consultado em 17 de maio de 2024 
  34. «Viver a Vida: Trama fecha com recorde de audiência». Estrelando. 17 de maio de 2010. Consultado em 1 de abril de 2016 
  35. a b c «"Viver a Vida" tem pior audiência da década e recorde de merchandising». Folha. 9 de maio de 2010. Consultado em 17 de maio de 2024 
  36. «Canal Viva define qual novela ocupará a faixa de 'América' a partir de julho». O Globo. 14 de maio de 2024. Consultado em 14 de maio de 2024 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]