Vladimir Korolenko

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Vladimir Korolenko
Vladimir Korolenko
Nascimento 27 de julho de 1853
Jitomir, Ucrânia
Morte 25 de dezembro de 1921 (68 anos)
Poltava, Ucrânia
Nacionalidade  Império Russo

 União Soviética (República Socialista Soviética da Ucrânia)

Ocupação Contista, jornalista e ativista dos direitos humanos

Vladimir Galaktionovich Korolenko (Em Russo: Владимир Галактионович Короленко Ucraniano: Володимир Галактіонович Короленко; Jitomir, 27 de julho de 1853 - Poltava, 25 de dezembro de 1921) foi um contista, jornalista e ativista dos direitos humanos russo e ucraniano. Seus escritos são conhecidos por sua secura, devida em grande parte à sua experiência de exilado na Sibéria. Grande crítico do regime Czarista, também foi crítico mordaz dos bolcheviques, em seus últimos anos.

Obras[editar | editar código-fonte]

As principais obras de Korolenko são:

  • Son Makara (1885);
  • O Músico Cego - no original Slepoi Muzykant (1886);
  • Em má companhia - no originalV durnom obshchestve (1885) (1916);
  • Les Shumit (1916);
  • Reka igraet (1892) ;
  • Za Ikonoi;
  • Bez Yazyka (1895) ;
  • Mgnovenie (1900) ;
  • Siberian Tales (1901);
  • Istoria moego sovremmenika
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Vladimir Korolenko
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.