Volkswagen Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Volkswagen do Brasil)
Ir para: navegação, pesquisa
Volkswagen Brasil
Razão social Volkswagen do Brasil Ltda.
Tipo Empresa de capital fechado
Slogan Inspirada na sua vida
Indústria Automobilística
Gênero Subsidiária
Fundação 1953 (64 anos)
Sede São Bernardo do Campo,  São Paulo,  Brasil
Área(s) servida(s) Em todo o Brasil.
Locais São Paulo: São Carlos e Taubaté e no  Paraná: São José dos Pinhais
Proprietário(s) Grupo Volkswagen (Volkswagen AG)
Presidente David Powells
Empregados 22,500 (2013)
Produtos automóveis
Subsidiárias Audi Senna
Website oficial www.vw.com.br
Quarta geração do Golf (modelo City Golf) destinado ao mercado canadense

Volkswagen Brasil é uma empresa automobilística brasileira. Foi fundada em 1953 e é uma subsidiária da Volkswagen AG.

Após a República Popular da China, o Brasil é o país onde a Volkswagen tem a maior presença mundial fora da Alemanha. As suas origens remontam a 1950 a partir da ideia de Heinz Nordhoff, então presidente da Volkswagen na Alemanha, de expandir seus mercados para novos países.

Durante a sua existência, a Volkswagen do Brasil tem desenvolvido modelos próprios e variantes adequadas para diversos mercados na América Latina e África, substituindo ou complementando modelos projetados para a Europa.

A empresa ocupa uma posição estratégica a nível mundial dentro da organização da Volkswagen por ser encarregada da produção do Fox para todos os mercados no mundo em que este modelo está presente. A empresa também produziu para o Canadá e para diversos mercados na América Central e do Sul a quarta geração do Golf e atualmente esta produzindo a sétima geração do Golf.

A Volkswagen do Brasil possui quatro fábricas no Brasil: São Bernardo do Campo (SP), São Carlos (SP), São José dos Pinhais (PR) e Taubaté (SP). .

Presidentes[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Volkswagen Brasil
  • Friedrich Schultz-Wenk foi o primeiro presidente da marca no país, e presidiu à Volkswagen de 1953 à 1969, foi responsável pela implantação da marca no país, desde o galpão alugado do bairro do Ipiranga, e os primeiros veículos montados com peças importadas, onde sua meta era alcançar uma produção diária de 150 veículos, até assistir à produção de 800 carros por dia, em 1969. Sob seu comando a Volkswagen fabricou 850 mil veículos.
  • Rudolph Leiding foi presidente da VWB de 1969 a 1973, e responsável pelo aval na criação de diversos lançamentos como a Brasília em 1973, do SP1 e SP2 em 1972,
  • Wolfgang Sauer foi presidente da VWB de 1973 a 1987, e responsável por trazer ao país diversos lançamentos como o Passat em 21/06/1974, e responsável pelo aval na criação do Gol, entre outros.
  • Noel Philips, 1986 a 1992
  • Pierre Alain de Smedt, 1992 a 1997
  • Herbert Humel Demel, 1997 a 2002
  • Paul Fleming, 43 anos, presidiu 14 meses (2002 a 2004). Na estrutura mundial da companhia, respondeu a Peter Hartz, diretor mundial de Recursos Humanos e responsável pela região que abrange África do Sul e América do Sul.
  • Hans-Christian Maergner, 58 anos, foi diretor executivo da montadora na África do Sul, presidiu do início de 2004 a 2006 aposentando-se. Trabalhou na Volkswagen desde 1969, inicialmente na fábrica de Kassel e posteriormente na sede mundial em Wolfsburg. Em 1998, assumiu o cargo de Diretor Executivo da companhia na África do Sul em meio a prejuízos. Em 2000, já comemorava a volta dos resultados positivos e a posição de maior exportadora de veículos daquele país. Na sua gestão, a montadora dobrou a produção na fábrica local de Uitenhage.
  • Thomas Schmall, 47 anos, foi presidente e estava no cargo desde 2006 a 2014, foi presidente do conselho de administração da VW Eslováquia, dirigiu a fábrica de São José dos Pinhais (Paraná) de 2000 a 2003.
  • Atualmente o presidente da companhia é David Powells[quando?].

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Volkswagen Brasil