Volta Independência Nacional

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Volta Independência Nacional
Vuelta Independencia
Generalidades
Data Última semana de fevereiro
Desporto ciclismo
Criação 1979
Organizador(es) Federação Dominicana de Ciclismo
Edição 40.ª (a 2019)
Categoria UCI America Tour 2.2
(2008-2012)
(2014-2017)
(2019-)
Nacional
2013, 2018
Tipo / Formato Cycling (road) pictogram.svg Ciclismo de estrada
Local(ais) República Dominicana
Participantes Profissionais Continentais
Continentais
Selecções Nacionais
Equipas Aficionadas
Disciplina Ciclismo de estrada
Palmarés
Maiores vitoriosos República Dominicana Ismael Sánchez (3)
Último vencedor Colômbia Robinson Chalapud (2019)

A Volta à Independência Nacional é uma carreira ciclista por etapas disputada na República Dominicana na última semana de fevereiro com motivo do festejo da independência de dito país (27 de fevereiro de 1844).

A sua primeira edição teve lugar em 1979 e foi vencida pelo mexicano Bernardo Cólex. O ciclista com mais edições vencidas é o dominicano Ismael Sánchez com 3 vitórias. A carreira tem feito parte do UCI America Tour desde a edição 2008 a 2012, desde 2014 a 2017 e desde 2019 e tem sido um evento de categoria nacional nas edições 2013 e 2018.

Palmarés[editar | editar código-fonte]

Wikidata-logo S.svgAnoVencedorSegundoTerceiro
1979MEX Bernardo ColexDOM Luis BuenoMEX Marco Antonio López
1980VEN Justo GalavizBRA Gilson AlvaristoVEN Juan Arroyo
1981USA Dale StetinaGBR Russell HarringtonVEN Antonio Uzcategui
1982COL José Antonio Agudelo GómezDOM Juan Luis RodríguezCOL Raúl Acosta
1983MEX Salvador RiosMEX Bernardo ColexUSA Tony Chanystein
1984COL José Antonio Agudelo Gómez
1985COL Gustavo PardoDOM Teodoro SosaDOM Pastor Ortiz
1986COL Ángel Noé AlayónVEN Samuel VillamizarDOM Rafael Díaz
1987DOM Marino GarcíaDOM Teodoro SosaDOM Wilfredo Tadeo
1988DOM Marino GarcíaESP Manuel PrietoVEN Robinson Merchán
1989VEN José LindarteVEN Mario MedinaVEN José L. Torres
1990VEN Fernando Correa VEN Mario MedinaVEN José Lindarte
1991COL José Vicente ÁvilaCOL José Dario HernándezDOM Alberto Cruz
1992COL Omar TrompaCOL Henry OrtizCOL Julio César Aguirre
1993VEN Oscar MendozaVEN Luis Barroso GómezCUB Roger Bordavere
1994
edição não realizada
1995CUB Eliecer ValdésCUB Iodis TavárezCUB Osmani Álvarez
1996GER Frank AgustinUSA Matt RobinsDOM Iván Meneses
1997GER Eurico ParlscheGER Rolf LuberDOM Wendy Cruz
1998VEN Robinson MerchánVEN Omar PumarGER Jürgen Werner
1999VEN Tommy AlcedoCUB Nibaldo EnríquezGER Enrico Poitschke
2000VEN Alexis MéndezCOL José IbáñezCOL Julio César Rangel
2001VEN Manuel GuevaraGER Heiko SzonnCOL Guillermo Chaparro
2002KAZ Maxim IglinskyDOM Branley NuñezCOL Julio César Rangel
2003COL Gregorio LadinoCOL Juan Antonio BarreroCOL Edilberto Suárez
2004KAZ Maxim IglinskyMEX Carlos Manuel Hernández SantanaCOL Rafael Infantino
2005KAZ Andrey MizourovVEN Carlos José OchoaDOM Ismael Sánchez
2006VEN Richard OchoaUSA Chris FrederickDOM Jorge Luis Pérez
2007COL Jairo PérezVEN Miguel UbetoSRB Predrag Prokić
2008VEN Carlos José OchoaDOM Augusto Sánchez BerigueteDOM Ismael Sánchez
2009CHI Luís Fernando SepúlvedaDOM Wendy CruzDOM Rafael Merán
2010DOM Augusto Sánchez BerigueteCAN Bruno LangloisKAZ Arman Kamyshev
2011VEN Tomás GilVEN Manuel MedinaVEN Carlos José Ochoa[1]
2012DOM Ismael SánchezCOL Róbigzon OyolaCOL Edward Beltrán
2013COL Edwin SánchezCOL Óscar PachónCAN Bruno Langlois
2014COL Edwin SánchezCAN Rob BrittonCOL Pedro Nelson Torres
2015COL Róbigzon OyolaCOL Stiber OrtizUSA Chris Butler
2016DOM Ismael SánchezCOL Diego OchoaARG Sergio Godoy
2017DOM Ismael SánchezDOM Adderlyn CruzVEN Anderson Paredes
2018DOM Augusto Sánchez BerigueteDOM Diego MilánDOM Adderlyn Cruz
2019COL Robinson ChalapudESP Óscar SevillaCOL Cristhian Montoya
2020DOM Ismael SánchezVEN Clever MartínezUSA Colin Patterson
2021VEN Yurgen RamírezVEN Franklin ChacónDOM Geovanny García

Nota: Na edição 2011, o ciclista Marco Arriagada foi inicialmente terceiro, mas em abril do mesmo ano foi suspenso por 4 anos por violação às regras antidopagem ao dar positivo por estanozolol em amostras tomadas tanto na Volta Ciclista de Chile de 2011 como na Volta Independência Nacional de 2011 e assim mesmo, lhe foram anulados os resultados obtidos em ambas provas.[2]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Mais vitórias gerais[editar | editar código-fonte]

Ciclista Vitórias Anos
República Dominicana Ismael Sánchez 3 2012, 2016, 2017
Colômbia Antonio Agudelo 2 1982, 1984
República Dominicana Marinho García 2 1987, 1988
Cazaquistão Maxim Iglinskiy 2 2002, 2004
Colômbia Edwin Sánchez 2 2013, 2014
República Dominicana Augusto Sánchez 2 2010, 2018

Palmarés por países[editar | editar código-fonte]

País Vitórias 2.º lugar 3.º lugar Total
 Colômbia 11 8 9 28
 Venezuela 11 8 6 25
República Dominicana 7 9 11 27
Cazaquistão 3 0 1 4
 Alemanha 2 2 2 6
 México 2 2 1 5
 Cuba 1 2 2 5
 Estados Unidos 1 2 2 5
 Chile 1 0 1 2
 Canadá 0 2 1 3
 Brasil 0 1 0 1
 Reino Unido 0 1 0 1
Flag of Spain.svg Espanha 0 1 0 1
 Sérvia 0 0 1 1
 Argentina 0 0 1 1
0 1 1 2

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. (es) Marco Arriagada recibió suspensión de cuatro años por doping, latercera.com. Retrieved 14 julho 2011.
  2. «Marco Arriagada recebeu suspensão de quatro anos por doping». latercera.com. 14 de julho de 2011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]