Volume de distribuição

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Volume de distribuição (VD) , também conhecido como volume aparente de distribuição, é um termo usado farmacologicamente para quantificar a distribuição de uma droga pelo corpo após administração oral ou parenteral. É definido como o volume no qual uma determinada quantidade de droga precisaria ser uniformemente distribuída para produzir a concentração sanguínea observada.

O volume de distribuição pode estar aumentado por insuficiência renal (devido a retenção de fluidos) e insuficiência hepática (devido ao fluido corporal alterado e ligação a proteínas plasmáticas). Desta maneira, também pode estar diminuído na desidratação.

Equações[editar | editar código-fonte]

O volume de distribuição é calculado a partir da seguinte equação:

Desta maneira, se for conhecido o VD da droga, pode-se determinar a dose necessária para gerar uma determinada concentração plasmática. O VD não é um volume real; é mais um índice de como a droga irá se distribuir por todo o corpo de acordo com diversas propriedades fisicoquímicas, como solubilidade, carga, tamanho, etc.

A unidade para o volume de distribuição é geralmente (ml ou litro)/kg de peso corporal.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

Droga VD Comentários
Varfarina 8L Reflete um alto grau de ligação a proteínas plasmáticas.
Teofilina, Etanol 30L Representa distribuição em toda a água corporal.
Cloroquina 15000L Demonstra moléculas altamente lipofílicas que se inserem na gordura corporal total.
NXY-059 8L Molécula hidrofílica altamente carregada.