Voo British Airways 5390

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Um BAC 1-11 no Imperial War Museum Duxford, 2008.

O voo British Airways 5390 correspondia a uma rota aérea entre Birmigham e Málaga, em Espanha. Tratava-se de uma rota sazonal de verão; os passageiros eram em sua maioria ingleses que iam passar férias no sul da Espanha. Em 10 de junho de 1990, uma janela do para-brisas do BAC 1-11 se soltou, sugando o capitão Tim Lancaster parcialmente para fora da aeronave. Um membro da tripulação de cabine e um comissário de bordo agarram as pernas do piloto, mas mesmo com dois homens fazendo força, a pressão da altitude era mais fort,e e não conseguiram trazer o comandante de volta para dentro da aeronave. O co-piloto fez um pouso de emergência no aeroporto de Southampton. O capitão ainda estava vivo, mesmo depois de voar com a cabeça fora da cabine durante 21 minutos, exposto a ventos de 600 km/h e temperaturas abaixo de 50 graus negativos; tendo sido hospitalizado com fraturas nos braços e queimaduras no rosto devido aos ventos fortes e às baixas temperaturas. O acidente foi causado por imprudência do mecânico ao instalar parafusos de tamanho incorreto (0.6 milímetros mais estreitos do que os originais) no para-brisas durante trabalhos de manutenção. Felizmente não houve mortos neste acidente.

Weblinks[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um acidente aéreo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.