Voo Cubana de Aviación 455

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Voo Cubana de Aviación 455
Acidente aéreo
Cubana Flight 455 Memorial em Bridgetown, Barbados
Sumário
Data 6 de outubro de 1976
Causa Atentado terrorista
Local 8 km a oeste do Aeroporto Internacional Grantley Adams, Bridgetown, Barbados
Coordenadas 13° 05′ N 59° 24′ W
Origem Georgetown, Guiana
Escala Bridgetown, Barbados
Destino Havana, Cuba
Passageiros 68
Tripulantes 5
Mortos 73 (todos)
Sobreviventes 0
Aeronave
Modelo Douglas DC-8
Operador Cubana de Aviación

Em 6 de outubro de 1976 duas bombas explodiram a bordo de um avião da Cubana de Aviación, no voo 455, causando a morte de 73 pessoas, a maioria integrante da equipe juvenil cubana de esgrima, que retornava da Venezuela após receber a maioria de medalhas de ouro em um campeonato naquele país.[1][2][3][4] O voo 455 da companhia Cubana de Aviación fazia o trajeto Barbados-Jamaica. Do total de 73 vítimas, 57 eram cubanas, 11 guianenses e 5 norte-coreanas.[5] A organização National Security Archive, que tem como objetivo tornar públicos documentos secretos do Governo americano, afirmou que este é o momento de o Governo ser honesto sobre o passado de Luis Posada Carriles e seu envolvimento com o terrorismo internacional. Suas vítimas, o público e os tribunais têm o direito de saber. Entre os documentos divulgados pelo National Security Archive estão incluídas as declarações dos policiais de Trinidad e Tobago que interrogaram dois venezuelanos condenados em 1986 por colocar as bombas que destruíram a aeronave. Segundo o interrogatório, a primeira ligação que os acusados fizeram após o ataque foi para o escritório da companhia de segurança de Luis Posada Carriles. Segundo o interrogatório, o explosivo que destruiu o avião foi colocado em um tubo de pasta dental.[6]

Documento do FBI

Referências

  1. «Os Cinco Heróis». 27 de fevereiro de 2013. Consultado em 13 de janeiro de 2015 
  2. «Cubana de Aviación vôo 455». Enciclopédia livre. Consultado em 8 de março de 2015 
  3. «Cubana vôo 455». Dicionário Online. Consultado em 8 de março de 2015 
  4. «38 anos depois de atentado terrorista contra avião cubano, principal acusado continua livre nos EUA». Agência de Informação Frei Tito para América Latina. 8 de outubro de 2014. Consultado em 8 de março de 2015 
  5. «Morre Orlando Bosch, acusado de derrubar avião cubano em 1976». Opera Mundi. 28 de abril de 2011. Consultado em 8 de março de 2015 
  6. «Documentos revelam dados sobre atentado contra Cubana de Aviación». G1. 6 de outubro de 2006. Consultado em 8 de março de 2015