Votorantim Siderurgia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde maio de 2015).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Votorantim Siderurgia
Empresa de capital fechado
Atividade Siderurgia
Gênero Privada
Subsidiária
Fundação 2008 (11 anos)
Sede  São Paulo,  Brasil
Proprietário(s) Grupo Votorantim
Pessoas-chave Carlos Rotella (CEO)
Empregados 5,390
Produtos Aço, Ferro, Carvão
Subsidiárias Acerías Paz del Río
Website oficial www.vsiderurgia.com.br


Votorantim Siderurgia

Com operações em três países, capacidade de produção de 2,7 milhões de toneladas de aço por ano e mais de 5 mil funcionários, a Votorantim Siderurgia integra o Grupo Votorantim e é uma importante empresa do mercado siderúrgico brasileiro, responsável pela produção e comercialização de aços longos para os segmentos de construção civil e construção mecânica.

No Brasil, a VS possui três usinas siderúrgicas em operação, localizadas em Barra Mansa (RJ), Resende (RJ) e Três Lagoas (MS). Esta última é uma joint venture entre a VS e o empresário Alexandre Grendene. Para garantir o escoamento de seus produtos, a empresa também conta com filiais e escritórios de vendas estrategicamente localizados por todo Brasil, além de manter florestas de eucalipto para a produção de carvão vegetal que contribuem com a ecoeficiência no processo de produção. Como parte da verticalização de seu negócio, a empresa conta com um alto forno no município de Curvelo (MG) para produção de ferro-gusa, matéria-prima para suas operações nas Unidades do Sul Fluminense. No exterior, possui o controle acionário da única siderúrgica integrada da Colômbia, a PazdelRío, e da segunda maior produtora de aços longos da Argentina, a AcerBrag.

A diversificação dos produtos, a força da marca Votoraço e a qualidade em seus processos de atendimento aos clientes são alguns dos diferenciais da VS, que possui lugar de destaque no mercado brasileiro. Entre os produtos fabricados estão os vergalhões para concreto armado, arames, cantoneiras, perfis, telas, treliças e fio-máquina de aço carbono destinado à trefilação e laminação a frio.

Seguir um modelo de desenvolvimento sustentável, que respeite as pessoas e o meio ambiente, é um dos compromissos da Votorantim Siderurgia, que busca o pioneirismo na adoção de novas tecnologias alinhadas ao conceito de sustentabilidade.

Construção Civil[editar | editar código-fonte]

VOTORAÇO VS 50: Fabricados por laminação a quente, com superfície nervurada que garante alta aderência ao concreto. São fornecidos na forma de bobinas de 2 t (em bitolas de até 16,00mm), barras retas em feixes de 2 t. A marca VOTORAÇO foi a primeira no Brasil a obter o Certificado da Marca de Conformidade ABNT para a norma ABNT NBR 7480, homologada pelo INMETRO.

VOTORAÇO VS 60: Fabricados por laminação a frio, com superfície nervurada. São fornecidos em feixes de barras retas, com peso aproximado de 1 t; em rolos de 170 kg, até o diâmetro de 6,0mm; ou ainda em bobinas de 1,5 t a 3 t. O VOTORAÇO VS 60 é muito aplicado em obras de concreto, além de ser matéria-prima para a fabricação de telas eletrosoldadas, armaduras treliçadas e estribos.

VOTORAÇO VS 25: Obtido por laminação a quente de tarugos de lingotamento contínuo, o VOTORAÇO VS 25 é utilizado em estruturas de concreto armado, armaduras de pré-moldados, ganchos de içamento de peças, barras de transferência para pisos industriais e tirantes, entre outras aplicações.

ARAMES RECOZIDOS: Fabricados com aço de baixo teor de carbono, através da trefilação do fio-máquina com posterior recozimento em fornos de tratamento térmico. Apresentam alto grau de ductibilidade e uma resistência à tração de, no máximo, 42 kgf/mm². Utilizados principalmente para fixação de vergalhões em armaduras de concreto armado. São fornecidos em rolos de aproximadamente 1kg (BWG 18), 30 kg (BWG 16 e 18), 50 kg (BWG 14, 12 e 10) e 200kg (BWG 18, 16, 14, 12 e 8).

TELAS ELETROSOLDADAS: Armaduras pré-fabricadas em forma de rede de malhas, constituídas de fios de aço longitudinais e transversais, sobrepostos e soldados em todos os pontos de contato (nós), por resistência elétrica (caldeamento). São produzidas a partir do aço VOTORAÇO VS 60 e são destinadas principalmente para armaduras de concreto. As telas não padronizadas, ou especiais, são produzidas com características específicas, levando-se em conta as necessidades do projeto.

ARMADURAS TRELIÇADAS ELETROSOLDADAS: São estruturas obtidas a partir da eletrofusão do aço VOTORAÇO VS 60 nervurado, que incorporam a tecnologia, a qualidade e a confiabilidade da marca VOTORAÇO. As armaduras treliçadas eletrosoldadas VOTORAÇO permitem substituir, com vantagens, o uso das lajes pré-moldadas comuns e das lajes maciças ou protendidas, racionalizando a execução e organização do canteiro de obras, reduzindo o uso de fôrmas e escoramentos, e evitando perdas de tempo e de material. Podem ser fornecidas em comprimentos de 6m ,7m, 8m, 9m, 10m e 12m.

Construção Mecânica[editar | editar código-fonte]

FIO-MÁQUINA: Produto obtido por laminação a quente com seção transversal circular. Este produto é fornecido em bobinas de 2 t, nos graus de aço 10B06, 1006, 1008, 1010, 1012, 1045,10B45, 10B55 e 1065. Outros graus podem ser fornecidos, mediante consulta. É destinado à trefilação em geral para produção de arames para pregos, grampos, ganchos, arames recozidos e também para aplicação em laminação a frio.

PERFIL U: Produto obtido por laminação a quente com seção transversal em forma de “U”. É fornecido em amarrados de 2 t, nos comprimentos de 6m ou 12m. Estes produtos são utilizados normalmente na construção mecânica em geral, em estruturas metálicas, sinalização rodoviária, máquinas e implementos agrícolas, além de outras aplicações.

PERFIL I: Produto obtido por laminação a quente com seção transversal em forma de “I". É fornecido em amarrados de 2 t, nos comprimentos de 6m ou 12m. Estes produtos são utilizados normalmente na construção mecânica em geral, em estruturas metálicas, sinalização rodoviária, máquinas e implementos agrícolas, além de outras aplicações.

CANTONEIRAS DE ABAS IGUAIS: É fornecido em amarrados de 1 t linha leve, 2 e 4t linha pesada, nos comprimentos de 6m ou 12m. Estes produtos são utilizados normalmente na construção mecânica em geral, em estruturas metálicas, em torres de energia e telecomunicações, máquinas e implementos agrícolas, além de outras aplicações. 


BARRA REDONDA: São Barras Redondas laminadas a quente nos aços 1020 e 1045 com garantias de composição química e de dimensional conforme ABNT NBR 13283. Fornecida em amarrados de 2 t com comprimento de 6m. São apropriadas para aplicação na fabricação de peças por usinagem superficial de desbaste ou de descascamento. Podem ser aplicadas em operações de trefilação a frio para calibração e ajustes de tolerâncias dimensionais.

BARRA CHATA: Produto obtido por laminação a quente com seção transversal retangular. É fornecido em amarrados de 1 t ou 2 t no comprimento de 6m. É utilizado normalmente na construção mecânica em geral, em estruturas metálicas, máquinas e implementos agrícolas, além de outras aplicações.

Linha Obra Fácil[editar | editar código-fonte]

Linha Obra Fácil

A Votorantim Siderurgia também oferece serviços de customização de aço de acordo com as especificações de cada projeto de construção. A entrega de aços sob medida é feita por meio do sistema Obra Fácil, em que a empresa registra todas as linhas do projeto de construção na planta e produz peças de aços longos cortados e dobrados, em diferentes medidas, adequadas à obra do cliente.

Maquinários de ponta garantem a qualidade do material, com processo de corte e dobra que segue as normas para dobramento de vergalhões Votoraço. Enquanto isso, profissionais especializados trabalham de forma integrada com a equipe de execução da obra, garantindo a fabricação de peças para diferentes necessidades das etapas construtivas. Um serviço que racionaliza custos e perdas durante o desenvolvimento da obra, além de auxiliar no cumprimento do cronograma

estabelecido pelos engenheiros.

Referências