Wálter Machado da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Silva
Silva
Machado da Silva com a camisa do Racing Club
Informações pessoais
Nome completo Walter Machado da Silva
Data de nasc. 2 de janeiro de 1940
Local de nasc. Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Falecido em 29 de setembro de 2020 (80 anos)
Local da morte Rio de Janeiro, Brasil
Altura 1,73 m
destro
Apelido Silva Batuta
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Atacante
Clubes profissionais
Anos Clubes
1956–1958
1959
1959–1961
1961–1964
1965–1966
1966–1967
1967
1968–1969
1969
1970–1973
1971
1973
1974
1974
1975
São Paulo
Batatais/SP
Botafogo/SP
Corinthians
Flamengo
Barcelona
Santos
Flamengo
Racing Club
Vasco da Gama
Botafogo
Atlético Rio Negro
Vasco da Gama
Junior Barranquilla
Tiquire Flores
Seleção nacional
1966 Brasil

Walter Machado da Silva, mais conhecido como Silva ou Silva Batuta (Ribeirão Preto, 2 de janeiro de 1940Rio de Janeiro, 29 de setembro de 2020), foi um futebolista brasileiro que atuava como atacante.[1][2][3]

O atacante, que destacou-se e marcou 70 gols em 132 jogos pelo Flamengo, campeão carioca de 1965, foi convocado para a Copa do Mundo de 1966. Pela Seleção Brasileira, participou de 6 jogos e adotou 2 gols.

No Brasil, veio das divisões de base do São Paulo, Batatais e Botafogo de Ribeirão Preto e fez sucesso atuando pelo Corinthians, onde marcou 95 gols em 140 jogos, depois emprestado para o Flamengo, onde se tornou ídolo. Sem dinheiro para comprar o passe, Silva foi para o Barcelona, onde somente participou de amistosos (15 jogos, com 8 gols marcados), por conta das restrições a jogadores estrangeiros; De volta ao Brasil, foi emprestado ao Santos, onde se sagrou campeão paulista de 1967 (7 gols), e novamente ao Flamengo, recebido em êxtase pelo Maracanã.

Após, foi para o Vasco da Gama, participando do título estadual de 1970, que encerrou um jejum cruzmaltino de 12 anos. Marcou 9 gols no Carioca de 1970. Também defendeu o Botafogo, em 1971, o Rio Negro, de Manaus, no Campeonato Brasil de 1973.

Silva também fez sucesso na Argentina, sendo o único brasileiro artilheiro do campeonato metropolitano pelo Racing, em 1969, tendo marcado 14 gols na competição.

Após se aposentar em 1974, virou olheiro do Clube de Regatas do Flamengo. Trabalhava com eventos agendando casamentos, batizados e festa de formatura na Gávea. É formado em Direito. Faleceu no Rio de Janeiro no dia 29 de setembro de 2020 aos 80 anos[4].

Títulos[editar | editar código-fonte]

Flamengo

Santos

Vasco

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Vasco

Referências

  1. Emmanuel do Valle (2 de janeiro de 2020). «Os 80 anos de Silva "Batuta", cigano da bola e ídolo das massas numa era de ouro do futebol brasileiro». Trivela 
  2. «Silva… uma batuta que comandava alegria». Tardes de Pacaembu. 24 de junho de 2013. Consultado em 2 de janeiro de 2020 
  3. «Walter Machado da Silva y el Barça» (em espanhol). Curiosidades del Fútbol. 8 de abril de 2012. Consultado em 2 de janeiro de 2020 
  4. «Ídolo do Flamengo, Silva "Batuta" morre no Rio aos 80 anos». Globoesporte.com. 30 de setembro de 2020. Consultado em 30 de setembro de 2020 
  5. «Elenco 1967 – Santos FC». Acervo Santista. 18 de agosto de 2013. Consultado em 2 de janeiro de 2020 
Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço relacionado ao projeto desporto. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.