Waciny Laredj

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Waciny Laredj
Nascimento 8 de agosto de 1954 (65 anos)
Sidi Bou Jnan, Tremecém
Nacionalidade Argelino
Cônjuge Zineb Laouedj
Filho(s) dois
Ocupação Escritor e académico

Waciny Laredj (Tremecém, Argélia, 8 de agosto de 1954) é um escritor e académico argelino.[1] As suas obras literárias costumam lidar com a turbulenta história do seu país natal, a Argélia. Laredj é casado com a poeta Zineb Laouedj, com quem tem dois filhos.[2][3][4]

Laredj nasceu em Sidi Bou Jnan, na província de Tremecém. Graduou-se em literatura árabe na Universidade da Argel e mais tarde viajou para a Síria para continuar com os seus estudos, com a ajuda de uma bolsa do governo. Na Universidade de Damasco, obteve mais graduações. Depois de terminar os seus estudos Laredj regressou ao seu país natal e assumiu uma posição académica na sua alma mater, a Universidade da Argel. Ele continuou a dar aulas nela até 1994. Depois do despoletar da guerra civil da Argélia nos anos 90, Laredj viu-se forçado a sair do país. Depois de um curto período de tempo na Tunísia, ele mudou-se para a França e juntou-se à Universidade de Paris, onde ensinou literatura árabe.[2][3]

Laredj e a sua mulher têm colaborado numa colecção de literatura africana em francês, intitulada Anthologie de la nouvelle narration africaine.[5] No passado, Laredj produziu alguns trabalhos literários para a televisão argelina; também contribuiu regularmente para uma coluna no jornal argelino El Watan.

Prémios[editar | editar código-fonte]

  • Prémio Katara para nova árabe (2015)
  • Prémio de criação literária árabe (2013)
  • Prémio Feira Internacional do Livro de Argel (2008)
  • Prémio do Sheikh Zayed (2007)[4]
  • Grande Prémio dos livreiros argelinos (2006)
  • Prémio Internacional do romance árabe no Qatar (2005)
  • Prémio da novela argelina (2001)

Obras[editar | editar código-fonte]

  • al-Bawwaba al-Zarqa (O Portão Azul, 1980)
  • Waqa'i min Awja Rajulin Ghamara Sawb al-Bahr (Factos do Sofrimento e um Homem que se Aventurou em Direcção ao Mar, 1981)
  • Waq al-Ahdhiya al-Khashina (O som de sapatos duros, 1981)
  • Ma tabaqqa min Sirat Lakhdar Hamrush (O que resta da biografia de Lakhdar Hamrush, 1982),
  • Nuwwar al-Lawz (Almond Blossoms, 1983)
  • Masra Ahlam Maryam al-Wadi'a (A Morte de Tender Maryam's Dreams, 1984)
  • Asmak al-Barr al-Mutawahhish (O Peixe da Terra Selvagem, 1986)
  • Damir al-Gha'ib (1990)
  • Faji'at al-Layla al-Sabi'a ba'd al-Alf, Raml al-Maya (O Desastre da Sétima Noite depois da Milésima Noite, Raml al-Maya, 1993)
  • La Gardienne des ombres. Don Quichotte à Alger (Protector das Sombras: Don Quixote em Algiers, 1996; Harisat al-Dhilal, Don Quishotte fi’l-Jaza’ir, 1999)
  • Les Miroirs de l’aveugle (Os Espelhos do Homem Cego; Maraya al-Darir, 1998)
  • al-Makhtuta al-Sharqiyya (O Manuscrito Oriental, 2002)
  • Kitab al-Amir: masalik abwab al-hadid (O Livro do Principe: Os caminhos dos portões de madeira, 2004)
  • Al-Bayt al-Andalusi (A Casa Andaluzia, 2011)
  • Mamlakatu al farasha (Reino da Borboleta, 2013)
  • Nissaou Casanova (Mulher Casanova, 2016)

Referências

  1. Gikandi, Simon. Encyclopedia of African Literature (em inglés). Londres: Taylor & Francis. ISBN 978-1-134-58223-5. OCLC 1062304793. Consultado em 13 de dezembro de 2018  Parâmetro desconhecido |paginaa= ignorado (ajuda)
  2. a b «Waciny Laredj, un pont entre deux rives». L'Orient Litteraire 
  3. a b «Waciny Laredj | Arab Thought Foundation». arabthought.org (em inglês). Consultado em 15 de outubro de 2017 
  4. a b «International Prize for Arabic Fiction Profiles: Waciny Laredj». Arabic Literature (in English) (em inglês). 20 de novembro de 2010 
  5. Laredj, Zaynab Laouedj et Waciny (2007). Anthologie de la nouvelle Narration Africaine. al-Ǧazāʾir: [s.n.] ISBN 9789961906989 
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.