Wagashi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Uma seleção de wagashi sendo servida durante uma cerimônia do chá
Sasayamashi Daifukudo
Wagashi servido com chá matcha

Wagashi (和菓子, wa-gashi?) é um confeito tradicional japonês que é geralmente servido com chá, especialmente os tipos feitos de mochi, anko, e frutas. O wagashi é normalmente feito de ingredientes das plantas.[1]

História[editar | editar código-fonte]

No Japão, a palavra para doces, (お菓子, okashi?), originalmente se referia a frutas e amêndoas.[2] A China aprendeu da Índia como produzir açúcar e começou a vendê-lo para o Japão.[2]O comércio aumentou e o açúcar se tornou um tempero comum no final do período Muromachi.[2] Influenciado pela introdução do chá, confeitos chineses e dim sum, a criação do wagashi ocorreu durante o período Edo no Japão.[2]

Tipos[editar | editar código-fonte]

  • Anmitsu: cubos gelatinosos gelados (kanten) com frutas
  • Amanattō: feijão azuki cozido ou outros feijões com açúcar, e seco - amanattō e nattō não estão relacionados, embora os nomes sejam parecidos
  • Botamochi: uma bola de arroz doce recheada com anko (ou an, feijão azuki grosso)
  • Daifuku: termo geral para mochi (arroz doce moído) recheado com anko
  • Dango: um pequeno, pegajoso e doce mochi, geralmente espetado em um palito
  • Dorayaki: uma panqueca redonda e doce de castella recheada com anko
  • Hanabiramochi: um mochi vermelho e branco, doce, recheado com anko e uma tira de gobo (bardana) cristalizado
  • Ikinari dango: um pão cozido no vapor com um pedaço de batata-doce e anko no meio, é um confeito local de Kumamoto.
  • Imagawayaki (ou kaitenyaki): um disco de massa recheado com anko
  • Kusa mochi: um mochi "verde", doce, infudido com Artemísia japonesa (yomogi), com um recheio de anko
  • Kuzumochi
  • Kuri kinton: uma mistura adocicada de castanhas cozidas e amassadas
  • Manjū: bolos cozidos no vapor com recheio de anko
  • Mochi: um bolinho feito de arroz glutinoso
  • Monaka: dulas bolas doces de arroz crocantes com recheio de anko
  • Shiruko (ou zenzai): uma sobremesa quente feita de anko em uma forma líquida, de sopa, com pequenos mochis flutuando
  • Rakugan: um bolo doce, muito sólido e pequeno que é feito de farinha de arroz e mizuame
  • Sakuramochi: um bolinho de arroz recheado com anko e embrulhado em uma folha de cerejeira
  • Taiyaki: como um kaitenyaki, uma massa assada com recheio de anko em forma de peixe
  • Uirō: um bolo no vapor feito de farinha de arroz e açúcar, semelhante ao mochi
  • Warabimochi: tradicionalmente feito de warabi e servido com kinako e kuromitsu
  • Yatsuhashi: fatias finas de gyūhi (mochi doce), disponível em diferentes sabores, como canela, e às vezes dobrado em um triângulo em volta de uma bola de anko vermelho
  • Yōkan: um dos wagashis mais antigos, um bloco sólido de anko, endurecido com agar açúcar adicional
  • Akumaki: um dos confeitos da província de Kagoshima

Classificação[editar | editar código-fonte]

Os wagashi são classificados de acordo com o método de produção e teor de umidade. O teor de umidade é muito importante, visto que ele afeta a validade.

Referências

  1. Gordenker, Alice, "So What the Heck is That?: Wagashi", Japan Times, 20 de janeiro de 2011, p. 11.
  2. a b c d Ashkenazi, Michael (2000). The Essence of Japanese Cuisine: An Essay on Food and Culture. [S.l.]: University of Pennsylvania Press. pp. 106–107. ISBN 9780812235661. Consultado em 30 de janeiro de 2013. 
  3. Japanese Confectionery Gratifies the Eyes and the Palate Aichi Voice Issue 7, 1997

Notas[editar | editar código-fonte]

  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Wagashi», especificamente desta versão.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Wagashi