Wageningen University & Research

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Wageningen University & Research
Lema
Explorar o potencial da natureza para melhorar a qualidade de vida
Fundação 1876
Tipo de instituição Universidade pública
Localização Países Baixos
WUR forum building.JPG

Wageningen University & Research (também conhecida como Wageningen UR; abreviatura:WUR) é uma universidade pública em Wageningen, Holanda, especializada em disciplinas técnicas e de engenharia e um importante centro de ciências da vida e pesquisa agrícola. Ela está localizada em uma região da Holanda conhecida como Food Valley.

O WUR consiste na Universidade de Wageningen e no antigo instituto de pesquisa agrícola do Ministério da Agricultura da Holanda. A Universidade de Wageningen treina especialistas (bacharelado, mestrado e PhD) em ciências da vida e sociais e concentra sua pesquisa em problemas científicos, sociais e comerciais no campo das ciências da vida e recursos naturais. É amplamente conhecida por seus programas de agricultura, silvicultura e estudos ambientais. A universidade tem cerca de 12.000 alunos de mais de 100 países. É também membro da rede universitária Euroleague for Life Sciences (ELLS).

A WUR foi colocada entre as 150 melhores universidades do mundo por quatro tabelas de classificação principais. Wageningen foi eleita a universidade número um na Holanda por quinze anos consecutivos. A universidade está listada em 59º lugar no ranking do Times Higher Education e a melhor do mundo em agricultura e silvicultura pelo QS World University Rankings 2016–2020.[1][2][3][4][5] A Universidade de Wageningen é classificada em primeiro lugar nas áreas de ciência de plantas/animais, meio ambiente/ecologia e ciências agrícolas pelo US News & World Report. A universidade é amplamente considerada como a melhor instituição de pesquisa agrícola do mundo.[6]

História[editar | editar código-fonte]

Em 1876, a Rijkslandbouwschool (Faculdade Agrícula Nacional) foi fundada em Wageningen. Devido ao desenvolvimento do treinamento para um nível educacional superior, ela mudou em 1896 para Hoogere Land- en Boschbouwschool (Colégio Agrícola e Florestal) e em 1904 em Rijks Hoogere Land-, Tuin- en Boschbouwschool (Colégio Nacional de Agricultura, Horticultura e Florestas).

Em 1918, a escola tornou-se acadêmica por lei (Lei de Educação Acadêmica). O nome mudou para Rijks Landbouw Hoogeschool (Faculdade Agrícula Nacional). A data de abertura e a data de início oficial é 9 de março de 1918.

Em 2009, foi decidido que a Universidade usaria consistentemente o nome inglês em sua comunicação, e que a pesquisa universitária poderia ser apresentada com o nome da universidade: Wageningen University (WU) (como alternativa ao uso do nome Wageningen UR).[7][8] Em 6 de setembro de 2016, a Wageningen University e os institutos de pesquisa se tornaram uma marca conjunta: Wageningen University & Research (WUR).

Programas de bacharelado[editar | editar código-fonte]

Forum, um dos chamarizes do Campus de Wageningen

A universidade oferece 19 programas de bacharelado[9] (2018-2019). Para alguns deles, o idioma de instrução é o inglês. Outros programas instruem em holandês e inglês. Os programas começam todos os anos em setembro, duram três anos e consistem em 180 créditos ECTS. Os programas estão nas áreas de economia e sociedade, saúde, ciências biológicas e tecnologia, natureza e meio ambiente, animais e plantas.

Programas de mestrado[editar | editar código-fonte]

Panorama da estufa do edifício Lumen

A Universidade de Wageningen oferece 36 programas diferentes de mestrado[10] (2017-2018) e dois programas de mestrado online.[11] A língua de instrução para todos os programas de mestrado é o inglês. Os programas começam todos os anos em setembro, têm a duração de dois anos e consistem em 120 créditos ECTS. A maioria dos programas oferece várias especializações e possibilidades para diploma.

Programa de doutorado[editar | editar código-fonte]

O programa de doutorado é um programa de quatro anos que consiste em um componente de pesquisa (realização de pesquisas sob supervisão e redação de uma tese) e um componente educacional menor (até 15 por cento do tempo total de doutorado). Para se candidatar a uma posição de PhD, o candidato deve entrar em contato com uma das seis Escolas de Pós-Graduação da Universidade de Wageningen.[12] Para garantir uma supervisão adequada, o assunto da pesquisa deve se enquadrar no programa de pesquisa de uma Escola de Pós-Graduação.

Controvérsia[editar | editar código-fonte]

A Universidade Wageningen foi criticada devido a alegações de parcialidade na pesquisa.[13][14] Um caso diz respeito a uma pesquisa sobre o distúrbio do colapso das colônias de abelhas.[15] A pesquisa conduzida por Tjeerd Blacquière sobre o assunto causou polêmica devido ao financiamento recebido para a pesquisa do produtor alemão de pesticidas Bayer,[15] o maior produtor mundial de inseticidas neonicotinoides, um fator suspeito para o distúrbio do colapso das colônias.[16][17]

Em 2018, a revista holandesa OneWorld foi a tribunal na tentativa de exigir acesso a contratos entre WUR e Bayer, Syngenta e Monsanto, mas OneWorld acabou perdendo o processo judicial.[18]

Rankings[editar | editar código-fonte]

Rankings Internacionais[editar | editar código-fonte]

No campo das ciências da vida, ciências agrícolas e ambientais, a universidade é considerada de classe mundial.[19][20][21] De acordo com o Times Higher Education World University Rankings, é a melhor universidade da Holanda, e a nº 1 mundial em agricultura e silvicultura em 2017 no QS World University Rankings.[22]

Referências

  1. «QS World University Rankings by Subject 2016 - Agriculture & Forestry». Top Universities (em inglês). 17 de março de 2016. Consultado em 12 de junho de 2020 
  2. «Agriculture & Forestry». Top Universities (em inglês). 2 de março de 2017. Consultado em 12 de junho de 2020 
  3. «Agriculture & Forestry». Top Universities (em inglês). 22 de fevereiro de 2018. Consultado em 12 de junho de 2020 
  4. «Agriculture & Forestry». Top Universities (em inglês). 15 de fevereiro de 2019. Consultado em 12 de junho de 2020 
  5. «Agriculture & Forestry». Top Universities (em inglês). 24 de fevereiro de 2020. Consultado em 12 de junho de 2020 
  6. Viviano, Frank (setembro de 2017). «A tiny country leads the world: Agricultural giant Holland is changing the way we farm». National Geographic. Washington, DC: National Geographic. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  7. «Wageningen Universiteit (WU)» (em neerlandês). Studie.nl. Consultado em 6 de março de 2013. Cópia arquivada em 7 de novembro de 2012 
  8. «History of Wageningen UR». Wageningenur.nl. Consultado em 6 de março de 2013 
  9. «Bachelor's». 30 de agosto de 2012 
  10. «Master's». 6 de fevereiro de 2019 
  11. «Student Service Centre - Wageningen UR». Wageningenuniversity.nl. Consultado em 9 de julho de 2013 
  12. «PhD Programme - Wageningen University». Wageningenuniversity.nl. Consultado em 9 de julho de 2013 
  13. Visser, Jeroen (26 de setembro de 2011). «Hoogleraar: Wageningen Universiteit verdraaide onderzoek over melk». de Volkskrant (em neerlandês). Consultado em 16 de novembro de 2020 
  14. «Conclusies belangrijk onderzoek naar biologisch eten afgezwakt onder druk van onderzoeksinstituut TNO - Zembla - BNNVARA». Zembla (em neerlandês). Consultado em 16 de novembro de 2020 
  15. a b «Belangenverstrengeling zaait twijfels over giftig zaad». Follow the Money - Platform voor onderzoeksjournalistiek (em neerlandês). 10 de janeiro de 2020. Consultado em 16 de novembro de 2020 
  16. Goulson, Dave; Signatories, 232 (1 de junho de 2018). «Call to restrict neonicotinoids». Science (em inglês). 360. 973 páginas. Bibcode:2018Sci...360..973G. ISSN 0036-8075. PMID 29853677. doi:10.1126/science.aau0432 
  17. Woodcock, B. A.; Bullock, J. M.; Shore, R. F.; Heard, M. S.; Pereira, M. G.; Redhead, J.; Ridding, L.; Dean, H.; Sleep, D. (30 de junho de 2017). «Country-specific effects of neonicotinoid pesticides on honey bees and wild bees». Science (em inglês). 356: 1393–1395. Bibcode:2017Sci...356.1393W. ISSN 0036-8075. PMID 28663502. doi:10.1126/science.aaa1190Acessível livremente  Parâmetro desconhecido |doi-access= ignorado (ajuda)
  18. «OneWorld naar rechter om geheime contacten Wageningen Universiteit en Bayer». OneWorld (em neerlandês). 25 de junho de 2018. Consultado em 16 de novembro de 2020 
  19. «Subject Ranking 2015-2016: life sciences top 100». 9 de outubro de 2015 
  20. «QS World University Rankings by Subject 2015 - Environmental Sciences». 22 de abril de 2015 
  21. Viviano, Frank (setembro de 2017). «This Tiny Country Feeds the World». National Geographic. Consultado em 1 de setembro de 2017 
  22. «QS World University Rankings by Subject 2016 - Agriculture & Forestry». 17 de março de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]