Waisale Serevi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Serevi em 2006

Waisale Tikoisolomani Serevi (Suva, 20 de maio de 1968) é um ex-jogador e técnico de rugby union e rugby sevens fijiano que atuava nas posições de abertura, centro ou fullback.[1]

Ele destacou-se sobretudo na modalidade sevens, onde é considerado o maior jogador da história. Foi o líder de Fiji nos títulos de 1997 e 2005 da Copa do Mundo de Rugby Sevens e na série mundial de 2005-06 deste esporte, participando simultaneamente como jogador e treinador. Foi ainda medalha de prata nos Jogos da Comunidade Britânica de 1998 e 2002.[1][2]

No rugby union, integrou as seleções fijianas nas Copas do Mundo de 1991, 1999 e 2003, além de defender por quatro vezes os Barbarians,[2] a "seleção mundial" da modalidade.[3] Em 2013, na mesma Hong Kong cujo circuito de rugby sevens venceu por sete vezes, tornou-se o primeiro fijiano introduzido no Hall da Fama da International Rugby Board.[2]

Referências

  1. a b «Waisale Serevi». ESPN Scrum. Consultado em 7 de abril de 2013 
  2. a b c RAMALHO, Victor (23 de março de 2013). «Waisale Serevi entra para o Hall da Fama». Portal do Rugby. Consultado em 24 de março de 2013 
  3. «Que entrem em campo os Barbarians!». Portal do Rugby. 23 de novembro de 2010. Consultado em 24 de março de 2013 
Ícone de esboço Este artigo sobre Rugby é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.