Waldenio Porto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Waldenio Porto
Nome completo Waldenio Florencio Porto
Nascimento 29 de julho de 1935
Caruaru (PE)
Morte 17 de dezembro de 2020 (85 anos)
Recife
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Médico
Principais trabalhos As flores que não plantei — Fernando Paulino, o cirurgião — As vinhas da esperança - Memórias de um xepeiro — Quando se cobrem de verde as baraúnas — A emoção da palavra — Violinos no Coque
Gênero literário Romancista
Título Membro da Academia Pernambucana de Letras
Membro da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores

Waldenio Florencio Porto (Caruaru, 29 de julho de 1935Recife, 17 de dezembro de 2020[1][2]) foi um médico, romancista e memorialista brasileiro. Formou-se em medicina pela Universidade Federal de Pernambuco em 1959, especializando-se em proctologia.

Entidades de classe[editar | editar código-fonte]

Entidades literárias[editar | editar código-fonte]

Foi seu fundador e presidente;
Criou em 1992, juntamente com médicos escritores e artistas de Pernambuco, Rio de Janeiro, Portugal e Moçambique.
Foi seu primeiro presidente, sendo reconduzido ao cargo em 2007, durante o VI Congresso da entidade,[6] até 2014.
Ocupou a Cadeira 15 desde 1995[7][8]
Presidente desde 26 de janeiro de 2002, eleito por unanimidade, até 2012,[7][8] sucedido por Fátima Quintas.
Ocupava a cadeira 31
membro correspondente.

Livros publicados[editar | editar código-fonte]

  • As flores que não plantei
  • Fernando Paulino, o cirurgião
  • As vinhas da esperança - Memórias de um xepeiro
  • Quando se cobrem de verde as baraúnas
  • A emoção da palavra[9]
  • Violinos no Coque[nota 1]
  • Olinda abrasada
  • Manhã de Carnaval
  • Arménio - do Tejo ao Capibaribe.[10]

Notas e referências

Notas

  1. O lançamento do livro Violinos no Coque, nas dependências da Academia Pernambucana de Letras, teve como ponto alto a apresentação da Orquestra Criança Cidadã, conhecida pelo nome do projeto, Os Meninos do Coque.

Referências

  1. a b Morre ex-correspondente do Instituto Histórico de Caruaru
  2. Morada da Paz - obituário
  3. BARRETO, Luiz de Gonzaga Braga. Fragmentos de uma história. Recife: Nagrafil, 2000.
  4. SOBRAMES-PE
  5. SOARES, Luiz. Alberto F.; BEGLIOMINI, Hélio. Galeria fotográfica dos presidentes da Sobrames Nacional.Porto Alegre: Autores Médicos, 2001.
  6. Anais do II Congresso das Academias de Letras do Nordeste e do VI Congresso da UMEAL / Sociedade Brasileira de Médicos Escritores. Recife: SOBRAMES, 2007.
  7. a b PARAÍSO, Rostand. Academia Pernambucana de Letras: sua história, v. 1. Recife: APL, 2006.
  8. a b PARAÍSO, Rostand. Academia Pernambucana de Letras: efemérides, v. 2. Recife: APL, 2006.
  9. «Café Colombo A voz do escritor» 
  10. * Lançamento de biografia de Arménio Dias

Ligações externas[editar | editar código-fonte]