Wallace Cockrane Simonsen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde fevereiro de 2012).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Wallace Cockrane Simonsen
Prefeito de São Bernardo do Campo
Período 1945 á 1947
Sucessor(a) Tereza Delta
Vida
Nascimento 23 de Maio de 1884
Rio de Janeiro
Morte 6 de Junho de 1955
São Paulo
Dados pessoais
Profissão Político

Wallace Cockrane Simonsen (Rio de Janeiro, 23 de maio de 1884São Paulo, 6 de junho de 1955) foi um político brasileiro.

Foi um dos líderes do movimento pela emancipação de São Bernardo do Campo (na época um distrito de Santo André), em 1945, tornando-se seu primeiro prefeito.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Biografia Prefeitura de São Bernardo do Campo
Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

WALLACE COCHRANE SIMONSEN (1945 a 1946)

WALLACE COCHRANE SIMONSEN, filho de Sidney Martin Simonsen e Robertina Cochrane Simonsen, nasceu no Rio de Janeiro a 23 de maio de 1884 e faleceu em São Paulo a 6 de junho de 1955. Foi casado com Maria Emilia Moretson Simonsen, com quem teve oito filhos: Lucila, Mário, Zaira, Luci, Jorge, Maria Luiza, Luiz e Renê. Simonsen chegou a São Bernardo do Campo em 1929, ocasião em que adquiriu terras no município, instalando em 1932 uma chácara particular para recreio de fins de semana, a que deu o nome de "Chácara Silvestre". Em 1938, o país vivia sob a ditadura de Getúlio Vargas. O ditador nomeava os interventores estaduais e lhes dava plenos poderes para rebaixar municípios à distritos, elevar estes à condição de cidade e para nomear prefeitos. Nessa época a importância político-econômica do distrito de Santo André era muito grande, sendo que a maior parte das repartições públicas do. município, inclusive a prefeitura, funcionava ali, restando em São Bernardo apenas a Câmara dos Vereadores. Em 30 de novembro de 1938, o interventor estadual Adhemar de Barros, assinou um decreto transferindo a sede do município de São Bernardo para Santo André, sendo a antiga Vila de São Bernardo rebaixada a mero distrito. Descontentes com a humilhante situação enfrentada peja cidade, um grupo de empresários começa a se reunir em segredo, para discutir a emancipação de São Bernardo. Sem grande prestígio político junto ao governo, esse grupo pouco podia fazer para recuperar a autonomia de São Bernardo. As reuniões do movimento autonomista aconteciam no "Bar e Café Expresso", que ficava na esquina da Marechal Deodoro com Dr. Fláquer. Bortolo Basso, dono do estabelecimento, sugere que o grupo procure o banqueiro Wallace C. Simonsen, proprietário de uma chácara na cidade (hoje conhecida como Chácara Silvestre). Empresário de prestígio nacional, Simonsen forneceria a força política que faltava ao grupo. Em maio de 1943, sob a liderança de Wallace C. Simonsen, é fundada a Sociedade dos Amigos de São Bernardo. Criada com o objetivo de coordenar a luta pela emancipação, a sociedade contava com a participação de Pery Ronchetti, Francisco Miele, Ítalo Setti, João Corazza e Plínio Ghirardello. Baseados em uma disposição governamental que garantia o direito de pleitear a emancipação aos distritos que preenchessem certos requisitos mínimos, em termos de território e população, o grupo solicita a emancipação do município. Graças a persistência desse grupo e a influência política de Wallace C. Simonsen o decreto lei 14.334 de 30 de novembro de 1944, que estabelecia a nova divisão político-administrativa do Estado e São Paulo, elevava novamente o distrito de São Bernardo à categoria de municipi No dia 1° de Janeiro de 1945, o novo município é instalado. Agora com o denominativo ”Do Campo" agregado ao nome "São Bernardo". Wallace C. Simonsen é nomeado prefeIto, toma posse neste mesmo dia e governa a cidade até 1947. ==

Hoje em dia existe uma escola com seu nome.