Walter Altmann

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Walter Altmann (Porto Alegre, 4 de fevereiro de 1944) é um pastor Luterano brasileiro, de 2002 a 2010 foi presidente da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil. Eleito moderador do Conselho Mundial de Igrejas em 2006, cargo que exerce até 2013.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Realizou estudos teológicos em São Leopoldo, RS; José C. Paz, Argentina e na Universidade de Hamburgo, Alemanha, onde se doutorou em 1972 com tese sobre o Conceito de Tradição em Karl Rahner, influente teólogo católico. Atuou como pastor em Ijuí, RS; e em 1974 assumiu a cadeira de Teologia Sistemática na atual Escola Superior de Teologia - Faculdades EST, de São Leopoldo, onde atuou até 2002, tendo exercido o cargo de Reitor de 1981 a 1987 e de Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Teologia de 1989 a 1994. De 1995 a 2001 exerceu o cargo de Presidente do Conselho Latino-Americano de Igrejas - CLAI, com sede em Quito. De 2003 a 2007 foi membro do Conselho da Federação Luterana Mundial - FLM, com sede em Genebra, Suíça; e Presidente de sua Comissão de Missão e Desenvolvimento. Em 2006 foi eleito Moderador do Conselho Mundial de Igrejas - CMI. Sua principal obra é intitulada Lutero e Libertação - Uma releitura de Lutero em perspectiva latino-americana (1992).[2]

Referências

  1. «Walter Altmann». www.oikoumene.org. Consultado em 26 de junho de 2008 
  2. «Conselho Latino Americano de Igrejas - Região Brasil - Walter Altmann é o novo moderador do Conselho Mundial de Igrejas». www.claibrasil.org.br. Consultado em 26 de junho de 2008