Walter Lini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Walter Hadye Lini
Primeiro-ministro de Vanuatu
Período 1979
a 1991
Dados pessoais
Nascimento 1942
Ilha de Pentecostes, Novas Hébridas  Reino Unido  França
Morte 21 de fevereiro de 1999
Port Vila  Vanuatu
Partido Partido Nacional Unido
Religião Anglicano
Profissão Político, pastor anglicano

Walter Lini (1942 - 21 de fevereiro de 1999) foi um político de Vanuatu, tendo sido o primeiro chefe de governo do seu país, de 1979 a 1991.

Foi pastor anglicano e o primeiro a ocupar o posto de primeiro-ministro de Vanuatu. Nasceu na ilha de Pentecostes. Durante a época em que Vanuatu era um condomínio controlado por Reino Unido e França, Lini formou o Vanua'aku Pati, apoiado principalmente pelos anglófonos. Converteu-se em ministro chefe (Chief Minister) da colónia em 1979 e chegou a primeiro-ministro com a independência de Vanuatu em 1980.

A administração de Lini foi muito controversa devido aos laços com o bloco comunista, a Líbia e outros países socialistas que os Estados Unidos e a Europa Ocidental receavam, e pela sua firme oposição aos ensaios nucleares na região.[1] Foi o principal defensor do socialismo melanésio. Vanuatu ofereceu apoio ao movimento indígena de libertação kanako na Nova Caledónia, e foi o único país da região a apoiar os direitos de autodeterminação de Timor-Leste, então sob ocupação pela Indonésia. O seu mandato terminou em 1991 devido às lutas entre fações dentro do seu próprio partido. Uniu-se ao Partido Nacional Unido do qual era o principal dirigente no momento da sua morte. Faleceu na capital, Port Vila. A sua irmã Hilda Lini e o seu irmão Ham Lini são igualmente políticos em Vanuatu.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências