Wanderson Lemos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wanderson Lemos Soares.jpg

Wanderson Lemos Soares (Rio de Janeiro, 6 de março de 1981) é um cantor e compositor de música popular brasileira, produtor musical e multi-instrumentista.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ainda criança em Padre Miguel, subúrbio do Rio de Janeiro, Wanderson Lemos começou a se interessar pela música nas aulas de flauta da escola, mas logo se apaixonou pelo violão. Autoditada na música começou com um instrumento emprestado e aos 13 anos já participou da final do Festival Estudantil no Teatro João Caetano, no Rio. Este já era o início de uma promissora carreira do músico profissional de incansável criatividade e talento, que se tornou hoje.

Em uma carreira que traz 3 CDs e 1 EP anteriores, Wanderson Lemos lança este trabalho com 10 músicas sendo 9 inéditas e todas autorais, com masterização nos EUA. “O Couro Come” convida a todos para um momento de descontração, de envolvimento com ritmos dançantes e também de reflexão - com alegria – mas acima de tudo para conhecer o que está sendo produzido de forma independente e comprometido com a qualidade em estética musical, contribuindo para a valorização da cultura brasileira contemporânea. “Este projeto musical consiste em afirmar a permanência da criatividade e diversidade oriundas da nossa herança cultural.

‘O Couro Come’ tem em sua base a riqueza da fusão de ritmos e estilos de outros continentes que contribuíram para a formação do que hoje nós somos”. (Wanderson Lemos) 

Esta influência direta citada pelo artista faz deste projeto algo único e diferenciado em um universo de tantas produções independentes. A literatura que acompanha o artista em outros trabalhos se faz presente também neste novo projeto musical, incorporando cada vez mais o contexto social vivido atualmente em nosso país e tornando altamente relevante a união entre literatura e música.

Em 2014, criou seu próprio selo junto com o coprodutor musical e baixista Thiago Campos para se tornar ainda mais independente. A Crioula Fonográfica foi ‘inaugurada’ com o clipe do single “Que preta é essa” – que conta com uma nova versão em “O Couro Come”. Em 2013, lançou seu último disco Giramundo e lançou o clipe da música “Mãe”. Em 2012, durante a turnê na Europa, gravou o clipe da música “Não há” em Portugal, e lançou também o clipe de sua música “Tereza crioula” gravado no Brasil, na comunidade da Mineira e em Realengo, zona oeste do Rio. Além de seus 3 trabalhos anteriores: SambALacarte (EP / 2010), Senzala (CD / 2008) e Kurumí atã (CD / 2007).

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre músico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.