Saltar para o conteúdo

Wanderson de Jesus Martins

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Caju
Informações pessoais
Nome completo Wanderson de Jesus Martins
Data de nascimento 17 de julho de 1995 (29 anos)
Local de nascimento Irecê, Bahia, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,85 m
canhoto
Apelido Caju
Informações profissionais
Clube atual Aris Limassol
Número 3
Posição lateral-esquerdo
Clubes de juventude
2013–2014 Santos
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2014–2019
2018–2019
2019–2022
2020
2021–2022
2022–
Santos
APOEL (emp.)
Braga
Goiás (emp.)
Aris Limassol (emp.)
Aris Limassol
00045 0000(0)
00033 0000(3)
00006 0000(0)
00019 0000(0)
00020 0000(0)
00055 0000(4)
Seleção nacional3
2015 Brasil Sub-20 00011 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelos
clubes, atualizadas até 25 de agosto de 2023.
3 Partidas e gols pela seleção nacional estão atualizadas
até 23 de agosto de 2023.

Wanderson de Jesus Martins, mais conhecido como Caju (Irecê, 17 de julho de 1995), é um futebolista brasileiro que atua como lateral-esquerdo. Atualmente, joga pelo Aris Limassol.

Natural de Irecê, na Bahia, Caju se mudou aos cinco anos com seus pais para a cidade de Altair, interior de São Paulo. Caju fez testes no Santos e passou a fazer parte das categorias de base do clube no ano de 2013, quando começou a atuar pelo sub-20.[1][2]

Caju foi revelado nas categorias de base do Santos e foi promovido ao time profissional em setembro de 2014, aproveitando a saída de Emerson Palmieri para o clube italiano Palermo e a lesão de Eugenio Mena.[3][4]

Em 21 de setembro de 2014, Caju fez seu primeiro jogo na carreira como jogador profissional, começando como titular em uma vitória em casa por 3–1 sobre o Figueirense, pelo Campeonato Brasileiro de 2014.[5][6][7]

Em 10 de março de 2015, após ser sondado pela Udinese e pelo Barcelona, o Caju renovou seu contrato com o Santos, válido até 2019.[2][8][9] Em meados de 2016, com a convocação de Zeca para a disputa dos Jogos Olímpicos, Caju foi escolhido para ser o titular pelo técnico Dorival Júnior neste período, recebendo elogios por suas atuações.[10]

Em 15 de julho de 2017, Caju foi emprestado ao Lille, por 500.000 de euros, com uma cláusula de rescisão obrigatória de 4 milhões após 15 partidas.[11] Em setembro, no entanto, após ser reprovado no exame médico, ele voltou ao Santos.[12]

Em 21 de maio de 2018, foi anunciada a transferência de Caju ao clube cipriota APOEL, por um contrato de empréstimo de uma temporada com uma cláusula de compra.[13][14][15]

No dia 18 de julho de 2019, foi oficializada a transferência de Caju ao clube português Braga, com o Santos com 15% de uma futura venda do jogador.[16][17][18][19]

No dia 19 de janeiro de 2020, o Goiás oficializou a contratação de Caju, por um contrato de empréstimo de uma temporada.[20][21] Fez sua estreia pelo clube no dia 8 de fevereiro, entrando como titular em um empate em casa por 1–1 com o Goianésia, pelo Campeonato Goiano de 2020.[22]

Retorno ao Braga

[editar | editar código-fonte]

No dia 27 de janeiro de 2021, foi oficializado o fim de empréstimo de Caju ao Goiás e retornou ao Braga.[23] Na sua segunda passagem pelo clube, Caju atuou em apenas uma partida.

Aris Limassol

[editar | editar código-fonte]

No dia 24 de junho de 2021, Caju deixou o Braga e foi emprestado ao clube cipriota Aris Limassol, por um contrato de empréstimo de uma temporada com uma opção de compra.[24][25] Na temporada 2021–22, Caju foi utilizado em 20 jogos. Após ser destaque no clube, Caju foi contratado em definitivo no dia 19 de junho de 2022.[26][27] No Aris Limassol, participou da campanha que levou o time a vencer o Campeonato Cipriota pela primeira vez na história na temporada 2022–23.[28]

Seleção Brasileira

[editar | editar código-fonte]

No dia 27 de novembro de 2014, Caju foi convocado para a Seleção Brasileira Sub-20, ao lado dos companheiros de Santos, Gabriel e Thiago Maia, para o Campeonato Sul-Americano Sub-20 de 2015.[29] Ele fez sua estreia em 15 de janeiro de 2015, em uma vitória por 2–1 sobre o Chile.[30]

Estatísticas

[editar | editar código-fonte]

Atualizado até 25 de agosto de 2023.[31]

Equipe Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
Santos 2014 11 0 0 2 0 0 13 0 0
2015 4 0 0 1 0 0 0 0 0 5 0 0
2016 11 0 2 5 0 0 2 0 0 18 0 2
2017 3 0 0 1 0 0 0 0 0 0 0 0 4 0 0
2018 0 0 0 0 0 0 0 0 0 5 0 0 5 0 0
Total 29 0 2 9 0 0 0 0 0 7 0 0 45 0 2
APOEL 2018–19 25 0 0 2 0 0 5 3 0 1 0 0 33 3 0
Total 25 0 0 2 0 0 5 3 0 1 0 0 33 3 0
Braga 2019–20 1 0 0 1 0 0 2 0 0 1 0 0 5 0 0
2020–21 1 0 0 0 0 0 1 0 0
Total 2 0 0 1 0 0 2 0 0 1 0 0 6 0 0
Goiás 2020 13 0 1 2 0 1 1 0 0 3 0 0 19 0 2
Total 13 0 1 2 0 1 1 0 0 3 0 0 19 0 2
Aris Limassol 2021–22 20 0 0 20 0 0
2022–23 25 2 0 1 0 0 2 1 0 28 3 0
2023–24 1 0 0 0 0 0 5 1 2 1 0 0 7 1 2
Total 46 2 0 1 0 0 7 2 2 1 0 0 55 4 2
Total na carreira 115 2 3 15 0 1 15 5 2 13 0 0 158 7 6

Seleção Brasileira

[editar | editar código-fonte]

Expanda a caixa de informações para conferir todos os jogos deste jogador, pela sua seleção nacional.

Sub-20
Santos
APOEL
Braga
Aris Limassol

Referências

  1. «Caju recorda passado na roça e projeta longevidade no Santos». Gazeta Esportiva. 1 de agosto de 2016. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  2. a b «Lateral esquerdo Caju renova vínculo com o Santos até o fim de 2019». ESPN Brasil. 9 de março de 2015. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  3. «Sem Emerson Palmieri e Mena, Santos promove jovem Caju da base». O Povo Online. 4 de setembro de 2014. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  4. «Base do Santos mantém sucesso, mas 'micos' atrapalham investimento». Notícias do Dia. 7 de maio de 2014. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  5. «Lucas Lima brilha, e Santos vence o Figueirense na Vila Belmiro». ge. 21 de setembro de 2014. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  6. «Com boa atuação de Lucas Lima, Santos vence e confirma estagnação do Figueirense». ESPN Brasil. 21 de setembro de 2014. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  7. «Santos é eficiente no ataque e bate o Figueirense por 3 a 1». O Estado de São Paulo. 21 de setembro de 2014. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  8. «Lateral esquerdo Caju renova vínculo com o Peixe até o fim de 2019». Gazeta Esportiva. 9 de março de 2015. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  9. «Caju assina novo contrato com o Peixe e passa a valer R$ 169 milhões». ge. 10 de março de 2015. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  10. «Novo titular na lateral do Santos, Caju revela conselhos de Neymar». ESPN Brasil. 1 de agosto de 2016. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  11. «Santos define venda de Thiago Maia e empréstimo de Caju para o Lille». ge. 15 de julho de 2017. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  12. «Após negócio frustrado com Lille, Caju volta ao Santos e já treina no CT Rei Pelé». ESPN Brasil. 15 de setembro de 2017. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  13. «Caju assina com o APOEL, do Chipre; lateral deixa o Santos no início de junho». ge. 21 de maio de 2018. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  14. «Emprestado pelo Santos, Caju assina contrato com o Apoel». Gazeta Esportiva. 21 de maio de 2018. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  15. «Κατ' αρχήν συμφωνία με Wanderson de Jesus Martins» (em grego). APOEL FC. 22 de maio de 2018. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  16. «Santos encaminha venda de lateral-esquerdo Caju ao Braga-POR». UOL. 18 de julho de 2019. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  17. «Santos libera Caju para assinar com o Braga; lateral viaja nesta quinta». ESPN Brasil. 18 de julho de 2019. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  18. «Santos anuncia a venda de Caju». ge. 19 de julho de 2019. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  19. «Caju é reforço do Sp. Braga». Record. 23 de julho de 2019. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  20. «Goiás anuncia contratação de Caju, lateral revelado pelo Santos». O Popular. 19 de janeiro de 2020. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  21. «Goiás acerta com lateral-esquerdo Caju, revelado pelo Santos». ge. 20 de janeiro de 2020. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  22. «Com time reserva, Goiás perde pênalti e só empata diante do Goianésia». ge. 8 de fevereiro de 2020. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  23. «Lateral-esquerdo Cajú regressa a Braga e pode ficar até ao fim da época». Antena Minho. 27 de janeiro de 2021. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  24. «Sporting de Braga empresta Cajú ao Aris Limassol». SAPO Desporto. 24 de junho de 2021. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  25. «Braga empresta o lateral Caju: eis o valor da opção de compra». O Jogo. 24 de junho de 2021. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  26. «Cajú deixa o Sp. Braga e assina em definitivo pelo Aris Limassol». Record. 19 de junho de 2022. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  27. «Com mais um gol e liderança, Caju comemora bom momento no Chipre». TNT Sports. 14 de setembro de 2022. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  28. a b «Caju comemora novo título e projeta estreia do Aris na Champions». GOAL.com. 26 de julho de 2023. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  29. «Gabriel e Caju são convocados para a seleção brasileira sub-20». Santos Futebol Clube. 27 de novembro de 2014. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  30. «Sul-Americano sub-20: Brasil vence Chile com gols de Marcos Guilherme». ge. 15 de janeiro de 2015. Consultado em 23 de agosto de 2023 
  31. «Perfil de Caju». Soccerway 

Ligações externas

[editar | editar código-fonte]
Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.