Warrea warreana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Como ler uma infocaixa de taxonomiaWarrea warreana
Warrea warreana Orchi 003.jpg
Classificação científica
Superdomínio: Biota
Reino: Plantae
Sub-reino: Viridiplantae
Infrarreino: Streptophyta
Superdivisão: Embryophyta
Divisão: Tracheophyta
Subdivisão: Euphyllophyta
Ordem: Asparagales
Família: Orchidaceae
Subfamília: Epidendroideae
Tribo: Cymbidieae
Género: Warrea
Espécie: Warrea warreana

Warrea warreana é uma espécie de planta do gênero Warrea e da família Orchidaceae.

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

A espécie foi descrita em 1955 por Charles Schweinfurth.[1]

Os seguintes sinônimos já foram catalogados:[2]

  • Maxillaria warreana Lodd. ex Lindl.
  • Aganisia tricolor Bentham
  • Warrea bidentata Lindl.
  • Warrea grandiflora Rolfe
  • Warrea hookeriana (Rchb.f.) Rolfe
  • Warrea lindeniana Henfr.
  • Warrea speciosa Schltr.
  • Warrea tricolor bidentata (Lindl.) Stein
  • Warrea tricolor stapelioides Rchb.f.
  • Warrea tricolor unijugata Hort.
  • Warrea unijugata Regel
  • Warrea tricolor Lindl.
  • Warrea warreana (Lodd. ex Lindl.) A.D.Hawkes

Forma de vida[editar | editar código-fonte]

É uma espécie terrícola e herbácea.[2]

Genética[editar | editar código-fonte]

O número de cromossomos de Warrea warreana é 2n = 48.[3]

Conservação[editar | editar código-fonte]

A espécie faz parte da Lista Vermelha das espécies ameaçadas do estado do Espírito Santo, no sudeste do Brasil. A lista foi publicada em 13 de junho de 2005 por intermédio do decreto estadual nº 1.499-R.[4]

Distribuição[editar | editar código-fonte]

A espécie é encontrada na América do Sul, incluindo os estados brasileiros de Minas Gerais,[5][6] São Paulo [7]e Rio Grande do Sul [8] e na Argentina. [3]

A espécie é encontrada no domínio fitogeográfico de Mata Atlântica, em regiões com vegetação de mata ciliar, floresta estacional semidecidual e floresta ombrófila pluvial.[2]

Referências

  1. «Warrea warreana». www.gbif.org (em inglês). Consultado em 18 de abril de 2022 
  2. a b c «Warrea warreana (Lodd. ex Lindl.) C.Schweinf.». floradobrasil2020.jbrj.gov.br. Consultado em 18 de abril de 2022 
  3. a b Daviña, Julio Rubén; Grabiele, Mauro; Cerutti, Juan Carlos; Hojsgaard, Diego Hernán; Almada, Rubén Dario; Insaurralde, Irma Stella; Honfi, Ana Isabel (2009). «Chromosome studies in Orchidaceae from Argentina». Genetics and Molecular Biology (em inglês): 811–821. ISSN 1415-4757. doi:10.1590/S1415-47572009005000089. Consultado em 30 de abril de 2022 
  4. «IEMA - Espécies Ameaçadas». iema.es.gov.br. Consultado em 12 de abril de 2022 
  5. Menini Neto, Luiz; Almeida, Valquiria Rezende; Forzza, Rafaela Campostrini (2004-Jan-Jun). «A família Orchidaceae na Reserva Biológica da Represa do Grama - Descoberto, Minas Gerais, Brasil». Rodriguésia: 137–156. ISSN 0370-6583. doi:10.1590/2175-78602004558409. Consultado em 30 de abril de 2022  Verifique data em: |data= (ajuda)
  6. Abreu, Narjara Lopes de; Menini Neto, Luiz; Konno, Tatiana Ungaretti Paleo (março de 2011). «Orchidaceae das Serras Negra e do Funil, Rio Preto, Minas Gerais, e similaridade florística entre formações campestres e florestais do Brasil». Acta Botanica Brasilica: 58–70. ISSN 0102-3306. doi:10.1590/S0102-33062011000100009. Consultado em 30 de abril de 2022 
  7. Ferreira, Alessandro Wagner Coelho; Lima, Maria Inês Salgueiro; Pansarin, Emerson Ricardo (2010-Apr-Jun). «Orchidaceae na região central de São Paulo, Brasil». Rodriguésia: 243–259. ISSN 0370-6583. doi:10.1590/2175-7860201061208. Consultado em 30 de abril de 2022  Verifique data em: |data= (ajuda)
  8. «:: Orquídeas do Rio Grande do Sul :: Warrea warreana». orquideasgauchas.net. Consultado em 30 de abril de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.