Wasfi al-Tal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
وصفي التل و حيدر محمود.jpg

Wasfi al-Tal (também Wasfi Tel) (1920 - 28 de novembro de 1971) (em árabe: وصفي التل) foi primeiro-ministro da Jordânia por três mandatos separados. Em 1971, ele foi assassinado pela unidade Setembro Negro da Organização pela Libertação da Palestina diante de um hotel no Cairo.[1] Tal foi primeiro-ministro e ministro da Defesa durante o levante Setembro Negro pelos palestinos em 1970. Ele ganhou a ira dos líderes da OLP pelo seu papel na repressão da revolta.

Ele foi a terceira alta personalidade política jordaniana assassinada entre 1951 e 1971; os dois primeiros foram o Rei Abdullah e Hazza Majali, o primeiro-ministro da Jordânia.[2]


Precedido por
Bahjat Talhouni
Primeiro-ministro da Jordânia
1962–1963
Sucedido por
Samir al-Rifai
Precedido por
Bahjat Talhouni
Primeiro-ministro da Jordânia
1965–1967
Sucedido por
Hussein ibn Nasser
Precedido por
Ahmad Toukan
Primeiro-ministro da Jordânia
1970–1971
Sucedido por
Ahmad al-Lawzi

Referências

  1. Fallible Memory, Benny Morris
  2. Grose, Peter (29 de novembro de 1971). «Bloody reprisals feared for slaying of premier». Eugene Register-Guard. Ramallah 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]